celular mostrando o aplicativo do facebook

O guia básico de como criar anúncios no Facebook

Anúncios no Facebook são importantes recursos para quem investe em marketing na maior rede social do mundo. Aprenda como criá-los, potencializar seus posts e contornar as barreiras do alcance orgânico.

Não tem mais jeito. O Facebook se consolidou como a rede social favorita dos brasileiros e não pretende desocupar a posição tão cedo.

E não se engane ao achar que o Facebook é usado apenas para manter contato com os amigos: ler notícias, acompanhar marcas favoritas e debater sobre temas de interesse são apenas alguns exemplos de atividades que os usuários realizam na rede.

Para você ter uma ideia, 63% dos usuários do Facebook afirmam que a plataforma serve como fonte de notícias e eventos fora do âmbito pessoal, de acordo com pesquisa da Pew Research Center.

Com tanta gente conectada por tanto tempo, apostar nos anúncios no Facebook é cada vez mais uma importante estratégia para ganhar visibilidade e potencializar as conversões.

Quer entender melhor como incluir esse importante canal na sua estratégia de marketing e apostar nas frentes mais adequadas? Então, não deixe de continuar a leitura!

Por que apostar em anúncios no Facebook?

Além do fato de o Facebook ser a maior rede social no Brasil e conectar milhares de pessoas, os anúncios permitem levar o seu produto ou serviço a novos clientes.

O Facebook vem aprimorando a sua ferramenta de campanhas há muitos anos. Atualmente, ele conta com diversas funcionalidades para segmentar públicos e analisar resultados.

Esse é um investimento democrático e acessível. Afinal, você mesmo pode determinar quanto está disposto a gastar, desde que respeite os valores mínimos diários para cada tipo de campanha.

Além disso, as opções de segmentação demográfica e por interesse que o Facebook oferece permitem impactar grupos específicos de pessoas. Sem contar com a grande variedade de formatos para aumentar o engajamento em posts ou obter novos leads.

Tudo isso, quando embasado por uma boa estratégia e utilizado de maneira correta, tem o potencial de trazer resultados incríveis para seu negócio!

Marketing no Facebook

Como criar seus anúncios no Facebook

Já está convencido de que apostar nos anúncios no Facebook é uma excelente maneira para complementar as estratégias de marketing e levar a empresa a outro nível? Então, é chegado o momento de colocar a mão na massa!

Passo #1: defina os objetivos e as personas

Antes de abrir a ferramenta de anúncios no Facebook e criar as campanhas, é preciso dedicar um tempo ao planejamento.

Essa é uma etapa fundamental para que as suas campanhas sejam eficazes e tragam os resultados esperados. Afinal, é preciso focar no público do seu negócio e nos formatos mais adequados para otimizar ao máximo as verbas.

Primeiro, é importante saber quais os objetivos que devem ser atendidos com a campanha. Quando falamos dos anúncios no Facebook, essa é uma informação ainda mais importante, uma vez que ela definirá o tipo de campanha a ser criada.

Aqui, também é preciso definir as personas do seu negócio. Entender o perfil demográfico, os interesses e os problemas a serem resolvidos vai ajudá-lo a segmentar as campanhas e, novamente, otimizar os resultados.

Guia para criação de personas

Passo #2: crie a campanha

Agora que você já sabe o que precisa obter e para quem vai direcionar os anúncios, vamos começar a criar a campanha no Facebook.

Existem 2 maneiras de criá-la:

  • usando a opção de “impulsionar publicação” no post que você deseja patrocinar; e
  • acessando o gerenciador de anúncios do Facebook.

A 2ª opção costuma ser melhor para criar e analisar os anúncios. Quando você vai direto no impulsionamento do post, você consegue apenas criar uma campanha de engajamento.

Na outra opção, ao contrário, é possível visualizar todas os tipos de campanhas e anúncios, além de relatórios muito mais completos.

Esse também é o momento em que você vai selecionar o tipo de campanha a ser criada (caso faça o processo como na 2ª opção).

O Facebook divide os objetivos das campanhas em 3 grandes blocos:

  • reconhecimento;
  • consideração; e
  • conversão.

Reconhecimento

Os anúncios de reconhecimento são exibidos para as pessoas com mais propensão de prestar atenção neles. Para isso, o Facebook faz uma estimativa do número de pessoas que se lembrarão do anúncio por até 2 dias e usa essa métrica como principal indicador da campanha.

Esse não é um formato para quem busca vendas ou uma ação imediata, e sim para quem deseja trabalhar na construção de marca.

Consideração

Nesse grupo estão os anúncios que já buscam algum tipo de resposta do público. Ou seja, a persona está mais avançada na jornada de compras.

É aqui que você vai encontrar os formatos de anúncios de engajamento, geração de leads, acesso ao site, entre outros.

Vale dizer que, recentemente, o Facebook disponibilizou também a possibilidade de anunciar na página inicial do aplicativo móvel do Messenger, tornando possível incentivar mais conversas com a marca.

Conversão

Como o próprio nome já diz, esses são os anúncios do Facebook focados em vendas, visitas ao estabelecimento físico ou qualquer outra ação externa que você deseje.

É possível instalar um pixel de conversão do Facebook em seu site, por exemplo, e impactar novamente quem acessou alguma página, mas não concluiu a ação. Uma excelente estratégia para aumentar as vendas!

Passo #3: defina a segmentação, a verba e o posicionamento dos anúncios

Escolhido o tipo de campanha, você será direcionado para uma nova área da ferramenta em que começará a criar a segmentação dos anúncios.

Além de dados demográficos (como sexo, idade, país e estado), é possível selecionar interesses e alguns comportamentos.

Digamos que a sua empresa venda softwares de gestão para pequenos negócios. Com a persona em mente, visualize quais interesses esse público poderia ter dentro do Facebook. Gestão, notícias e empreendedorismo seriam alguns exemplos nesse sentido.

Você ainda pode segmentar a campanha para pessoas com uma determinada renda familiar ou para aqueles que possuem afinidade para compras na internet, entre outras opções.

Nesse momento, o Facebook ainda vai pedir para você selecionar os posicionamentos dos anúncios. Existem diversas opções aqui também, como o feed dos usuários, a coluna da direita, os vídeos sugeridos e o Messenger (além, é claro, das opções para Instagram).

Por fim, você também deverá definir o orçamento e o período de veiculação da campanha. Há tanto a opção de orçamento diário quanto a de uma verba a ser investida em um período determinado. Além disso, você pode selecionar os dias e horários de veiculação dos anúncios.

Passo #4: crie os seus anúncios

As imagens e os textos dos anúncios também são determinantes para o sucesso da campanha. Afinal, você deve passar a mensagem de forma objetiva e ainda conseguir se destacar em meio aos posts dos amigos da sua persona.

Vale dizer que os anúncios com menos de 20% de texto na imagem obtêm desempenho melhor no Facebook. Por isso, use a imagem do post ou do anúncio como um complemento visual e deixe as informações para o título e o descritivo.

Uma boa dica para conseguir se destacar com os seus anúncios é fugir do padrão, especialmente o do seu mercado. Isso significa apostar em cores, textos e ofertas que sejam diferentes e únicas.

Contanto que você respeite a política do Facebook, seguir o fluxo contrário pode ser exatamente o que falta para que a sua empresa ganhe mais relevância.

Passo #5: acompanhe os resultados

A sua campanha já está completa. A partir de agora, você deverá acompanhar os indicadores e fazer pequenos ajustes e melhorias para otimizar os resultados.

Algumas siglas vão começar a fazer parte da sua vida, como CPC e CPM.

O custo por clique (CPC) define o valor a ser pago para o Facebook a cada clique no seu anúncio. Já o CPM efetua a cobrança a cada mil visualizações do anúncio, independentemente de cliques ou interações.

O Facebook ainda pode realizar a cobrança por engajamento ou por aquisição, variando de acordo com o tipo de campanha escolhida.

Além desses indicadores, é importante se atentar ao alcance e à frequência de exibição dos anúncios. Essas métricas podem apontar se o conteúdo está adequado ou se você precisa mudar a segmentação das campanhas.

Dependendo do seu objetivo, exibir o mesmo anúncio para as mesmas pessoas repetidas vezes pode desqualificar a campanha, assim como ter um alcance muito grande e poucos cliques pode ser um sinal de que algo não está adequado com as estratégias.

Dicas extras para anunciar no Facebook

Estamos chegando ao fim do nosso guia para criar anúncios no Facebook. Além das dicas que demos ao longo do texto, você pode adotar algumas estratégias para otimizar os resultados.

Realizar testes A/B, ou seja, veicular anúncios com pequenas modificações de texto, imagem ou segmentação, ajuda a entender melhor o que traz mais resultados.

O recurso de criar “audiências similares” também é uma ótima chance de incrementar a sua base de clientes. Com ele, é possível inserir uma base de emails no Facebook e impactar pessoas com perfil parecido na rede.

O foco também pode fazer toda a diferença nos resultados de uma campanha no Facebook. Como existem muitas possibilidades na ferramenta, a tentação de usar todas ao mesmo tempo acaba sendo enorme.

Tenha em mente que direcionar os esforços para atingir os objetivos é muito melhor do que tentar estar em todos os lugares ao mesmo tempo apenas para aparecer mais do que a concorrência.

Para isso, ficar de olho nos resultados das campanhas e, principalmente, entender o desempenho da sua página no Facebook e o comportamento dos seguidores faz toda a diferença.

A grande sacada aqui é acompanhar todas as métricas oferecidas pelo Facebook em conjunto e cruzar os aprendizados para criar campanhas cada vez mais efetivas. Por isso, não deixe de entender melhor o Facebook Insights e usar essa ferramenta a favor do seu negócio!

otimize suas conversões com facebook ads

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo