yoast seo

Yoast SEO: tutorial do plugin que deixará o seu texto perfeito aos olhos do Google

Fazer com que o seu blog tenha sucesso no mundo online não é uma tarefa fácil não é verdade?

Seria bom se apenas pensássemos em um nome e já surgisse uma página com um belo layout.

Melhor ainda, se escrevêssemos o nosso primeiro conteúdo e ele logo aparecesse na primeira página do Google.

Mas, já que se tudo na vida fosse um mar de rosas as floriculturas iriam à falência, você precisa batalhar bastante para levar o seu blog às primeiras páginas do Google.

Existem duas grandes chaves para alcançar isso: um conteúdo de qualidade e um bom SEO.

A ótima notícia é que no post de hoje vamos apresentar um guia para uma das mais valiosas ferramentas do WordPress, o plugin Yoast SEO.

Não importa o seu objetivo, seja otimizar o seu blog pessoal, rankear bem o da sua empresa ou melhorar os resultados de um cliente, o Yoast é o plugin ideal para tornar o blog amigável para os motores de busca.

Hoje você aprenderá da instalação às principais funções para otimizar sua página!

Se você ainda não tem um blog próprio, veja o nosso passo a passo de como criar um blog!

Confira!

No post de hoje você aprenderá:

 

Baixando e instalando o Yoast

Vamos começar do começo.

Se você acabou de criar o seu blog e ainda não sabe como instalar o plugin, vamos mostrar como a tarefa é bastante simples.

Se você já tem o Yoast instalado no seu WordPress, sinta-se livre avançar para o próximo capítulo.

Se você permaneceu, vamos em frente!

Vá para o Dashboard do seu WordPress e localize na coluna da esquerda a opção Plugins. Passe o cursor por cima (sem clicar) e você verá a opção “adicionar novo”.

Yoast SEO: adicionar plugin

Ao clicar nessa opção, você será levado para uma página onde você navegará pelos diversos plugins, uma espécia de AppStore do WordPress.

Essa seção é dividida em “Destaques”, “populares”, “recomendado” (que por algum motivo está no singular) e “populares”.

Talvez você não encontre o Yoast em nenhuma dessas 4 categorias.

Buscando o plugin Yoast SEO no WordPress

Mas não criemos pânico!

Você verá que ao lado existe a opção de “pequisar plugins”. Ufa!

Encontrando o Yoast SEO no WordPress

Pronto! Agora já encontramos o Yoast SEO.

Basta clicar na opção “instalar agora”. O WordPress já faz todo o processo para você: baixa, instala e pede para você ativar o plugin.

Para conferir se tudo deu certo você precisa ver uma opção “SEO” na sua barra lateral no seu dashboard, a mesma onde fica a opção plugins.

Se ele estiver lá, é porque o plugin foi instalado e ativado com sucesso!

Yoast SEO: opções

Pronto! A parte fácil já está totalmente concluída.

Mas não foi só pra isso que você veio até aqui, não é verdade?

Se você nunca utilizou o plugin, o próximo passo pode parecer um pouco mais complicado, mas com a nossa ajuda você se saíra muito bem.

Vamos a um dos mais fundamentais momentos para fazer um bom uso do Yoast: a configuração.

Não vamos ensinar como você deve configurar o seu site ou blog, até porque a configuração ideal para um, pode não ser para outro.

Vamos apresentar as opções para que você entenda cada uma delas.

Vamos em frente!

Importando a configuração de outros plugins de SEO

Antes de passarmos um passo a passo para a configuração do seu Yoast, vamos passar um atalho para aqueles que já possuem um plugin de SEO instalado em seu WordPress.

Caso esse seja seu caso, vamos apresentar como você consegue importar as configurações do seu outro plugin.

Se você, porém, nunca teve outra ferramenta de SEO, pode avançar para o nosso passo a passo “configurando o seu Yoast SEO”.

Enfim, para economizar bastante tempo você que já teve outro plugin poderá importar as informações, para isso, basta clicar na opção “ferramentas” (aquela mesma que apareceu na última imagem, no menu na barra à esquerda).

Você vai se deparar com essas opções:

Yoast SEO: configurações

Agora, seleciona importar e exportar (na própria descrição podemos ver a descrição de importar de outros plugins de SEO). E depois “importar de outros plugins de SEO.

Configurações do Yoast SEO

Quando você selecionar essa opção, verá que o Yoast já dá a opção de baixar as configurações de 4 plugins específicos: HeadSpace2, All-in-One SEO, SEO da WooThemes  e wpSEO.

Caso um desses seja o seu antigo plugin, basta selecionar a opção e clicar em importar. Simples assim!

Como a própria descrição do Yoast que você vê acima recomenda, caso use um plugin diferente desses, você pode conferir o SEO data transponder.

Se você já tiver exportado as configurações de outro plugin, basta clicar na opção importar, selecionar o arquivo desejado, depois é só clicar no botão azul e correr para o abraço!

Yoast SEO: importando configurações

Pronto! Yoast configurado!

Configurando o Yoast SEO

Bom, se você não tinha nenhuma configuração para importar de outros plugins, vamos começar do zero!

Caso você tenha importado a configuração de outros plugins, talvez você deva acompanhar o passo a passo e checar se está tudo bem.

Um pouco de precaução não faz mal à ninguém.

Para começar, encontre novamente a opção SEO na sua barra lateral e dessa vez clique na opção “geral”.

É a partir daí que vamos começar, configurando as opções globais do seu plugin!

Configurações gerais

Quando selecionamos essa opção no deparamos com essa tela:

Configurações do Yoast SEO

Geral

A opção “geral” já estará automaticamente selecionada, e não há muito para fazermos aqui.

Caso um dia você precise restaurar as configurações inciais do Yoast, é aqui que você encontra essa opção, como vemos na imagem.

Você também pode fazer o “tour de introdução”, uma espécie de tutorial simples mostrando como usar a ferramenta.

Mas se você quer mesmo configurar o Yoast, vamos em frente para “suas informações”.

Suas informações

Yoast SEO: configurações

Nessa sessão você tem a opção de colocar o nome do seu site no Yoast. Caso tenha um nome alternativo ao seu site você também pode colocar ele aqui.

Você vai também vai contar para o Yoast se o seu site ou blog é pessoal ou de uma empresa o que será importante para o Google incorporar no seu Knowledge Graph (função que trás dado precisos sobre o termo para a busca de um leitor, deixando os resultados do Google ainda mais assertivos).

Outras coisas como o logo da empresa podem ser adicionados o que também pode ser incluído no Knowledge Graph do Google.

Ferramentas para Webmaster

Agora é hora de vermos as ferramentas para Webmaster. Se você pretende utilizar ferramentas como o Google Search Console, Alexa, Ferramentas de Webmaster do Bing ou Yandex, você pode fazer a verificação do seu site por aqui.

Yoast SEO: setando o plugin

Independente da ferramenta que você escolher o processo é basicamente o mesmo. Vamos usar como exemplo o Google Search Console, que é a ferramenta mais popular dentre as opções.

  1. Abra o dashboard do Search Console e selecione “gerenciar propriedade”  depois “verificar esse site” na caixa do site que você quer linkar à ferramenta do Yoast. Se você não tiver adicionado o site ao Search Console você precisará realizar esse passo.

Segurança

Por último, mas não menos importante nos resta a opção segurança.

Caso você seja dono de um site com apenas um autor você não tem muito com o que se preocupar nesse momento e não precisa marcar a opção.

Mas se o seu site possuir diversos autores que podem postar, adicionar conteúdos e acessar o site, essa sessão pode ser de grande ajuda!

Configurar o Yoast SEO

Quando essa opção acima está desmarcada, algumas seções mais avançadas de configurações, como redirects, por exemplo, ficaram visíveis para todos os autores do blog. Se você confiar neles e não se preocupar com eles mexerem em algumas configurações do seu blog, não existe a necessidade de selecionar.

Todavia se você temer que alguém, mesmo que por acidente, mude alguma configuração o ideal é selecionar a opção para não ter nenhum tipo de preocupação.

Títulos e Metadados

Sigamos em frente com o nosso tutorial do Yoast. Ainda temos um chão para percorrer, mas no final, conseguiremos otimizar o seu SEO do site ou blog com esse plugin.

Essa opção se encontra, novamente, na barra lateral embaixo de SEO e logo depois da opção “geral”.

Essa configuração é fundamental, porque é aqui que você decidirá como o seu site aparecerá nas SERPs (páginas de resultados nos motores de buscas).

Veja como configurar, lembrando que esse passo é fundamental para as suas otimizações para os buscadores.

Geral

Yoast SEO: configurando o plugin

Em geral, é onde você vai definir como o seu título aparecerá nas SERPs. Por exemplo “nome do site | entre em contato” ou “nome do blog – entre em contato”.

É importante lembrar que o sinal que você escolher para fazer essa separação no título aparecerá em TODOS os posts do seu blog.

Você deve ter percebido também que existe a opção “ Forçar a reescrita dos títulos”, assim o Plugin corrige automaticamente um erro que é relativamente comum no WordPress, com os sites aparecendo com os seus nomes duplicados.

Se mesmo assim o problema dos títulos duplicados persistir, o ideal é contatar o seu desenvolvedor para ele mexer no código do site.

Página inicial

Configurações do Yoast SEO

O que você vê nesse print pode não ser exatamente o que aparecerá quando você selecionar o quadro “página inicial”.

O site do exemplo está configurado para ter uma página para a home page do site e outro para a página do blog.

Se for assim que o seu site estiver configurado e você quiser, por exemplo, editar o título ou as meta descriptions que aparecem nas SERPs, basta clicar em “editando a página de posts diretamente” (para mexer no blog) e fazer as mudanças desejadas.

Tipos de posts

Agora entramos em uma nova sessão, a de tipos de post.

Configurações: Yoast SEO

Títulos e meta-descrições

Para começas vamos focar em dois aspectos muitos importantes para SEO e para o CTR das páginas. Aqui você pode criar templates para títulos e meta-descrições das suas páginas.

Eles podem ser diferentes para cada página. Por exemplo, a forma que os dois aparecerão para páginas do blog, pode ser diferente da forma que aparecerão em um página do site.

Se você já conhece o Yoast sabe que por dentro de cada post você pode editar o título e a meta e talvez esteja se perguntando o porquê dessa funcionalidade aqui.

Mas é justamente quando você não edita especificamente em cada post, o wordpress automaticamente colocará o template que você definiu aqui.

Por exemplo você pode selecionar para aparecer o site e a data:

%%title%% %%date%%

Caso que queira que a categoria do post apareça você pode usar:

%%title%% %%category%%

O site do próprio Yoast apresenta a possíveis formas de criar o seu template, existem diversas variações. Você pode conferir neste link.

Importante: caso você deixe a área da meta-descrição em branco os motores de buscas pegrão uma parte do seu texto. Aconselhamos que você sempre faça as suas meta-descrições.

Meta Robots

Nessa funcionalidade vemos um botão em que podemos selecionar duas opções distintas: “index” e “noindex”.

Na maioria dos casos você com certeza deixará a opção “index” selecionada.

“Noindex” é o mesmo que você não deixar os motores de buscas indexarem uma página, ou seja, é o mesmo que dizer: “Google, eu não quero que essa página apareça como resposta para as buscas dos leitores”.

Geralmente é para evitar penalidades do Google, como por exemplo, evitar conteúdos duplicados.

Data na prévia do Snippet

Essa é um opção que dependerá bastante do tipo de conteúdo que você possui em um tipo de página específico.

Por exemplo, se você trabalhar com conteúdos evergreen, que nunca perdem o seu valor, talvez seja melhor tirar essa opção. As pessoas podem ver a data nas SERPs e deduzirem que o seu post está ultrapassado.

Se o seu post é uma lista dos homens mais ricos do mundo, por exemplo, é interessante deixar a data, afinal é uma lista que está constantemente mudando. Conteúdos atuais e mais noticiosos também. Se você quiser ver lances de um jogo a data te mostrará se é a partida recente que você perdeu ou apenas lances de um jogo de 2010.

Yoast SEO Meta Box

Essa opção é para blogs que podem possuir diversos autores e contribuidores. Se você, como administrador, prefere que eles não configurem o Yoast dentro das páginas específicas do blog, deixar essa caixa selecionada resolverá o problema.

Caso mude de ideia eventualmente, não tem problema! Basta voltar e mudar a opção na caixa.

Yoast SEO: configurações

Essa parte é mais usadas para o caso de blogs ou sites que possuam variadas caregorias ou tags para organizar os posts.

Ele funciona exatamente como a parte de títulos e meta-descrições, porém são feitas exclusivamente para a páginas de uma categoria ou uma tag específica.

Arquivo

Se você possuir um blog com diversas páginas e textos, possuir uma boa forma de organizá-los, seja por autores, temas ou data, pode facilitar bastante a vida do usuário.

Porém, criar esses tipos de arquivo nem sempre pode ser muito bom para os buscadores, porque eles podem considerar os conteúdos como duplicados. E é justamente para isso que essa aba serve!

Isso porque a partir daqui você pode falar para os buscadores indexarem ou não as suas páginas de arquivo.

Configurando Yoast SEO

Outra função muito útil dessa aba é a de setar as suas páginas especiais, como página 404 por exemplo.

Você pode transformá-la em algo que você queira que apareça ali, evitando que ela seja apenas uma página não encontrada normal.

Dessa forma talvez você consiga levar o leitor para onde você deseja.

Yoast SEO: configurações

Outros

Por fim, a sessão “Outros”.

Aqui poderemos setar algumas outras funcionalidades que já estão diretamente explicadas pelo próprio Yoast, como podemos ver abaixo:

Configurações do Yoast SEO

Social

Agora voltaremos ao nosso menu na barra lateral, novamente dentro de SEO, agora selecionaremos a opção “Social”.

Você vai se deparar com essa tela:

Yoast SEO: configurações

A primeira aba dentro de Social é essa que vemos acima: “contas”.

Essa sessão é bem auto-explicativa.

Tudo o que você precisa fazer aqui é colar as URLs das suas respectivas redes sociais no seu devido espaço.

Isso serve para notificar os motores de busca que essas redes sociais estão diretamente associadas ao seu site.

Yoast-SEO (14)

Como você pode ver, temos também uma aba individual para cada rede social. Dessa forma você pode controlar como o conteúdo compartilhado será exibido em cada uma delas.

Na opção “Facebook”, selecionada na imagem de exemplo, vemos a opção adicionar dados Open Graph na seção <head> do seu site, o que vai facilitar o Facebook a usar uma imagem apropriada, um título e uma descrição quando alguma coisa for compartilhada do seu site.

A opção URL da imagem, existe para você colocar uma imagem padrão para páginas que não contém nenhum imagem para a hora do compartilhamento.

Aqui também você pode selecionar um administrador para a sua fan page (caso o seu site tenha uma, claro) para ele ficar apto a acessar o Facebook Insights.

Ele é uma ótima forma para acompanhar o desempenho das suas postagens, com número de likes e compartilhamentos e quanto de tráfico o seu site ganha direto do seu Facebook.

Para acessar basta clicar na opção “Facebook Insights” e depois cadastrar o domínio do seu site no Insights.

As outras redes sociais tem set ups muito parecidos, por isso focamos no Facebook como nosso exemplo principal, afinal é a rede social mais acessada do Brasil.

Sitemaps XML

Acho que a esse ponto você já decorou onde fica o nosso menu principal. Vamos selecionar a opção “sitemaps XML”.

Umas das melhores coisas do Yoast SEO é que transforma gerenciar um sitemap uma tarefa extremamente simples.

Tutorial do Yoast SEO

Quando você permite a função sitemap XML, o Yoast automaticamente gera um sitemap e atualiza quando você adiciona um novo comentário e notifica os buscadores quando você adiciona novos conteúdos.

Nas outras abas você vai setar o seu sitemap. Cheque as abas e se você vir alguma coisa que não quer no sitemap, é só retirar a seleção e você está livre.

Você também poderá excluir posts específicos do seu sitemap, basta colocar o número de identificação do post (ID) na sessão posts excluídos.

Avançado

Agora vamos dissecar outra das opções do nosso Menu lateral, “avançado”.

Breadcrumbs

Essa sessão pode ser um pouco complexa, tanto é que o próprio Yoast tem um artigo explicando o que fazer nessa sessão.

Configurando Yoast SEO

Mas antes disso, vamos explicar o que são esses breadcrumbs, ou trilhas de navegação.

Quando você habilita os breadcrumbs no seu site os visitantes verão links no topo da página que indicam o caminho para se chegar até aquela página. Por exemplo: nome do site > blog > título do post.

Breadcrumbs também ficam visíveis nas SERPs:

Yoast-SEO (15)

Bom, como avisamos antes, apenas clicar em “enable” não será suficiente para ativar os breadcrumps no seu site. Portanto, seja um bom usuário e obedeça o Yoast. Leia o texto indicado e ative a função no seu site.

Links permanetes

Do ladinho do “breadcrumps” está a opção “links permanentes”.

Configurando o Yoast SEO

Aqui você poderá mudar a estrutura das suas URLs e links permanetes, deixando elas mais amigáveis para motores de busca.

Como você pode observar pelos textões abaixo de cada opção, o Yoast faz um trabalho melhor do que eu faria explicando cada uma delas. Podemos seguir para a próxima aba.

RSS

Se você já está blogando a algum tempo, sabe que existe a enorme possibilidade de um dia encontrar um conteúdo seu idêntico postado em outro site sem a sua permissão ou qualquer crédito a você.

Esse roubos virtuais são extremamente comuns, infelizmente.

Mas essa aba está aqui para ajudar.

Arrumando o Yoast SEO

Essa situação desagradável possivelmente acontecerá se você tiver conteúdos de qualidade no seu blog. Essa sessão não vai conseguir te prevenir completamente de ser copiado, mas essa função te possibilita a adicionar aos seus posts quando eles aparecem no Feed RSS, lhe dando os créditos e linkando de volta para o seu site.

Ou seja, se alguém copiar um conteúdo do RSS do seu site, você pelo menos ganha os créditos e link para o seu site.

Ferramentas

Seguindo a nossa sequência o menu lateral, chegamos às ferramentas.

Yoast SEO: configurações

O próprio Yoast já vem com ferramentas próprias. Cada uma delas vem com uma breve explicação a sua frente.

O Editor de Arquivo é onde você mudará arquivos como robots.txt (um arquivo raiz do seu site) e o seu .htaccess (arquivo de orientação/leitura).

O Editor em Massa é uma ferramenta que você não usará habitualmente, mas se um dia você precisar dela, será extremamente grato por poder usá-la.

Se um dia você precisar mudar vários títulos de posts e várias descrições de uma só vez, você pode fazer uma lista desses posts e alterá-los pela ferramente. O que vai evitar a longa tarefa de entrar em post a post editando.

Importar e Exportar é a opção que usamos no começo desse tutorial, lembra? Você pode importar a configuração que usava em outro plugin de SEO ou exportar as suas.

A última opção é o cálculo de SEO. Quando vermos como usar o Yoast, você entenderá melhor esse tópico. Resumindo, você seta uma palavra-chave para uma página do seu blog e o Yoast avalia quão amigável para motores de busca ela está.

Console de busca

Por fim chegamos ao console de busca, o último passo importante nessa configuração geral do blog.

Esse passo só se aplica a você caso use o Google Search Console. Se você não usa, use!

Leia esse post e entenda por que você precisa do Google Search Console.

Se você não quer ouvir o meu conselho, bom, nesse caso pode avançar para o próximo capítulo.

Yoast SEO

Aqui, você pegará o seu código de autorização para conectar o Yoast ao Search Console. Ao fazer isso você conseguirá ver uma lista de erros em suas páginas e poderá arrumá-los direto do seu dashboard. Caso tenha um link quebrado, você pode redirecioná-lo.

Para configurar, basta clicar em obter código, color abaixo e autenticar e selecionar seu site na lista que aparecer.

Salve o perfil!

Pronto, você já poderá usar essa maravilhosa ferramenta da Google.

Enfim, agora que você já configurou todo o seu Yoast e já sabe todas as ferramentas e possibilidades do plugin, é hora de aprendermos como usar o Yoast SEO na prática!

Usando o Yoast

Agora que está tudo instalado voltemos ao nosso menu lateral. Calma. Não precisa descer até SEO. Agora você precisa clicar em “Posts” ou “todos os Posts” para vermos a ferramenta na prática.

Configurações do Yoast SEO

Na sua aba de posts você verá a avaliação do Yoast na frente de cada post.

Vamos ver mais de perto:

Avaliações de posts do Yoast SEO

Podemos ver três avaliações diferentes que o Yoast deu para os respectivos posts.

Como podemos ver o sistema é bem simples. Ainda haveria uma quarta opção que o Yoast poderia dar para as páginas.

Vamos entender cada um delas:

  • O ponto verde quer dizer que o seu site está amigável aos motores de busca. Ou seja a página contém poucos ou nenhum erro de SEO.
  • O ponto laranja quer dizer que tem uma quantidade de erros significativa e que o post pode ser melhorado.
  • O ponto vermelho é bem intuitivo, a sua página está com sério problemas aos olhos dos buscadores.
  • Ainda temos o ponto cinza. Esse ponto quer dizer que o Yoast não tem informações sobre aquela página. Talvez nenhuma palavra-chave tenha sido escolhida para o post, por exemplo.

A partir dessa coluna você pode passar por todos os posts do seu site e observar aqueles que precisam ser otimizados.

A cor do ponto já indicará a urgência de arrumar cada um.

É importante que mesmo quando você arrumar todos você confira até os pontos verdes, pois como falamos, mesmo com o ponto verde ainda podem haver alguns errinhos que você possa corrigir.

Se você encontrou uma página que quer otimizar, basta clicar no post.

Otimizando um post

Avaliação de posts do Yoast SEO

Quando você entrar no post desça até o final da página, depois do editor de texto. Você encontrará o print que vê acima.

Agora vamos por partes:

Otimizando postagem no Yoast SEO

Quando você clicar na aba do Yoast essas opções aparecerão para você. A primeira coisa a se fazer é informar o Yoast qual a sua palavra-chave, nesse caso “eu sou o Batman”. Assim ele avaliará o seu post.

O snippet que você vê ali é exatamente o que aparecerá nas SERPs (páginas de resultados nos motores de busca).

SEO title:

O título para SEO pode ser diferente do título do post. O Yoast observa duas coisas principais neles: o título e a posição da palavra-chave.

Como você pode ver tem uma barra verde logo abaixo, o que quer dizer que o meu título tem um bom tamanho. Se eu passasse o número ideal ela mudaria de cor e se estivesse muito pequeno, idem.

Outra coisa que o Yoast irá reparar é a posição da palavra-chave.

Nessa caso ela está no lugar ideal, o mais à esquerda possível. Isso influencia diretamente na taxa de cliques e deixa o post mais amigável para os buscadores.

Slug:

Slug nada mais é do que o que aparecerá na URL do seu post. O Yoast observará se a sua palavra-chave está na URL. No caso ela está. O que é correto.

Porém cometi erros propositalmente que o Yoast não apontará. Você consegue identificá-los?

Primeiro, use sempre letras minúsculas na URL e segundo, não separe o slug com espaço, mas com hífens.

Outro ponto positivo da minha URL é que ela é pequena e amigável. Evite links feios e enormes. Números, nem pensar. Use a palavra-chave e se necessário mais uma ou duas palavras.

Meta-descrição:

Se você pesquisar verá que as meta-descrições não são um fator de rankeamento. Mas poderiam elas afetar no seu SEO?

A resposta é: Sim!

Por que?

Simples, as meta-descrições podem aumentar bastante o CTR (taxa de cliques) do seu post. Se o Google que o segundo colocado na SERP tem mais cliques que o primeiro, eventualmente ele os trocará de posição.

A minha está propositalmente laranja, é o mesmo esquema que no título. Ela está muito pequena e o Yoast indica.

Outra indicação é utilizar a palavra-chave na meta. Não influenciará no SEO, mas ela ficará em negrito como você pode ver no meu exemplo. Isso chama a atenção do leitor e mostra que o post realmente fala sobre o que ele procura.

Erros de SEO:

Yoast SEO: tutorial

Aqui você pode ver que logo abaixo da palavra-chave o Yoast aponta os respectivos erros de SEO da página. A maioria deles é auto-explicativo. A cor apresenta a gravidade do erro.

Nem sempre será possível e nem necessário deixar tudo verde. As vezes o Yoast não identifica a palavra-chave na URL por ela não ter acento, por exemplo. Nesse caso pode deixar laranja sem problemas.

Em outros casos ele pode pedir a palavra-chave no primeiro parágrafo do texto. Só faça isso se não afetar a qualidade da sua introdução.

Alt text:

Esse é um erro que achamos necessário explicar.

O Yoast aponta como um erro a falta de imagem nos seus posts. E realmente o ideal é sempre ter uma imagem. E muitas vezes você verá o erro: os alt texts das imagens não possuem a palavra-chave.

Vamos ver melhor o que é isso.

Yoast SEO: eu sou o Batman

Sempre salve a sua imagem com o a palavra-chave separada por hífens, como na URL.

Use-a no título. E depois vamos ao alt text.

Ele é esse texto alternativo que aparece ali. A maioria dos especialistas em SEO indicam que ela deve ser uma descrição da imagem contendo a palavra-chave.

Feito isso. o seu post já deve estar pronto para ser publicado.

Hora de publicar:

Yoast SEO

Veja o SEO como um verdadeiro semáforo. O visual está aí para comprovar. Na hora de publicar veja mesmo com o significado literal:

Verde: siga em frente

Amarelo: calma aí!

Vermelho: PARE!

Se estiver verde, siga em frente e clique em “publicar”. Ou então edite a data, agende o post e clique em agendar.

Se você estiver arrumando um post antigo, depois de todo o processo a opção será “atualizar”.

Conclusão

Ufa! Chegamos ao fim desse longo tutorial dessa que é uma das melhores e mais populares ferramentas de SEO para blogs e sites no WordPress.

Espero que tenha ajudado bastante.

Se ficou alguma dúvida deixe nos comentários e responderemos prontamente.

Agora que já tem o plugin, veja o nosso Guia completo sobre SEO para fazer um uso perfeito da ferramenta!

 

*Artigo inspirado em: https://moz.com/blog/using-yoast-seo-for-wordpress

 
Autor(a)

Escrito por: André Mousinho Cristão, formado em Publicidade, viciado em quase tudo de cultura Nerd e bacon. Embarcando na jornada pela exploração do Universo do Marketing Digital e em busca de se tornar um Mestre Jedi na arte da escrita.



    Deixe um comentário

    Certificações em Marketing Digital - Universidade Rock Content
    Vagas em Marketing e Vendas - Rock Jobs
    Ebook Inbound Marketing - O Guia Definitivo

    A Rock Content é líder em marketing de conteúdo no Brasil. Ajudamos centenas de empresas a atingirem seus objetivos de marketing. Queremos ajudar você também!