videos para redes sociais

Dicas valiosas para usar vídeos de forma efetiva em cada rede social



Conteúdos em vídeo estão fazendo mais sucesso do que nunca na internet.

Se antes havia um preconceito contra esse tipo de formato, que era pesado, demorava a carregar e tinha uma qualidade péssima, agora, com os avanços da internet em termos de tecnologia e acessibilidade, e a facilidade de se produzir vídeos de alta qualidade até em smartphones, esse material se popularizou e já está em todos os lugares.

E isso não é só impressão nossa: de acordo com dados da Cisco, em 2019, 80% de todo o tráfego de dados da internet será gerado por vídeos online e de acordo com o diretor do YouTube no Brasil, até 2020, o consumo de vídeos online deve ultrapassar o de TV em todo o mundo. E não para por aí.

Olhando em uma perspectiva nacional, de acordo com uma pesquisa do Google, 7 entre 10 usuários regulares de internet assistem vídeos online e gastam pelo menos 10h semanais com esses conteúdos na internet.

Além do mais, dessas pessoas, 25% já prefere assistir vídeos do que TV tradicional.

Os dados são bastante relevantes, mostram uma mudança significativa na forma como as pessoas consomem conteúdo e você já deve ter notado isso.

Quando você faz uma pesquisa no Google, em muitas vezes, os primeiros resultados são conteúdos em vídeo e eles são alguns dos mais acessados.

E se você está conectado a uma rede social nesse momento, abra a página principal e dê uma olhada nos conteúdos compartilhados (mas não fique por lá! Volte à leitura!).

Você não vai precisar de muito tempo de navegação para perceber que os vídeos já estão ganhando lugar de destaque e estão entre os materiais com mais engajamento.   

Nesse novo contexto, saber como utilizar vídeos em diferentes situações para auxiliar sua estratégia de marketing é essencial e se você ainda não trabalha com esse formato, é hora de mudar isso.

E que tal começar pelas próprias redes sociais? De acordo com uma pesquisa da ComScore os brasileiros são os mais engajados do mundo quando se trata de redes sociais e gastam com elas a maior parte do seu tempo de navegação na internet.

Aliado a isso, os vídeos têm ganhado cada vez mais relevância nesses ambientes e é importante entender como usar corretamente esses materiais em cada plataforma.

Portanto, separamos as três redes mais populares no Brasil hoje e vamos te dar dicas valiosas para ter ótimos resultados com vídeo em cada uma delas.

Vamos lá?   

Como usar vídeos de forma efetiva nas principais redes sociais

Cada rede social funciona sob uma lógica diferente e a produção de vídeos, assim como a de conteúdos em geral, não deve ser exatamente igual para todas.

Adaptações devem ser feitas quando você tem materiais em diferentes redes sociais.

Caso contrário, você corre o risco de perder muito de sua efetividade e acabar com prejuízos.

Portanto, agora nós iremos lhe mostrar um pouco das particularidades das três redes sociais mais populares no país e mostrar como produzir vídeos adequados para cada uma delas.    

1. Facebook

O Facebook é a rede social que lidera no Brasil em número de usuários e acessos diários e é também uma das que mais vem trazendo inovações no que diz respeito aos vídeos e sua distribuição.

Além dos conteúdos tradicionais, hoje é possível fazer transmissões ao vivo, colocar uma foto de perfil em vídeo e fazer diferentes anúncios nesse formato.

E o crescimento dos vídeos nessa rede social é bastante expressivo e comprovado.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Buzzsumo, publicações nesse tipo de formato já são capazes de gerar mais engajamento do que posts com apenas textos ou imagens e a quantidade de vídeos compartilhados na rede está se tornando cada vez maior, ao contrário dos conteúdos estáticos.

O Facebook oferece bastante liberdade quanto ao tipo de conteúdo que pode ser divulgado, mas algumas boas práticas podem ajudar muito na hora de fazer vídeos realmente eficientes para a rede.  

Faça vídeos simples, curtos e úteis

O usuário do Facebook, assim como em outras redes sociais, preza por conteúdo que possa ser consumido de forma rápida e dinâmica, sem muito esforço.

Por isso, vídeos simples, didáticos e curtos sempre tenderão a fazer mais sucesso nesse ambiente.

Pense por exemplo nos vídeos de “faça você mesmo” que você frequentemente vê na timeline e têm milhares de curtidas e compartilhamentos: eles são curtos, no máximo 1 minuto, na maioria das vezes compreensíveis por si só, sem necessidade de narração ou explicações sonoras, e são realmente úteis!

Se inspire nesse tipo de criação para fazer seus vídeos.

Conquiste o público logo de cara

Já dissemos: o Facebook é uma rede muito dinâmica e as pessoas consomem conteúdo de forma rápida. Então, quando for fazer um vídeo, uma pergunta que você deve se fazer é: esse vídeo é capaz de despertar o interesse de uma pessoa e fazê-la parar de rolar a timeline para assistir?

As pessoas não param por muito tempo em um conteúdo, apenas o escaneiam, descobrem do que se trata e, se não ele não interessa ou chama atenção, continuam sua navegação.

Portanto, seu conteúdo precisa ser daqueles que conquistam logo de cara, “amor a primeira vista”.

Invista em começos impactantes, em uma chamada de texto surpreendente e garanta que os primeiros três segundos do seu vídeo tenham força suficiente para que um usuário pare e assista até o final.    

Seja compreensível mesmo sem som

Um dado muito interessante e que a maioria das pessoas desconhece é que hoje, graças a reprodução automática de vídeo na timeline, 85% de todos os vídeos no Facebook são assistidos completamente sem som.

Portanto, se você faz um conteúdo que só poderá ser compreendido com o auxílio de narração ou pela voz de alguém na cena, corre o risco de perder a efetividade do seu vídeo.

Na hora de produzir um conteúdo audiovisual, sempre pense se ele pode ser compreendido mesmo no mute e abuse de recursos que possam ajudar nesse sentido, como animações, títulos pontuais e, se necessário, até mesmo legendas, ainda que o vídeo já seja exibido na língua do público que você quer atingir.

Use vídeos nas chamadas para links

Você divulga muitos links no Facebook e quase sempre eles possuem uma imagem de apoio? Pois saiba então que eles podem ser muito mais efetivos se você os aliar a um vídeo.

Quando for divulgar um link, espere que ele carregue as informações de imagem normalmente e então, em vez de fazer o upload de uma nova imagem, escolha um arquivo de vídeo.

Ele então aparecerá junto com a chamada do link, que continuará redirecionando para seu site ou conteúdo externo, e aumentará muito o engajamento e as taxas de clique desse conteúdo.

2. Instagram

Até pouco tempo atrás, o Instagram era uma rede a qual a maioria das empresas tinha resistência, por trabalhar apenas com conteúdo visual, mas hoje, cada vez mais, ele vem se mostrando uma ferramenta de negócios bastante efetiva.

Além dos anúncios, recentemente a rede liberou sua versão business, para empresas, com uma série de recursos que vão ajudar a impulsionar sua estratégia de marketing, e investir no Instagram está se tornando muito mais interessante.

Na mesma onda do Facebook, o Instagram vem dando cada vez mais relevância aos conteúdos em vídeo e dados já mostram, inclusive, que esses conteúdos geram em média 2x mais engajamento do que apenas as fotos e estão sendo mais usados pelas marcas (cerca de 2x mais também).

Algumas dicas podem te ajudar a fazer vídeos realmente efetivos para o Instagram:

Faça muito com pouco

Assim como no Facebook, a primeira dica é que você trabalhe sempre com vídeos mais curtos e que consigam ser relevantes em poucos segundos.

E no Instagram isso não é só uma questão de bom senso, é uma questão de necessidade: a rede possui um tempo limitado para a exibição dos vídeos, que é de 60 segundos.

Portanto, você precisa ser relevante e conquistar o público nesse intervalo de tempo.

Não esqueça que, assim como no Facebook, aqui a exibição na timeline também é automática, sem som, então vale muito a pena investir em materiais que sejam compreensíveis sem a necessidade do áudio.

Capriche no conteúdo, ofereça algo irrecusável e garanta o sucesso da sua estratégia.  

Capriche no visual

O Instagram surgiu como uma rede social de imagens, totalmente visual, e portanto seus usuários prezam por conteúdo esteticamente bonito e atrativo.

Então, quando for produzir vídeos para essa rede, lembre-se disso.

Preze por uma boa qualidade de imagem, use os filtros que o aplicativo disponibiliza e capriche na escolha do thumbnail – aquele frame do vídeo que é exibido enquanto o vídeo carrega e é a primeira coisa que o usuário vê.

Esses elementos podem ser o diferencial entre um vídeo que faz muito sucesso e aquele que todos ignoram.

Use hashtags

Apesar de ter sido um recurso incorporado por muitas redes, como o Facebook por exemplo, no Instagram e no Twitter as hashtags funcionam muito melhor e podem ajudar seu conteúdo a ter mais visibilidade.

Através da ferramenta de busca nessas redes, se seu conteúdo carrega uma hashtag, ele será exibido quando uma pesquisa relacionada for feita e terá mais chance de gerar engajamento e se tornar conhecido.

Use as hashtags de forma inteligente, planejada, e só coloque tags que realmente tenham a ver com seu conteúdo.

Assim, ele terá mais chances de ser clicado quando alguém faz uma busca e você não corre o risco de cansar sua audiência com tantas expressões. #FicaADica  

3. Twitter

O Twitter também tem se mostrado uma excelente plataforma para promover seu negócio e, se você ainda não acredita na potencialidade do microblog, alguns dados podem te convencer: 67% das pessoas preferem comprar de empresas que estão presentes e que elas seguem no Twitter e 4 de cada 5 usuários só entram nessa rede para seguir marcas e empresas.

E no Twitter também, os vídeos estão ganhando cada vez mais relevância, não só pelas plataformas como o Vine e o Periscope, mas também dentro da própria rede social.

Segundo uma pesquisa divulgada pelo próprio Twitter, 80% das pessoas já assistem vídeos online nessa rede e esse tipo de conteúdo pode gerar até 2,5 vezes mais respostas e 2,8 vezes mais retweets.

Entenda como você pode usar esses materiais de forma mais efetiva no microblog:

Faça vídeos para responder os usuários

O Twitter é uma rede social super dinâmica, em que os usuários compartilham conteúdo curto e interagem uns com os outros e com as marcas, e você deve se aproveitar disso.

Uma ótima ideia, por exemplo, é utilizar vídeos para responder às dúvidas dos seus seguidores, ou apenas para interagir com eles.

Por exemplo, faça um tweet incentivando as pessoas a enviarem suas perguntas à sua marca com uma hashtag específica, junte as mais interessantes que surgirem e faça um vídeo para respondê-las.

É uma ótima forma de interagir com seus usuários e ainda gerar engajamento para o conteúdo, já que as pessoas adoram receber atenção e ser respondidas pelas empresas.

Aproveite tendências

Mais do que no Instagram, as hashtags no Twitter são super importantes e decisivas para o sucesso do seu conteúdo.

Nessa rede social, os usuários usam ainda mais a ferramenta de pesquisa para encontrar conteúdo relevante e é essencial que você use as hashtags de forma inteligente e bem planejada para que seu material seja encontrado.

Uma dica que pode ser bastante relevante, é produzir conteúdo sobre os temas que estão sendo mais falados e buscados no Twitter em um determinado período – os trending topics.

Assim, seu conteúdo aparecerá entre os mais populares da rede no momento e terá muito mais chance de ser assistido e compartilhado.

Lembre-se apenas que muita gente irá ver seu conteúdo e então ele deve ser realmente relevante, para evitar críticas negativas ou que sua marca seja considerada pelo público como fonte de spam ou material de baixa qualidade.   

Compartilhe conteúdo gerado pelos usuários

Seguindo a mesma lógica de que os usuários na internet adoram receber atenção das marcas, começar a compartilhar conteúdo gerado por eles é bastante estratégico.

Incentive as pessoas a enviarem conteúdos em vídeo sobre sua marca, como depoimentos, reviews de produto ou até mesmo material de entretenimento relacionado, marcando-a, e compartilhe esses conteúdos em sua própria página, citando os autores.

Isso vai incentivar as pessoas a continuarem compartilhando material sobre sua marca, gera buzz, visibilidade e pode trazer até mais seguidores para seu perfil.

Bônus: Faça vídeos de “como fazer”

Segundo uma pesquisa recente do Google, as buscas pelos vídeos de “como fazer” estão crescendo em média 70% ao ano e fazem bastante sucesso principalmente entre os millennials, que já compõem metade do mercado consumidor B2B.

Ainda segundo a pesquisa, aproximadamente um a cada três millennials disse ter comprado um produto a partir do que viu em um vídeo de “como fazer”.

Então, seguindo todas as dicas que já demos acima, é importante começar a investir nesse tipo de vídeo, que tem altas taxas de compartilhamento e engajamento nas redes.

Por fim…

Preparado para fazer ainda mais sucesso com suas redes sociais? Comece a trabalhar com vídeos e veja como seus resultados podem ser ainda melhores com essas plataformas. Nesse artigo você encontra mais dicas para impulsionar sua estratégia social com vídeos.

Lembre-se que vídeos são a principal tendência para os próximos anos e trabalhar com esses materiais ao longo de toda sua estratégia de marketing é fundamental. Acesse esse material e entenda como fazer isso.

——————————————————————————————————————————–

 Artigo produzido pela equipe de conteúdo da Samba Tech.

Eleita a empresa mais inovadora da América Latina pela Fast Company, a Samba ajuda outras empresas a se comunicarem melhor utilizando vídeos online.

Faça uma avaliação gratuita!
Autor(a)

Escrito por: Autor Convidado Esse artigo foi um guest post escrito por um de nossos parceiros especialistas no assunto. Quer conteúdo legal assim no seu blog? Fale com um consultor!



    Deixe um comentário

    Ebook SEO 2.0
    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!