Como rejeitar backlinks

Como rejeitar backlinks negativos e melhorar os resultados do seu blog?

Se você trabalha com SEO, provavelmente já ouviu sobre a importância dos backlinks, certo? Mas neste post vou ensinar para você como remover backlinks! Parece estranho? Pois saiba que existem links negativos que podem prejudicar seu site. Quer entender mais? Então siga a leitura!

Os links externos são ótimos para o rankeamento de qualquer página e você provavelmente já sabe disso. Quem trabalha com SEO e não quer receber links, não é mesmo?

Existem até profissionais dedicados em adquirir novos links para sites e blog, você sabia disso?

Mas é importante ressaltar que links são bons desde que sejam de qualidade e tenham relevância.

Nem sempre links são um de rosas: sabemos que existem domínios de pouca confiança e por isso é necessário tomarmos algumas ações para evitar que seu trabalho seja prejudicado.

Por isso hoje estou aqui para ensinar você a rejeitar os backlinks. Sim, é isso mesmo.

Mas por que remover backlinks?

Porque, junto com eles, você remove também a “relevância negativa” que transmitem para seu domínio, fazendo com que sua estratégia de SEO esteja segura e não seja afetada negativamente.

Quer entender mais sobre isso? Então é só continuar aqui para aprender tudo sobre o assunto.

O Guia de SEO da Rock Content

Aprenda com a empresa especialista do mercado a fazer uma boa estratégia de SEO.


A importância dos backlinks

Desde quando eu era uma criança no marketing digital lembro muito bem de ouvir minha avó falando que nenhuma estratégia de marketing de conteúdo sai do lugar sem backlinks, e em certo ponto ela tinha razão.

Mas por quê?

Pelo fato dos motores de buscas darem valor a um página que recebe backlinks de qualidade.

Pense na seguinte analogia: uma sessão na biblioteca pública em que o tema é marketing digital, marketing e administração — que em certo ponto são correlacionados — e existem por lá 200 livros. Desse total, cerca de 150 citam Philip Kotler como referência em assuntos relacionados ao marketing.

Assim, o fato de Kotler publicar livros com a temática do marketing e outros autores citarem suas obras como referência faz com que ele seja tratado como referência no assunto.

Conseguiu entender a relação aqui?

O mesmo funciona para sites quando o assunto é backlink, por isso é interessante que você obtenha o máximo de links de qualidade e não links que não têm relação e de baixa relevância.

Isso acontece porque esses links de qualidade serão um fator a mais para que a sua página tenha um ótimo desempenho na SERP de qualquer buscador.

Como links de baixa relevância afetam o seu SEO

Nem só de links de qualidade vive o profissional de marketing.

O fato é que você não escolhe quem aponta um link para você: as pessoas simplesmente podem colocar um link para o seu site quando acharem necessário.

Em alguns desses casos pode se tratar até de SEO negativo, que é quando alguém aponta links suspeitos e de baixa qualidade intencionalmente para que o seu site seja afetado por isso e até penalizado.

Por isso rejeitar os links não se trata de uma simples ação de marketing, mas sim algo estratégico que todo responsável pelo marketing do site deve ter atenção.

É importante você saber que existem tipos diferentes de backlinks:

  • Link juice: também chamado de link equity, significa a autoridade transmitida de uma página para outra através de um link no conteúdo.
  • Nofollow links: não transmitem a autoridade da página para o destino.
  • Dofollow links: transmitem a autoridade da página para o destino.
  • Root domains links: domínios diferentes que linkam para o seu site mas que são considerados apenas um root domain, independente de quantas vezes linkaram.
  • Low quality links: tóxicos ou duvidosos considerados de má qualidade.
  • Internal links: internos colocados dentro de uma página que levam para uma página do mesmo domínio.
  • Textos âncora: o texto visível e clicável de um link, como esse artigo sobre textos âncora

Cada um tem sua própria característica e efeito diferente em um site, mas vamos falar especificamente dos links de baixa relevância.

O Google passou a se preocupar especialmente com eles com a atualização do Google Penguin, cujo objetivo é identificar e penalizar links de má qualidade e também aqueles que não são conquistados de maneira natural.

Ou seja, as páginas estão aptas a sofrer uma penalização do Google pelos links que enviam e recebem. Por isso um link de baixa relevância pode afetar a sua estratégia e fazer com que o seu tráfego nunca mais volte a ser o mesmo.

Mas calma, há sempre uma saída!

Com a prática de rejeitar backlinks, podemos evitar que receber links suspeitos influenciem negativamente seu SEO.

Como identificar esse tipo de link

O próprio Google não é tão claro com os usuários a respeito dos pontos de qualificação utilizados para identificar um link de baixa qualidade.

O que temos de informação está em uma menção sobre os esquemas de links na própria página do Google, que aborda o que é passível de penalização, sendo importante destacar esta parte:

“Os links destinados a manipular o PageRank ou a classificação de um site nos resultados da pesquisa do Google podem ser considerados como parte de um esquema de links e uma violação das Diretrizes para webmasters do Google. Isso inclui comportamentos que manipulam links para seu site ou links em seu site que direcionam para sites externos.”

Para fazer a identificação, é necessário que você possua alguma ferramenta de análise, mas em sua maioria são todas pagas, com exceção do Google Search Console.

As principais ferramentas usadas para isso são:

Neste texto, mostraremos como identificar backlinks negativos por meio do Google Search Console e SEMrush, ok?

Usando o SEMrush

Para quem utiliza a ferramenta, existem duas opções: uma análise completa (e manual) e outra automatizada (automática), mas dependendo de seu plano você não consegue checar todos os links detalhadamente.

Começando pela forma automatizada: você precisa cadastrar o seu projeto e utilizar a feature backlink audit onde a ferramenta faz uma leitura de todos os links e apresenta a saúde de seu projeto.

Backlink audit

A segunda opção para checar os backlinks do seu site ou de qualquer outro, basta inserir o domínio no campo de buscas e acessar os backlinks que aparecem logo na dashboard para ter acesso a lista completa.

Análise de domínio backlinks

Após acessar, você vai se deparar com os resultados e também algumas métricas utilizadas, mas as principais a serem levadas em conta são o PS (page score) e o TS (trust score).

Essas métricas foram desenvolvidas pelo SEMrush como uma nota que avalia a página e seu grau de confiança, sendo que ambos vão de 0 até 100. Por isso, é necessário que você filtre do menor para o maior.

Backlinks no SEMrush

Você deve avaliar os seguintes aspectos dos links na sua análise: page score, trust score e depois a source.

Recomendo que você sempre entre para checar, até porque pode ser uma página nova sem relevância ou uma antiga, sem contexto e sem relevância (o ideal para se remover).

Depois que encontrou o link, existem duas opções. Você pode ignorar o domínio como um todo (www.site.com.br) ou a página específica (www.site.com.br/pagina).

Mas lembre-se: se a página já é considerada tóxica pela ferramenta, não espere menos do domínio.

Usando o Google Search Console

Além de ser uma ótima ferramenta para diagnóstico do seu site, o Google Search Console também pode ser usado para SEO.

É por isso que vamos abordá-lo aqui: mostrar como você pode identificar esse tipo de link.

Aprenda tudo sobre o Google Search Console agora mesmo!

Se você não conta com nenhuma ferramenta paga, saiba que essa pode ser uma atividade um tanto trabalhosa, mas nós sabemos que as mais chatas são as que surtem um maior efeito em seu blog.

No menu do GSC, acesse a parte de tráfego de pesquisa e vá até a sessão links para seu site.

Google Search Console - Links para seu site

Nela você consegue ver os domínios que apontam e também a quantidade de links, e o nosso trabalho já começa logo aí.

O domínio que aponta para você é familiar e conhecido no mercado? Caso seja, esse é um bom sinal! Mas e se for um domínio que você nunca ouviu falar? Então vá em frente e clique nele.

Google Search Console - Links

Após clicar, o GSC te dará um relatório com todas as páginas do seu site para as quais o domínio selecionado envia links externos. É muito importante que você clique na página e veja quais links estão sendo enviadas para ela, porque é aí que mora o perigo.

Google Search Console - Links

É importante que você acesse algumas delas (ou cada uma) e veja se o domínio não é estranho, indevido e também se existe algum contexto para estarem enviando links para vocês.

Isso porque muitas vezes esses links de baixa qualidade não têm nenhuma relação com o assunto que você trata em seu site e isso pode ser um sinal negativo.

O que você deve fazer agora é criar um arquivo .txt (aquele do bloco de notas) e criar uma lista com os domínios que você suspeitou e quer evitar que os links duvidosos transfiram sua baixa relevância para seu site.

A lista ficará da seguinte maneira:

Links formato txt.

Uma dica é colocar sempre o dia e o mês no nome para saber quando foi a última vez que você resolveu fazer a limpa e remover alguns backlinks de seu site.

Removendo os backlinks indesejados

Chegamos a parte final e mais importante do assunto: a hora de remover os backlinks que podem ser prejudiciais ao seu site.

Espero que você tenha feito a lista que mostrei com os domínios a serem removidos, porque ela será utilizada para fazermos o upload e mostrar ao GSC que não queremos receber links dofollow dos endereços.

A própria página de suporte do Google apresenta informações sobre como rejeitar os links, que você pode conferir aqui.

Fazendo upload da lista de links

Vamos então ao que interessa!

Role até o final da página e faça o upload de uma lista de links para rejeitar na própria página da ferramenta que também é apontada na página.

Após isso é preciso que você selecione o domínio que deseja rejeitar os links para que o Google Search Console puxe as informações corretamente.

Agora sim faremos o upload da lista, e lembrando que deve ser um arquivo no formato .txt, até mesmo o bloco de notas funciona, ok?

Rejeitando links no Search Console

Feito o upload e envio do arquivo, você vai se deparar com um aviso falando sobre o dia, horário, arquivo enviado e a quantidade de URLs rejeitadas.

Links rejeitados no Search Console

E pronto!

Parece ser um processo complicado mas seguindo o passo a passo as coisas ficam extremamente simples.

E agora que você já aprendeu de forma prática como rejeitar links que podem prejudicá-lo, também é muito interessante aprender como conseguir links de qualidade para o seu site.

Mas por quê? A resposta é simples: para que ele se torne autoridade aos olhos do Google.

Quer aprender diversas outras estratégias para dominar as primeiras posições? Confira nosso guia completo de SEO!

Guia do SEO 2.0

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo