Lápis representando a arte de escrever bem

A arte de escrever bem: saiba como dominá-la

Para garantir uma boa comunicação com o seu público é fundamental transmitir uma mensagem clara! Entenda o que é a arte de escrever bem e por que ela é fundamental.

Você sabia que, no Brasil, apenas 8% das pessoas têm as competências necessárias para se expressar?

Isso é um problema grave. Como você deve imaginar, na era digitalescrever bem é uma habilidade essencial.

Ebooks, copywriting, email marketing, roteiros para vídeos, posts em redes sociais, apresentações de slides… Quase tudo o que se cria para web depende da produção de conteúdo em texto.

Devido a isso, muitos iniciantes investem em cursos caros com diferentes metodologias para aprimorar o know-how.

Opções não faltam, o que traz algumas dificuldades no momento da escolha. Mas a verdade é que não existem tantos mistérios para dominar a arte de escrever bem.

Neste post, você aprenderá alguns segredos incríveis que vão facilitar a sua vida na hora de escrever para a web. Ficou interessado? Então continue a leitura!

O que é a arte de escrever bem?

Você provavelmente já se fez esta pergunta: “afinal, o que é escrever bem?”.

Se você procurar na internet, provavelmente achará diferentes definições e tipos de conteúdos em vários níveis de profundidade.

A boa notícia é que não é necessário dominar todas as regras da gramática normativa, técnicas de escrita criativa ou fundamentos de copywriting.

Para responder de forma mais clara a essa questão, primeiramente precisamos pensar no objetivo da escrita. O que você deseja quando, finalmente, aperta o enter no teclado e divulga o seu texto na internet?

3, 2, 1… Tempo esgotado!

A principal função da palavra escrita é transmitir uma mensagem. Sensações, esclarecimentos, diálogos. A tudo isso, damos o nome comunicação. Se essa foi a sua resposta, parabéns!

Não é preciso ser um Machado de Assis para ser compreendido, concorda? Portanto, o seu texto deve ser claro, objetivo, fluente e, mais importante, de fácil entendimento para a sua audiência.

Por que é importante dominar a arte da escrita?

No ambiente corporativo, todos os esforços de marketing são voltados para a compreensão do consumidor, com o objetivo de aumentar as vendas.

Na era digital, é importante ser útil para o usuário. Então, se você não consegue manter um diálogo com ele, provavelmente está fazendo algo errado.

A linguagem varia muito de acordo com o segmento e nicho de mercado. Por isso, é importante traçar qual é o objetivo da ação e quem é a pessoa com quem você está falando.

No marketing, chamamos essa prática de definição de persona (para facilitar a sua vida, a Rock Content e a Resultados Digitais criaram o gerador de personas).

Feito isso, você será capaz de planejar a melhor forma de alcançar o público, adaptando-se às suas necessidades e respondendo às suas dúvidas.

7 dicas infalíveis para escrever melhor

Se você chegou até aqui, certamente pretende aprimorar as suas habilidades de redação, certo?

Saiba que isso não é tão difícil. É claro que, como em qualquer área, a dedicação é um fator primordial para alcançar bons resultados.

Mas, se você é do tipo que se prefere a prática à teoria, acompanhe as dicas a seguir e conheça algumas práticas que você pode começar a aplicar hoje mesmo:

1. Escreva diariamente

A prática leva à perfeição. Essa frase é um tanto quanto clichê, mas não poderia estar mais próxima da realidade.

Ao escrever diariamente, você aprende novas técnicas, passa a dar mais atenção aos detalhes, evita erros e evolui constantemente.

Outro hábito saudável é a leitura constante. Principalmente as ações semelhantes à que você executa no seu trabalho, uma espécie de benchmarking.

É possível aplicar essa dica em fóruns de discussão e redes sociais, por exemplo. Além disso, vigie-se quando for escrever em situações informais, em aplicações de diálogo como o WhatsApp e o Messenger do Facebook.

Assim, escrever bem se tornará uma atividade natural. Essa é uma ótima maneira de aproveitar os seus momentos de lazer para otimizar a sua performance no trabalho.

2. Utilize as ferramentas disponíveis

Uma das grandes vantagens de escrever pelo computador é que você não precisa ser um lobo solitário.

Existem diversas ferramentas que podem ajudá-lo nessa missão. Algumas delas, inclusive, estão à distância de 1 clique.

Alguns bons exemplos são os dicionários on-line, como:

Você também pode usar recursos como o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa e o Conjuga-me. Com o Diff Checker, você pode comparar as versões do seu texto para saber o que foi modificado.

Há também alguns sites de referência — como o Dicas de Português, o Brasil Escola, o Escrever Bem e a própria Comunidade Rock Content. Assinar a newsletter desses blogs pode ser uma boa ideia para manter-se sempre informado.

Outras plataformas que podem ser muito úteis são os editores de texto, como:

  • Microsoft Word;
  • LibreOffice Writer;
  • Ulysses;
  • StackEdit;
  • Scrivener;
  • FocusWriter;
  • Paragraphs;
  • Google Docs.

Há, ainda, aplicativos móveis que podem ajudar, como o Evernote, Ywriter, Scapple, Zenwriter e Wunderlist.

Finalizando, existem os famosos livros de cabeceira, que podem servir de auxílio em questões gramaticais.

3. Simplifique

Não é inescusável que vosmecê empregue os mais abstrusos engenhos do vernáculo tupiniquim.

Não entendeu nada? Então para que complicar, não é mesmo?

Pense simples. Seja simples. Haja simples. Lembre-se do seu objetivo, que é dialogar com a sua persona. Tente responder todas as suas dúvidas e repassar a mensagem da maneira mais objetiva possível.

Obviamente, o leitor de internet, imerso em uma quantidade vasta de informações, advindas de uma grande diversidade de sites, encontrados pelos mecanismos de buscas, não gostará, claro, de frases que, por sua extensão, sejam muito complexas de entender.

Pronto, agora você pode respirar! Perceba que, apesar de correta, a frase acima traz mais dificuldades que explica alguma coisa.

Não tenha medo de usar pontos finais e parágrafos. Eles são muito bem-vindos na linguagem de internet.

Frases curtas, com bons conectivos (“mas”, “porém”, “entretanto” etc.) e sem exagero de vírgulas ajudam muito.

Uma boa alternativa para quebrar as orações são os parênteses e o travessão.

4. Use a criatividade

Deixe fluir pelos dedos toda a sua imaginação. Utilize exemplos, citações, figuras de linguagem, metáforas, gírias e expressões que se conectem à sua persona.

Esses são recursos valiosos para chamar a atenção do leitor e evitar a mesmice. Não adianta criar um texto com informações valiosas, mas monótono como água parada. Evite a dengue nos seus artigos!

Não se esqueça de, também, utilizar elementos de storytellingEssa técnica prende a atenção do leitor e, quando você consegue encantá-lo, é provável que ele leia o texto até o final.

Quando o que você escreve apresenta altos níveis de engajamento, tempo de permanência na página, visualizações, entre outras métricas relevantes, é um claro sinal de que a sua persona gostou do que leu.

5. Abuse dos recursos disponíveis

Os editores de texto possuem alguns recursos que devem ser explorados. Eles funcionam, principalmente, para facilitar a escaneabilidade do artigo.

Na linguagem de internet, o usuário precisa encontrar o que busca com uma simples “passada de olhos”, sem necessariamente ler todo o conteúdo.

Por isso, faça parágrafos curtos, utilize o negrito, itálico, headings (títulos e intertítulos) e os bullet points.

Você também pode usar emoticons e stickers, principalmente nas redes sociais, complementando a mensagem. Essas funcionalidades trazem, por si só, uma mensagem extra com um simples ícone.

Ah, e não se esqueça de, sempre que algo gerar uma nova dúvida, linkar para outras fontes de pesquisa que a respondam. Se for uma página para o seu próprio domínio, melhor ainda.

6. Revise quantas vezes forem necessárias

É praticamente impossível redigir algo com perfeição logo na 1ª tentativa (embora isso se torne mais comum com a prática).

Por isso, é muito importante que você revise o seu texto várias vezes até que alcance o resultado esperado.

Leve em consideração a eliminação da repetição de palavras e dos erros de digitação. Além disso, preste atenção à ortografia, à clareza, à fluência e à hierarquia das ideias. Tudo isso com foco no usuário, claro.

Uma boa prática é revisar seus próprios textos antigos. Você pode se surpreender ao lê-los e encontrar meios para desenvolver as suas habilidades.

Mais uma coisa: tente não revisar logo depois de escrever, pois o seu cérebro pode adquirir certos “vícios”. O ideal é aguardar um tempinho e, depois, voltar a ter contato com o texto.

7. Peça ajuda

Nem mesmo Luke Skywalker completou o seu treinamento sozinho. Ele precisou do auxílio de Yoda para completar a sua missão na famigerada saga de Star Wars.

Ouvir a opinião de outras pessoas é muito importante para verificar a qualidade do seu texto.

Pedir ajuda pode parecer desnecessário, mas lembre-se: o seu texto precisa ser perfeitamente compreendido. E a melhor maneira de avaliar essa questão é solicitando a opinião de outras pessoas.

Agora você está preparado para colocar a mão na massa e utilizar tudo que é necessário na arte de escrever bem. Tente aplicar essas dicas no seu dia a dia e colha os resultados a curto e longo prazo.

Agora que você sabe tudo sobre como escrever bem, que tal aplicar esses conhecimentos e ainda receber para isso? Torne-se um freelancer de redação da Comunidade Rock Content!

Seja um Redator da Comunidade Rock Content

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo