Abrir um negócio online

O que o empreendedor precisa saber ao abrir um negócio online

Abrir um negócio online é um desejo de muitos, mas pode ser desafiador. Estamos aqui para ajudá-lo e mostrar tudo o que você precisa saber se quer ingressar neste universo!


(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post! Deixe nos comentários o que achou.)

O empreendedorismo é uma meta comum no imaginário de muitos brasileiros. Seja pela vontade de ser o próprio chefe, por não encontrar uma posição no mercado ou pelo sonho de criar um negócio e vê-lo prosperar, a autonomia e as perspectivas de crescimento possibilitadas ao abrir um negócio online são, sem dúvida, um caminho tentador para se seguir.

Some isso à realidade amplamente conectada característica da atualidade, o resultado é um contexto empresarial praticamente indissociável do universo online.

Em outras palavras: empreender hoje em dia significa também criar um planejamento estratégico voltado para a internet, seja como um meio de divulgação, seja para todo o processo de vendas ou troca de serviços.

Nesse sentido, aprender sobre a lógica do empreendedorismo online é essencial — e é por isso que estamos aqui.

A seguir, descubra tudo que um empreendedor precisa saber ao abrir um negócio online e entenda como fazer sua marca crescer digitalmente.

Está preparado?

1. Pesquise qual o tipo de negócio combina mais com você

O primeiro passo na hora de abrir um negócio online é a realização de uma pesquisa minuciosa, com o objetivo de encontrar qual o modelo que combina melhor com você.

Atualmente, a internet oferece uma infinidade de possibilidades para quem deseja empreender online. Pensando nisso, separamos algumas modalidades que podem te ajudar na hora de definir seu perfil empreendedor.

E-commerce

O e-commerce é uma alternativa de negócio online destinada a quem já possui um produto físico que deseja comercializar pela internet, independentemente de já ter uma loja física ou de estar dando os primeiros passos no universo empresarial.

Ao criar uma loja online, o empreendedor deve, antes de qualquer outra coisa, estudar o mercado no qual pretende ingressar, a concorrência, o público-alvo e as estratégias de publicidades pertinentes para esse público.

A loja virtual, por si só, já representa vantagens como comodidade e agilidade para o consumidor, que não precisa sair de casa nem enfrentar filas para adquirir o produto que procura.

No entanto, a concorrência nesse cenário é cada vez maior. Por esse motivo, oferecer um produto de qualidade em um modelo de negócio bem estruturado, além de saber como cativar o público, nesse contexto, é mais do que um diferencial, é uma exigência mercadológica.

Então, lembre-se de esquematizar um plano de ação gerencial e de marketing, além de fazer um bom planejamento financeiro. Essas ações são os pré-requisitos primordiais para esse tipo de empreendimento.

Além disso, é preciso também fazer uma pesquisa para encontrar bons fornecedores, uma boa política de fretes e uma boa organização de estoque.

Venda de serviços

A venda de serviços segue uma lógica similar ao e-commerce, porém, o que se comercializa são, como o próprio nome já indica, serviços em vez de produtos físicos.

Essa é uma alternativa indicada para quem possui conhecimentos que deseja compartilhar/ensinar/vender dando aulas online, como é o caso de professores, advogados, coachs, psicólogos, dentre várias outras possibilidades.

Nesses casos, a lógica é a de vender soluções para problemas recorrentes do seu público-alvo.

O advogado, por exemplo, pode fornecer alguma orientação jurídica; o professor pode ensinar algum tema que o cliente/aluno quer ou precisa aprender; o coach pode compartilhar seu know-how para a área de foco (profissional, pessoal etc.) e assim por diante.

Uma dica extra: para abrir um negócio online de venda de serviços, é indispensável ter ferramentas apropriadas para divulgação, como redes sociais, sites próprios, canal no YouTube etc.

Clube de Assinaturas (subscription boxes)

De uma maneira geral, os clubes de assinatura, também conhecidos por subscription boxes, são caracterizados por empresas que atuam com a comercialização de produtos ou serviços com caráter renovatório.

Ou seja, produtos/serviços que o consumidor usufrui com regularidade, como, por exemplo, a Netflix, que disponibiliza filmes e séries; o Spotify, que oferece músicas nos mais variados estilos e muitas outras empresas.

Os exemplos não param por aí, pois essa modalidade vem crescendo cada vez mais.

Os consumidores que desejam adquirir esses produtos ou serviços devem optar por uma assinatura, seja mensal, semestral e anual.

Programa de afiliados

Um programa de afiliados é uma espécie de cadeia de negócios online na qual promotores divulgam os produtos ou serviços de terceiros em troca de comissões.

Na prática, esse tipo de negócio funciona como uma teia de negócios na qual, além do detentor do empreendimento central, outras pessoas afiliadas ao produto ou serviço também podem entrar na rede ganhando participação nos lucros vindos de suas divulgações.

Trata-se de uma excelente alternativa para quem deseja a cobiçada flexibilidade no trabalho sem que, para isso, seja preciso montar um negócio por si só.

Criação de materiais ricos

Uma maneira muito eficaz de atrair e cativar a sua clientela é a partir da produção e oferecimento de materiais ricos que os ajudam na resolução de problemas pertinentes ao cotidiano deles — e os e-books e cursos online são maneiras excelentes de se fazer isso.

Por meio desses materiais, você não apenas estreita laços com seus clientes, como também cria mais credibilidade entre eles. Isso acontece porque eles passam a perceber seu interesse e autoridade para falar sobre determinado assunto.

Nesse caso, mais uma vez é essencial avaliar qual canal é mais pertinente para o seu público alvo. Se sua audiência é composta por pessoas com o hábito de ler, os e-books são a opção mais adequada. Já se eles preferem conteúdos audiovisuais, os cursos ou aulas online são as opções ideais.

2. Realize a segmentação do seu público-alvo

Muitos empreendedores pensam que a segmentação de público-alvo deve ser realizada apenas no ínicio de uma campanha de marketing. No entanto, o ideal é segmentar o mercado.

Por isso, na hora da escolha do seu nicho de atuação, é imprescindível pesquisar muito para saber quais são as áreas que possuem um potencial de vendas maior para o seu negócio.

Obtenha um diferencial dos seus concorrentes ao oferecer soluções de que seu público realmente necessita, em vez de empurrar um produto baseando-se apenas em suas opiniões.

Alinhar o foco no interesse de seus clientes e em como ajudá-los nos problemas do cotidiano é a melhor maneira de definir um mercado rentável para abrir um negócio online. Mais do que apenas vender um produto ou serviço, o seu objetivo deve ser proporcionar uma boa experiência para os seus clientes.

Vale lembrar que uma experiência de compra bem-sucedida significa proporcionar ao consumidor a possibilidade de encontrar o que ele busca, com um preço justo e que seja de fácil acesso.

3. Teste diferentes tipos de campanha

Não existe uma fórmula mágica para a divulgação de um produto. A campanha ideal para o seu negócio considera, inicialmente, sua persona com seus hábitos e a sua realidade orçamental.

Portanto, o primeiro passo é definir o seu teto de gastos para essa finalidade e, em seguida, promover diferentes tipos de campanha para detectar quais são mais efetivas com a clientela que você busca atingir.

Podem ser campanhas em redes sociais, email marketing, anúncios pagos, entre outros, ou até mesmo uma mesclagem de todas essas opções. De qualquer maneira, é essencial realizar testes para definir a parcela do orçamento para cada finalidade.

4. Diversifique suas formas de pagamento

Diversificar as formas de pagamento em um negócio online é primordial para atrair um número maior de seguidores. Quanto mais facilidade na hora do pagamento, mais clientes tenderão a finalizar uma compra no seu empreendimento.

São diversas as alternativas que você pode oferecer a sua clientela — e a melhor maneira de definir quais são as melhores para o seu empreendimento é verificando quais são as mais seguras e também quais são as mais procuradas pelo seu público-alvo.

No caso do empreendedorismo online, as opções mais populares são: cartões de crédito e débito, transferências bancárias, paypal e boletos. No caso dos cartões de crédito, quanto mais bandeiras forem aceitas, melhor para o negócio e para o consumidor.

5. Ofereça diferentes canais de atendimento ao consumidor

Oferecer um variedade de canais de atendimento ao consumidor faz toda a diferença na qualidade das suas interações com seu público.

Os canais mais utilizados são email, redes sociais e chat online, mas isso não significa que você deve escolher apenas uma opção. Quanto mais alternativas seus clientes tiverem, melhor.

Isso porque é importante que, ao ter uma dúvida ou problema relacionado ao seu produto ou prestação de serviço, o cliente consiga solucionar com a maior facilidade possível. Desse modo, ele terá uma imagem muito melhor do seu negócio e consequentemente suas chances de voltar a consumir ou recomendar sua marca serão muito maiores.

Você está pronto para empreender?

Empreender online é, decerto, uma tarefa tão desafiadora quanto recompensante, desde que o empreendedor esteja realmente disposto a se comprometer, buscando sempre a aprimoração do seu produto ou serviço e, é claro, sempre atento à criação de planejamentos realmente articulados.

Para se destacar ao abrir um negócio online é preciso mais do que destreza empresarial. Você precisa estudar constantemente esse mercado que tem como característica intrínseca sua mutabilidade.

Em outras palavras, o que funciona com o público hoje, provavelmente, poderá mudar rapidamente e, por isso, para agradar sua audiência é preciso ter uma capacidade de renovação constante.

Gostou dessas informações e está pronto para começar a empreender online, mas ainda não sabe como? Aproveite para ler nosso post que te ensina como fazer cursos online de graça e comece ensinando aquilo que você faz de melhor.

Guest post produzido pela equipe da Hotmart.