Conteúdo gerado pelo usuário

Conteúdo gerado por usuário: Porque é importante para o seu negócio

Aprenda como o conteúdo gerado pelo usuário pode te auxiliar na hora de criar conteúdos para seu blog ou mesmo ter ideias para possíveis materiais ricos!

Qual o melhor conteúdo que a sua empresa já produziu? Não há como negar que alguns materiais se saem muito melhor que outros, tanto em termos tráfego quanto de conversões.

Mas o que muitas empresas não percebem é que alguns dos melhores conteúdos não são produzidos internamente. Como assim?

O conteúdo gerado pelo usuário, também conhecido como UGC (sigla em inglês) é uma das melhores formas de motivar seu público a participar nas iniciativas promovidas pela sua marca ou, mais ainda, a comprar de você.

Diante disso, vale a pena explorar melhor o conteúdo gerado pelo usuário, descobrir como ele já tem sido usado por outras empresas e como pode impactar o seu negócio, não acha?

Veja como essa tática pode ser útil para a sua estratégia de marketing de conteúdo!

O que é conteúdo gerado pelo usuário?

O nome já é bem descritivo, mas ainda é interessante entender melhor o que está incluído no conteúdo gerado pelo usuário.

Por exemplo, comentários em um post de blog ou nas redes sociais da marca são exemplos simples, mas claros, desse tipo de conteúdo.

Afinal, eles podem ser usados para prolongar a discussão proposta pela marca e, em alguns casos, até ser utilizados como material em futuras peças promocionais.

Toda vez que uma empresa lança uma campanha de hashtags em uma rede social, está apostando no UGC para atrair atenção e conversões.

Quais as vantagens de usar o conteúdo gerado pelo usuário no marketing de conteúdo?

O conteúdo gerado pelo usuário é uma iniciativa interessante, mas será que pode trazer resultados reais para a sua estratégia de marketing de conteúdo?

Pesquisas indicam que consumidores de varejo acostumados a interagir com esse tipo de conteúdo são 97% mais propensos a comprar.

Quer dizer que o conteúdo que os usuários compartilham sobre a sua marca pode ser mais eficaz que o material que a sua empresa produz? Sim!

Os consumidores atuais confiam mais em outros compradores do que nas afirmações de especialistas das próprias marcas.

Por isso, faz todo o sentido criar campanhas de UGC em complemento do que já é produzido na sua estratégia atual. Afinal, esse material serve como:

Prova social

Um dos elementos mais importantes para convencer um cliente em potencial é usar provas sociais, ou seja, evidências de que outras pessoas estão usando e tirando proveito do produto ou serviço.

Mesmo que de forma indireta, o UGC fornece essas provas, já que mostra várias pessoas que dedicaram tempo para se envolver com a marca.

Fonte para novos materiais

Algumas marcas usam o conteúdo gerado pelo usuário como fonte para peças publicitárias, ações promocionais maiores ou mesmo para novas peças de conteúdo em seus blogs.

O fato é que os usuários geralmente criam peças de grande valor, seja por conta de suas opiniões favoráveis ou de sua criatividade ao abordar o tema proposto.

Assim, muitas ideias boas podem surgir de um simples comentário no Facebook ou de um tweet criativo com a hashtag escolhida para a sua campanha.

Fonte de engajamento com a persona

O cenário ideal de todo produtor de conteúdo é ter uma audiência grande e leal, engajada com suas criações. Muitos conseguem atingir um público grande, mas sem tanto engajamento assim.

Uma estratégia como esta, que inverte o papel de produtor e coloca o usuário como centro das atenções, é uma maneira e tanto de conquistar o engajamento que falta.

Propulsor da força de marca

Um dos fatores mais interessantes do conteúdo gerado pelo usuário é que ele consegue alcançar lugares que outras formas de conteúdo não alcançariam.

Isso acontece porque não é só o conteúdo em si que chama atenção, mas também a mobilização em torno dele por parte de clientes e fãs da marca.

O resultado natural é que as pessoas comentem sobre isso com seus colegas, amigos e familiares. Como consequência, a força da marca em questão aumenta consideravelmente.

Investimento de baixo custo e altos resultados

Os resultados já ficaram claros, como vimos até aqui. Força de marca, impacto nas decisões de compra, amplo alcance e engajamento elevado são apenas alguns deles.

Mas que dizer dos custos para investir nisso? O investimento é baixo, já que envolve mais a capacidade de envolver a sua audiência em torno da sua mensagem do que qualquer outra coisa.

Provavelmente, você já possui a maioria dos canais nos quais é possível convidar os seus fãs a criar conteúdo:

  • um blog, no qual eles possam comentar;
  • redes sociais, para que eles comentem e usem hashtags específicas;
  • landing pages, para criar concursos mais elaborados e incentivar a produção de conteúdo.

Como o conteúdo gerado pelo usuário afeta o SEO do seu site ou blog?

Conteúdo sempre tem efeito no SEO de um site ou blog.

Além disso, o foco dos mecanismos de busca está cada vez mais voltado para o rankeamento de páginas com base na capacidade delas corresponderem aos objetivos de busca.

Pensando nisso, será que podemos esperar algum impacto diferenciado no SEO ao usar o conteúdo gerado por usuário?

A resposta é sim. Veja como esse tipo de conteúdo pode ter um efeito positivo na sua classificação pelos motores de pesquisa:

Backlinks à vontade

O primeiro benefício do conteúdo gerado pelo usuário é a quantidade de backlinks para o seu site por parte das pessoas que desejarem repercutir o impacto da sua campanha.

Podemos considerar ainda a possibilidade de atrair veículos de mídia respeitados, que se interessem por contar a história da sua campanha e falar mais sobre o seu negócio.

Nesse caso, impacto sobre o SEO é ainda maior, já que receber links de sites com autoridade é um forte indicador de confiança para os mecanismos de busca.

Conteúdo confiável

Outro aspecto que faz dos usuários bons produtores de conteúdo é que eles representam o que os motores de pesquisa mais desejam, conteúdo confiável de um comprador para outro.

Isso quer dizer que se os seus clientes e admiradores estiverem envolvidos em criar conteúdo para a sua marca, o Google ficará mais propenso a colocar sua página em uma boa posição nas buscas.

Aumento no volume de busca sobre o seu negócio

Além dos efeitos já citados, é óbvio que a sua marca ficará mais conhecida no mercado e, por conta disso, mais pessoas poderão procurar diretamente por ela nos sites de busca.

Outras talvez passem a entrar no seu site e blog digitando a URL dele diretamente na barra de endereços. O que isso tem a ver com SEO?

Esses dois critérios fazem parte da lista de classificação do Google, ou seja, também impulsionarão a sua colocação nas páginas desses sites.

4 exemplos de maestria no uso de conteúdo gerado pelo usuário

Exemplos práticos e casos de sucesso nunca machucaram ninguém, certo?

É sempre inspirador e esclarecedor ver como outras empresas aplicam metodologias e utilizam estratégias diferentes  —  especialmente as que são referência de mercado.

Por isso, considere agora 4 exemplos de uso de conteúdo gerado pelo usuário que nos ajudam a entender como executar essa tática com maestria e conseguir bons resultados:

1. Coca-Cola

Se você estava no planeta Terra (isso só exclui o marketeiro das galáxias!) nestes últimos anos, provavelmente se lembra da incrível campanha da Coca-Cola que envolvia as garrafas e latas personalizadas com nomes de pessoas.

latinha da coca com nome

A ideia era que os fãs compartilhassem com seus amigos latinhas com os nomes deles. A repercussão foi tão grande que virou caso de sucesso no mundo todo.

Aqui no Brasil, inclusive, um vídeo do canal Porta dos Fundos alavancou ainda mais o sucesso da campanha.

2. Starbucks

A Starbucks é outra marca que conta com uma legião de fãs apaixonados pelo mundo.

Em 2014, a marca resolveu criar um concurso no qual os participantes deveriam desenhar em seus copos da cafeteria e enviar fotos para concorrer.

starbucks

O melhor desenho seria usado pela marca em uma edição limitada do copo. Será que deu resultados? Em 3 semanas, 4.000 pessoas haviam enviado seus designs!

3. GoPro

A GoPro é uma das marcas que investe mais pesado em conteúdo gerado pelo usuário.

Basta dar uma olhada nos canais da empresa para observar como o foco é quase todo para as experiências e possibilidades de aventura que se pode ter com uma GoPro, e não para os recursos e funcionalidades do produto.

gopro

Com isso, a marca se tornou referência em UGC, e tem conseguido manter uma estratégia consistente de marketing baseado nele já por anos.

4. Ruffles

Por último, podemos citar a batata Ruffles e seus sabores criados pelos próprios consumidores.

ruffles

Já por mais de uma vez a marca criou concursos nos quais o público tinha de enviar sugestões de novos sabores, e os mais votados se tornariam sabores da marca, com dinheiro a uma porcentagem das vendas para os vencedores.

A cada concurso, são milhares de participantes, grande repercussão nas redes sociais sobre os sabores em disputa e notícias em blogs dos mais diversos tamanhos.

O conteúdo gerado pelo usuário é um grande aliado, esperando para ser usado. As pessoas nunca estiveram tão dispostas  —  e equipadas  —  para produzir conteúdo de qualidade a favor de suas marcas favoritas. Deixar de usar esse recurso é um desperdício, enquanto quem souber explorar a base de fãs vai colher grandes benefícios.

Quer saber mais sobre como fazer seus clientes ajudarem a promover a imagem da sua marca? Descubra agora com o nosso e-book sobre marketing de defensores!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo