Bastidores da Content Trends 2018

Bastidores Content Trends 2018: o processo por trás da maior pesquisa de Marketing de Conteúdo do Brasil

Descubra com detalhes todas as etapas que deram origem a 4ª edição da Content Trends!

Após pouco mais de três anos, chegamos ao número de 24 pesquisas produzidas pela Rock Content em diferentes áreas do Marketing Digital e setores do mercado, as quais foram respondidas por mais de 20 mil pessoas e que já geraram mais de  40 mil leads!

Impressionante, não é mesmo?

Ao longo desse post, vou te contar detalhes do processo da Content Trends 2018, para que você possa entender como:

  • chegamos a esses números;
  • essa pesquisa foi feita;
  • e, algo muito importante: como você, leitor, pode colocar em prática, hoje mesmo, uma estratégia tão valiosa como essa na sua empresa, independente do ramo do seu negócio!

Content Trends 2018

O time de Inteligência

Aqui na Rock, contamos com o time de Inteligência que é responsável por todas as pesquisas.

Atualmente, a sua configuração conta com:

Com a criação do blog Inteligência, em Abril de 2017, passamos a ter de fato uma equipe destinada para esse objetivo. Antes já realizávamos pesquisas, mas sem contar de fato com um time estruturado para isso.

Eu mesma iniciei nessa área em Agosto de 2016, quando entrei para Rock e me dividia entre pesquisas e a estratégia de Email Marketing. Porém, mesmo antes disso já tínhamos estudos sendo feitos dentro da empresa.

Content Trends 2015: a primeira pesquisa da Rock

Tudo começou com a Clara Kraft, que estava procurando uma oportunidade de estágio, durante suas férias de faculdade, no final de 2014.

Com a indicação da Luiza Drubscky para fazer parte da equipe da Rock, a Clara fez um email se apresentando e contando um pouco da sua história, além de mostrar os motivos pelos quais queria tanto essa experiência.

Algum tempo depois, o Diego Gomes lhe respondeu falando que tinha um projeto que ela poderia desenvolver: fazer a maior pesquisa de Marketing de Conteúdo do Brasil.

E foi assim que, depois de 45 dias, a Clara, junto com a ajuda de outros profissionais conseguiu lançar a primeira pesquisa da Rock, a Content Trends!

Que tal descobrir mais segredos da Content Trends e ainda aprender tudo sobre pesquisas? Inscreva-se para nosso Webinar no dia 26 de junho!

O processo de uma pesquisa

Como sabíamos da importância e do valor que esse tipo de estudo tem para os nossos leitores e também colaboradores da Rock, não poderíamos, simplesmente, parar após a primeira edição.

Foi assim, que também passamos a desenvolver outras pesquisas, inclusive, sobre temas diferentes, como educação, e-commerce, SEO, redes sociias e muitos outros.

Você pode conferir todas as pesquisas que já realizamos aqui.

Mas, voltando ao assunto principal, a Content Trends precisava ter outras versões para que os dados ali presentes estivessem sempre atualizados. Foi com esse pensamento que continuamos a produzir a pesquisa todos os anos e, em 2018, chegamos a 4ª edição!

O passo a passo

Agora vou detalhar cada etapa envolvido na elaboração de uma pesquisa, aproveitando para dar exemplos sobre a Content Trends 2018:

Cronograma

O primeiro passo de uma pesquisa é montar o cronograma com todas as etapas envolvidas.

Isso porque um estudo desse tipo necessita de diversos profissionais além de várias fases que precisam estar alinhadas para que tudo corra dentro do previsto.

Para definir esses prazos é preciso começar pela última data, a de lançamento da pesquisa, e fazer o processo inverso.

No caso da Content Trends 2018, queríamos fazer o lançamento no início de Junho.

Assim, conversamos com a Laís Bolina e a Letícia Abrantes para verificar se essa data iria atender as necessidades da geração de leads para o time de vendas e se ela encaixava com a programação do calendário de Email Marketing.

Tudo isso verificado, passamos a nos planejar a partir dela e calcular quanto tempo teríamos que começar esse estudo para que de fato essa pesquisa fosse lançada na data em questão.

Para ficar mais visual, segue abaixo o cronograma que montamos:

  • 10/04: Lançamento do questionário
  • 06/05: Fechamento do questionário
  • 07/05: Início da análise de dados e conteúdo
  • 21/05: Fim da análise e entrega para revisão
  • 23/05: Pesquisa revisada e enviada para o design
  • 28/05: Entrega da pesquisa diagramada
  • 31/05: Pesquisa 100% pronta
  • 05/06: Lançamento

Como você organiza o cronograma não importa muito, encontre o melhor método para você!  O que precisa ser feito com cuidado é a aprovação de todas essas datas pelas pessoas que estão envolvidas e, claro, formalizar tudo por email.

Questionário

Caso você já tenha decidido o tema da pesquisa, a próxima parte é a elaboração do questionário.

É preciso pensar nas perguntas que você deseja descobrir respostas, quais serão os seus formatos (múltipla escolha, sim ou não etc.) e pensar em uma ordem lógica que não fique repetitiva.

Sugiro que você faça isso em Documentos do Google Drive e compartilhe com outras pessoas para que elas possam dar suas opiniões.

Feito isso e os ajustes indicados, você já pode transferir todas as perguntas para uma ferramenta de questionário. Aqui na Rock, nós usamos o Typeform.

Confira um tutorial completo da ferramenta aqui.

Questionário configurado na ferramenta, é hora de testar se tudo está funcionando da maneira prevista.

Peça ajuda de seus colegas de trabalho para respondê-lo e pergunte como está sendo a experiência.

Caso você tenha configurado algum logic jump — aquela opção que, dependendo da resposta selecionada, o respondente é direcionado para uma determinada pergunta —, este é o momento de ver se está tudo certo.

Na Content Trends 2018, como já tínhamos os questionários anteriores, resolvemos manter a maioria das perguntas com o objetivo de fazer análises comparativas e apenas completar com algumas questões inéditas.

Um exemplo de questão inédita é sobre o processo do modelo de vendas das empresas (B2B/ B2C).

E como não podia faltar, sempre colocamos um incentivo para as participações. Esse ano sorteamos 10 acessos completos à Universidade Rock Content e um kindle!

É muito importante colocar um prêmio que faça sentido com o tema da pesquisa e, claro, seja atrativo para quem estiver respondendo.

Identidade e elementos visuais

Não comece achando que essa etapa não é importante. Ela é, e muito!

Você deve conhecer sobre o conceito de CRO, correto? Se não, vou resumir: é uma estratégia que tem como objetivo aumentar as conversões com bases em testes e comprovações. Ou seja, não é um achismo!

Dito isso, uma pesquisa não tem valor se não tiver respondentes e, para isso, precisamos nos preocupar com todos os detalhes relacionados à experiência do respondente.

Para a Content Trends 2018, o Bruno Montiel foi responsável por criar a identidade e todas as imagens que usamos para as divulgações, tanto o questionário quanto o relatório final. Também contamos com a ajuda do Werik Gonçalves, que inseriu banners e pop ups no blog Inteligência.

Divulgação do questionário

Questionário pronto, é hora de divulgá-lo e, assim, conseguir alcançar a quantidade e tipo de respondentes desejados.

Como falamos na primeira fase, no momento em que estamos montando o cronograma já precisamos decidir as estratégias de divulgação.

Para a Content Trends 2018, como nas nossas demais pesquisas, contamos com:

  • Email Marketing;
  • Redes sociais;
  • Banner e pop-ups no blog Inteligência;
  • Mídia paga (sim! você pode combinar estratégias pagas para impulsionar o resultado e o Gustavo Grossi nos ajudou muito nisso!).

Lembrando que, nas redes sociais, você também pode usar o Instagram Stories para divulgar a pesquisa e também compartilhá-la em grupos. No caso da Content Trends, Paulino Sulz, Pedro Galvão, Renata Matos, Dimitri Vieira e Vitória Mansur fizeram isso para a pesquisa e deu muito certo.

Você também pode acrescentar novas estratégias como empresas parceiras, eventos, webinars e outras ações para ampliar o público que você deseja que responda o questionário.

Já em relação ao prazo de coleta de respostas, não existe uma fórmula certa, vai dependender do número de respondentes que você planeja atingir.

Uma dica: sempre coloque alguns dias extras antes de fechar o questionário, caso você ainda queira tentar coletar mais respostas.

Análise de dados e construção do relatório

Com o questionário devidamente respondido, fazemos o download do banco de respostas e subimos para as Planilhas do Google.

Primeiro, fazemos a limpeza desses dados.

Isso consiste em procurar respostas duplicadas para eliminá-las e melhorar a visibilidade das informações exibidas.

Para isso, você pode travar a primeira linha para ficar mais fácil ou mesmo aumentar a fonte, colorir alguma célula, agrupar ou desagrupar algumas colunas, fica ao seu critério.

Depois começamos a analisar as respostas dadas em cada pergunta utilizando o filtro, fórmula ou tabela dinâmica.

Com os resultados divididos por cada opção de resposta, montamos um gráfico e/ou tabela para representar os dados encontrados. Fazemos isso em todas as questões do questionário.

Com todos os gráficos e tabelas prontas, começamos a pensar em relações que podemos criar entre eles.

Um exemplo: perguntamos tanto para as empresas que adotam e não adotam Marketing de Conteúdo qual o número de visitantes e de leads elas recebem em média, mensalmente, e ao comparar esses dados concluímos que:

Empresas que adotam estratégia de Marketing de Conteúdo apresentam, em média, 2,6 vezes mais visitas e 3,7 vezes mais leads do que os negócios que não implementaram a mesma prática.

Vendas e leads Marketing de Conteúdo

Com todas as análises feitas, criamos um Documento no Drive e passamos todos os gráficos e tabelas criadas para lá, para darmos início a construção do conteúdo que vai acompanhar cada um.

É importante ter um texto contextualizando o que as informações mostradas nos gráficos significam, para que a compreensão de quem está lendo não dependa do nível de conhecimento sobre o assunto abordado. Ou seja, o conteúdo da pesquisa tem que estar claro para todos.

Outro ponto importante é revisar todo esse texto para que ele não contenha erros. Na edição 2018 da Content Trends, contamos com a ajuda da Letícia Nonato para essa tarefa.

Diagramação do relatório

Agora é o momento que começamos a ver como a pesquisa vai ficar!

O Bruno, além de fazer a identidade, também assumiu a tarefa de criar os gráficos (os que criamos na Planilha é só para servir de base para o designer) e diagramar o conteúdo do relatório.

Não foi uma tarefa fácil, ainda mais quando estamos falando da pesquisa mais importante que lançamos todos os anos. Mas ele conseguiu e ainda deixou o estudo ainda mais bonito visualmente!

Se você ainda não conferiu, dá uma olhada no preview abaixo:

Nessa etapa também é importante acrescentar alguns dias para a correção de possíveis erros que possam ter aparecido no arquivo diagramado.

Lançamento da pesquisa

Com o arquivo finalizado da pesquisa, chegamos ao tão esperado momento de lançamento!

Todas as estratégias que usamos na divulgação do questionário iremos utilizar agora também. O que significa que vamos usar email marketing, mídias sociais e blogs.

Só que, nesse ano,  fizemos algo inédito: além do relatório normal que produzimos todos os anos, decidimos dividi-lo em mini relatórios.

Então além da Content Trends 2018, também teremos:

  • Content Trends – Grandes empresas
  • Content Trends – Médias empresas
  • Content Trends – Micro e pequenas empresas
  • Content Trends – E-commerce
  • Content Trends – Agência
  • Content Trends – Tecnologia
  • Content Trens – Instituição de Ensino

Você deve estar se perguntando o motivo dessa mudança, acertei?

Quebrar um relatório em sete partes, além de nos proporcionar mais materiais, também nos ajuda a entregar algo extremamente valioso para todo o público que faz parte dos tipos de empresas contempladas nessa segmentação.

Um funcionário de uma agência, por exemplo, vai poder ter em mãos dados específicos sobre o mercado em que atua e isso faz toda diferença!

Content Trends 2018

Se você chegou até aqui, pode conferir todos os passos que realizamos para a produção da 4ª edição da Content Trends.

Fiz questão de citar os nomes de todos os profissionais envolvidos na elaboração do relatório geral da pesquisa para que você perceba que uma estratégia desse tipo é uma tarefa complexa e que envolve a competência de várias áreas. Também aproveito, mais uma vez, para deixar aqui meu agradecimento a cada um!

Vou reforçar que falei que uma pesquisa é uma tarefa complexa, mas não impossível. Se eu pudesse resumir tudo o que aprendi ao longo desses anos em 3 dicas, diria:

  • Seja extremamente análitico

Estudos assim, exigem muito atenção a detalhes e um minucioso trabalho para que nada saia errado.

  • Se planeje e fique atento a prazos

Por envolver várias pessoas, não dá para querer começar uma pesquisa do nada. É preciso alinhamento e prazos bem definidos para que você tenha um resultado final satisfatório.

  • Busque referências e ajuda de outras pessoas

Não queira fazer tudo sozinho, se você quer um trabalho bem feito e que você tenha orgulho é preciso de muita dedicação e, claro, da colaboração de outros profissionais.

Agora você já sabe tudo que envolve um processo de pesquisa e, o mais especial, tudo o que aconteceu na Content Trends 2018.

Um estudo desse tipo proporciona um vasto conhecimento sobre o mercado, além de dados para que você possa tomar decisões mais proativas, fortalecendo a estratégia de Marketing e, claro, gerando leads.

Se você tem interesse em ter um material como esse para a sua empresa, nós podemos te ajudar!

Você tem a opção de fazer a pesquisa com o time de Inteligência da Rock Content. Quer saber mais? Clique aqui e descubra!

Dê a sua opinião sobre esse conteúdo nos comentários abaixo e não deixe de expressar suas dúvidas, caso tenha surgido alguma. Até a próxima!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo