Conteúdo diferenciado

Conteúdo diferenciado: como pensar fora da caixa vai ajudar você a criar conteúdos valiosos

Os conteúdos diferenciados são, antes de mais nada, respostas completas e relevantes para as dúvidas do seu público. Quer começar a produzir conteúdos como esses? Então não deixe de ler este texto!

Em meio a infinidade de marcas presentes online, buscar um ponto de diferenciação é fundamental. E você sabia que o diferencial da sua empresa pode estar na produção de conteúdos?

É claro que muitas empresas já têm uma estratégia consolidada de Marketing de Conteúdo. No entanto, você pode se destacar produzindo conteúdos diferenciados.

São eles o tema deste artigo. Mas atenção: a ideia aqui não é fazer um tutorial com o passo a passo para seguir para criar um conteúdo diferente de tudo que você já viu. 

Na verdade, a proposta deste post é mostrar o que é um conteúdo diferenciado: quais conceitos estão envolvidos, em que você precisa pensar e como conseguir desenvolver esse tipo de conteúdo.

Vamos lá?

O que é um conteúdo diferenciado?

Eu acredito que você costuma usar a internet praticamente todos os dias, seja para acessar as redes sociais, checar seu email ou conferir as últimas notícias no seu portal favorito.

Nesse processo, deve encontrar todo tipo de conteúdo no seu dia a dia online e nem todos são bons. Isso é normal.

Ao mesmo tempo, sabemos que é possível se deparar com conteúdos que se destacam, prendem sua atenção e realmente valem a pena ser consumidos. E é sobre isso que trata-se um conteúdo diferenciado: ele entrega valor, é útil e acrescenta algo ao leitor.

Essa é uma definição ampla, é claro. No entanto, é difícl definir um conteúdo diferenciado. Por isso, antes vamos ao que ele NÃO é:

Os mitos sobre conteúdos diferenciados

É um conteúdo avançado

Não, um conteúdo diferenciado não precisa ser difícil de ler e nem tratar de temas super avançados. Você pode escrever sobre um tema básico e, mesmo assim, oferecer um conteúdo rico e que dificilmente o leitor vai encontrar em outro lugar.

Um bom exemplo é este post sobre SEO básico, escrito pela Letícia Nonato, Analista de Marketing na Rock Content e Editora deste blog.

Ela escreveu sobre SEO para quem está começando. Ou seja, é um conteúdo que mostra um caminho inicial para trilhar, e não se dedica a ensinar técnicas avançadas para os motores de busca. Ao mesmo tempo, dificilmente será possível encontrar um conteúdo sobre esse mesmo assunto.

Apesar de algumas das informações que os textos oferecem estarem disponíveis em diversos conteúdos, a Letícia juntou essas informações, detalhou-as, usou uma linguagem acessível e, por fim, ofereceu informações novas e exclusivas de sua experiência.

Tudo isso faz com que o conteúdo seja extremamente diferenciado, mesmo sendo sobre um assunto básico.

O conteúdo pode até ser difícil ou abordar um tema avançado, mas isso não faz dele um conteúdo diferenciado. Muitas vezes, inclusive, uma temática avançada pode ser abordada em vários conteúdos, o que tira seu aspecto diferenciado.

É difícil de ler

Isso, além de ser um mito, é um pensamento totalmente errado. Tornar um conteúdo difícil de consumir por parte do leitor é extremamente prejudicial e torna a experiência dele ruim, o que faz com que ele não crie um vínculo com você e o que você tem a oferecer.

É claro que, muitas vezes, é necessário ter uma bagagem prévia para consumir um conteúdo.

Dificilmente uma pessoa que não tem conhecimentos em Google Analytics lerá um conteúdo sobre como produzir relatórios unindo o GA a outras ferramentas. No entanto, isso não significa que o conteúdo é difícil, e sim que ele exige um maior conhecimento.

Se seu conteúdo é difícil de ler, isso pode ser sinal que você precisa buscar desenvolvê-lo melhor. Portanto, não pense que um conteúdo diferenciado exige palavras rebuscadas ou estruturas mirabolantes: muitas vezes, menos é mais.

É escrito por um especialista

Esse é um dos maiores mitos sobre conteúdos diferenciados, já que muitas pessoas acreditam que eles precisam ser escritos por especialistas, ou seja, pessoas que entendem a fundo aquele assunto.

No entanto, nem sempre quem sabe algo, sabe como transmitir aquele conhecimento.

É por isso que um conteúdo avançado não só pode, como muitas vezes deve, ser escrito (ou produzido) por alguém que saiba colocar as ideias de forma clara.

Para produzir um conteúdo diferenciado, é necessário unir o domínio daquele conteúdo, com a capacidade de transmissão. Muitas vezes não é a mesma pessoa que consegue ter esses dois critérios.

Assim, um freelancer de conteúdo, por exemplo, é super capaz de produzir um conteúdo diferenciado mesmo sem ser profundo conhecedor do assunto. Isso porque ele é capaz de ouvir o especialista, entender o que é preciso para transmitir aquele conhecimento e como fazer isso.

É grande

Um conteúdo não precisa ser longo para ser diferenciado. O tamanho ideal de um conteúdo é sempre aquele que responde a intenção de busca do usuário.

Esse tamanho pode ser 500 ou 2000 palavras: tudo vai depender do conteúdo produzido, de como você planeja estruturar sua estratégia de conteúdo e como você vai responder aquela dúvida.

Quer ver como um conteúdo diferenciado pode ser curto?

O Paulino Sulz, Estrategista de Branding na Rock Content, respondeu em menos de 500 palavras sobre uma dúvida frequente sobre Instagram: hashtags devem ser usadas nos comentários ou legendas?

Com argumentos e dados sólidos, ele ofereceu uma resposta de valor e bastante direta para o leitor.

Ebook Copywriting

Como deve ser um conteúdo diferenciado?

Agora que já falamos sobre tudo que um conteúdo diferenciado não é e desmistificamos algumas ideias, queremos mostrar para você sobre o que realmente se trata um conteúdo diferenciado.

Como já vimos, o principal objetivo de um conteúdo diferenciado deve ser oferecer valor.

Mas como fazer isso?

Bom, existem alguns pilares que podem nortear sua produção de conteúdos diferenciados e que são conceitos importantes para gerar valor.

Vamos a eles:

Exclusividade

Se algo está muito disponível, dificilmente ele será valorizado. A raridade é um sinônimo de valor, e isso não é diferente em termos de conteúdo.

Assim, buscar a diferenciação do seu conteúdo envolve torná-lo especial em algum aspecto de exclusividade. Isso segue duas principais linhas:

  1. Abordar um assunto que pouco falado, como tendências de mercado, novas técnicas, experimentos/tests;
  2. Abordar um assunto que já é comum, mas sob uma ótica avançada, especializada, profunda, extensa.

Podemos citar dois conteúdos para cada um desses casos.

No primeiro tópico, temos o conteúdo sobre Transformação Digital, escrito pela Agnes Rabelo, Analista de Marketing e Editora do blog Inteligência Rock Content. Este é um assunto tendência, cada vez mais presente e que ela se especializou, produzindo um conteúdo completo sobre o assunto.

Outro conteúdo (ainda do primeiro tópico), que já segue uma linha de post de novas técnicas e conhecimentos especializados, é o Hacks de Conteúdos Avançados, do André Mousinho, Especialista em Marketing de Conteúdo na Rock Content.

Já para o segundo tópico, vou retomar o exemplo do conteúdo sobre SEO básico, já que é um conteúdo que reúne diversas técnicas sobre o assunto, mas explorados de forma cuidadosa e profunda.

Além dele, posso citar um conteúdo que eu mesma produzi sobre Algoritmos de Redes Sociais, abordando as principais redes da atualidade.

Embora seja também um conteúdo de temática comum, tomei o cuidado de produzi-lo com profundidade, explorando o assunto de forma extensa e oferecendo insights especiais para cada rede.

Fora da caixa

Um conteúdo diferenciado, por definição, precisa ser fora da caixa: ele precisa ser diferente!

Como já falamos antes, é preciso seguir uma nova linha de raciocínio na abordagem, buscar inovações e entender o que a audiência busca.

Obviamente, algo fora da caixa não tem forma definida. E um conteúdo diferenciado segue esse raciocínio: a diferenciação pode ser trabalhada de várias formas, seja no tema, no formato, na frequência, na densidade…

É necessário entender o que funciona para o seu mercado, sua empresa e seu público.

Cumprir um objetivo

Ok, todo artigo deve cumprir um objetivo. Afinal, só assim uma estratégia de Marketing de Conteúdo faz sentido.

No entanto, um conteúdo diferenciado pode ter objetivos diferentes de uma estratégia “tradicional”. Alguns objetivos principais dos conteúdos diferenciados são:

  • educar a persona;
  • ditar tendências de mercado;
  • apresentar testes;
  • quebrar paradigmas;
  • promover debates.

É possível dizer que um conteúdo diferenciado cumpre objetivos maiores em uma estratégia de conteúdo, pois além de alcançar o que conteúdos tradicionais conseguem, ele pode ir além.

Diálogo

Seguindo o raciocínio do tópico anterior, promover o diálogo é um aspecto importante do conteúdo diferenciado. Por ser altamente relevante, ele consegue interessar as pessoas e fazer com que elas falem sobre aquilo, criando redes de discussão que são extremamente relevantes em uma estratégia de conteúdo.

Como você pode ver, um conteúdo diferenciado consegue reunir aspectos muito diversos e não tem uma definição exata.

Como benefícios principais da produção de conteúdos diferenciados, vale destacar que eles geram autoridade e aumentam a relevância da sua marca no mercado ao oferecer para o usuário e o mercado algo que ninguém está fazendo.

Portanto, investir nele pode ser fundamental. E, como você viu, produzi-lo só depende de uma estratégia concisa, conhecimento suficiente e uma boa forma de transmitir essas ideias.

Está pronto para produzir seus primeiros conteúdos diferenciados?

E se quiser conhecer ainda mais sobre a produção de conteúdos valiosos e a geração de resultados, não deixe de ler o nosso material completo sobre como construir defensores da sua marca por meio do conteúdo!

Ebook: Marketing de Defensores

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo