Descrição de produto no e-commerce

8 dicas para elaborar a descrição de produto perfeita em seu e-commerce

Uma boa descrição de produto no e-commerce pode ser a diferença entre uma compra ou um abandono de carrinho. Saiba o que você precisa para criar a descrição de produto perfeita e conseguir mais vendas!

Você já deve saber que a descrição de produto no e-commerce é extremamente importantes para aumentar as suas vendas.

Entretanto, é um erro pensar que elas devem apenas listar os recursos e características dos produtos.

Além de estabelecer a autoridade da sua loja e ajudar o seu cliente a entender melhor a solução que você vende, uma descrição bem feita influencia positivamente sua estratégia de SEO.

Isso significa que mais pessoas vão encontrar seus produtos e ter a chance de comprá-los se você fizer uma descrição relevante. Os principais objetivos de uma boa descrição de produto no e-commerce são atrair visitantes e transformar essas pessoas em clientes.

Por isso, suas estratégias de SEO e otimização de conversão devem incluir descrições de produtos bem escritas, atraentes e persuasivas.

Quer saber como fazer essa melhoria no seu e-commerce? Então, continue a leitura e confira como alavancar as suas vendas com descrições matadoras!

O que é a descrição do produto?

As descrições dos produtos são a base de conteúdo em qualquer site de comércio eletrônico para informar, educar e convencer os clientes a comprarem.

Elas representam a sua empresa no momento que o usuário entra na página para realizar uma compra e precisa responder a perguntas simples, como:

  • O que é esse produto?
  • Que problemas ele resolve?
  • O que o torna diferente de outros produtos?
  • Do que é feito e de onde ele vem?
  • Como uso este produto?

Uma boa descrição deve destacar as principais características do produto e seus benefícios, para fornecer ao visitante informações e argumentos suficientes para que ele clique no botão comprar.

Para começar a elaborar o texto na sua página de produto, você precisa entender o impacto que a descrição tem no processo de compra. Vamos lá?

Qual a importância de uma boa descrição de produto?

As descrições dos produtos desempenham dois papéis muito importantes.

Em primeiro lugar, eles influenciam a taxa de conversão de um site. Em segundo, elas contribuem na otimização para os mecanismos de busca.

Do ponto de vista dos usuários

Esse é o ponto de vista mais importante, ok? Acerte nele, que o Google é consequência.

Gera confiança

Uma texto caprichado é sinal de profissionalismo. Um texto rico e original é sinal de conhecimento e qualidade.

A descrição é uma oportunidade de mostrar comprometimento com a qualidade em todos os aspectos do seu negócio. Ela te posiciona como uma autoridade que vai melhorar a vida do cliente.

A desconfiança é uma das principais barreiras para a compra online. Capriche, gere credibilidade e conquiste o público.

Amplifica o desejo

Seus clientes não podem sentir o produto fisicamente. A descrição é a ferramenta que você tem para responder dúvidas e despertar a imaginação.

Você deve oferecer as informações que os clientes precisam para comprar o produto que procuram. A descrição realça os benefícios e mostra para o cliente que ele precisa comprar — agora — para resolver seu problema.

Desafoga seus canais de atendimento

Sem as descrições, os usuários podem ficar confusos com os produtos em seu site e acabar desistindo.

Além de afastar seu tráfego, os produtos sem descrições podem sobrecarregar seus canais de atendimento ao cliente.

Inclusive, uma ótima maneira de entender as dúvidas que você precisa sanar em seus textos é consultar os e-mails que você já recebeu.

Você pode atualizar o texto para responder as principais perguntas e reduzir os e-mails e ligações de clientes.

Do ponto de vista dos motores de busca

As descrições dos produtos são uma das táticas de SEO mais subestimadas.

Além de informar e influenciar seus visitantes a comprar seus produtos, as descrições atingem palavras-chave importantes e direcionam mais tráfego para a sua loja.

Os mecanismos de busca não conseguem ler imagens, e os “bots” precisam do texto para contextualizar cada página.

Ou seja, páginas de produtos com informações ricas permitem que os motores de busca mostrem resultados que atendem à necessidade de quem faz a consulta.

Para conseguir esses resultados, você deve primeiro seguir algumas boas práticas que vão cativar clientes e trazer mais visitantes. Olha só:

O que NÃO PODE faltar em uma descrição de produto

1. De que o produto é feito

Descreva de que o produto é feito, ou no caso de um serviço, o que ele inclui.

Quem pensa em comprar uma carteira, gostaria de saber se ela é feita de couro autêntico ou sintético, por exemplo.

Aqui vai uma boa dica para agilizar esse processo: você pode entrar em contato com a marca ou a fábrica e pedir a ficha técnica. Eles tem tudo isso pronto.

O ideal é pegar essas informações e organizar de uma maneira única, para evitar textos repetidos.

Ah, não esqueça de avisar se o produto é feito localmente, utiliza materiais orgânicos ou sustentáveis. É uma maneira fácil de gerar confiança na qualidade de seus produtos.

2. Medidas detalhadas

As dimensões dos seus produtos precisam estar claras. Imagina comprar um móvel na internet sem saber se ele cabe na sua casa?

A dica acima também vale aqui. Você pode pedir a ficha técnica com todas as medidas, ou então montar uma ficha de recebimento e pedir para o seu estoquista, ou responsável, tirar as medidas importantes enquanto estiver conferindo a carga.

Inclusive, é uma maneira legal de envolver outras pessoas da sua operação e mostrar a importância dos mínimos detalhes no e-commerce.

Se você vende roupas, “P, M, G” não é o suficiente. Você precisa incluir as medidas para cada parte do corpo.

Além de deixar o cliente mais seguro, você ainda reduz a chance de trocas. Sei que o custo com frete é uma pulga atrás da orelha.

3. Formate seu texto para alguém com pressa

A formatação da descrição de produto é tão importante quanto o conteúdo. Você precisa prender a atenção do seu visitante.

Facilite as coisas para seus visitantes — que provavelmente estão com várias janelas do navegador abertas.

  • Destaque palavras com negritos e faça uso de intertítulos para atrair os olhos do leitor para onde você quer.
  • Os tópicos em bullet points são uma excelente maneira de agrupar as especificações do produto de uma forma legível.
  • Apresentar informações em pequenos blocos, pontuados ​​por ícones, pode ajudar a melhorar a retenção

Agora que cobrimos o básico, vou passar algumas dicas para dar um passo a mais e escrever descrições de produto matadoras. Vamos lá!

8 dicas para elaborar a descrição de produto perfeita

Uma excelente descrição do produto no e-commerce atrai o leitor.

E, para seduzir o seu público, o primeiro passo é conhecer e ser seduzido pelo seu produto.

Apaixone-se pelo que vende. Estude suas utilidades. Maravilhe-se com os detalhes.

E depois comece…

1. Escreva para a pessoa que AMARIA conhecer o seu produto

Se você está vendendo alguma coisa, eu espero que saiba quem é o seu público alvo e quem é a sua persona. Você desenvolveu o seu produto com alguém em mente, certo?

Não importa o tipo de texto que você for escrever, você deve sempre escrever para uma pessoa, e não para um grupo de estranhos.

Faça uma persona e toque na frustração, na dor e nos desejos de alguém específico.

Quando você escreve para alguém, esse alguém sente que é compreendido. Então, ele clica em “Adicionar ao carrinho”, e você recebe seu pagamento.

2. Pesquise Palavras-Chave

Encher as páginas com palavras-chave era uma prática nos primórdios do SEO. Felizmente, as mudanças nos algoritmos dos mecanismos de pesquisa deixaram as buscas mais inteligentes.

Essa mudança permite que os redatores sejam mais criativos na produção de descrições relevantes com foco no cliente.

As palavras-chave devem aparecer naturalmente em títulos e descrições, pois vão ajudar os clientes a encontrarem o produto em seu site, marketplaces e nos motores de busca.

O melhor jeito de começar é usando uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave, como o Google Keyword Planner, para determinar as consultas mais populares. Você também pode utilizar o Google Search Console para descobrir quais as palavras levam tráfego para as suas páginas.

Leve em conta as palavras-chave com alto volume de pesquisa, mas identifique também os termos de cauda longa. Eles têm menos pesquisas, mas convertem bem e são mais fáceis de rankear.

3. Adote um tom de voz consistente com a sua marca

Após identificar as palavras-chave mais eficazes, você pode pensar em como transmitir as informações do produto usando esses termos e sinônimos relacionados, em textos que falam a linguagem da sua persona, no tom de voz exclusivo da sua marca.

É muito importante prestar atenção às palavras-chave, mas não em detrimento da sua identidade de marca e da boa comunicação com o seu público.

Abaixo, coloquei dois trechos de descrições para jaquetas de couro. Os textos têm palavras-chave semelhantes para descrever as características, mas utilizam abordagens diferentes para se conectar com o público-alvo.

Qualidade acima de tudo:

Descrição de jaqueta de couro em um e-commerce

A escolha das palavras “clássica”, “original que inventou o estilo” e “durabilidade a longo prazo” remetem a ideia de um produto atemporal que é um investimento, e não uma tendência de moda.

A página de produto na Schott NYC tem uma descrição longa focada na qualidade do material e na rica história da marca, responsável por inventar este estilo de jaqueta.

A marca moderna de luxo:

Descrição de jaqueta de couro em e-commerce

A descrição da All Saints também remete a idéia de uma jaqueta de motociclismo, mas em vez de citar a tradição, usa a palavra “nova”, e em vez de destacar o material, destaca os detalhes estéticos. “Crafted” remete a ideia de artesanato, para valorizar o lado luxuoso do produto. Para engajar o público jovem, ainda aproveitam a página de produto para incentivar o compartilhamento de imagens nas redes sociais.

Uma marca jovem de fast fashion, poderia deixar de lado o material para enfatizar como o produto é a última tendência e passa uma atitude descolada.

O importante é entender o que o seu público procura e mostrar, através da sua descrição, que o seu produto é capaz de atender as expectativas. Para isso, você pode usar a dica abaixo.

4. Conte uma história

Pense sempre na sua audiência. Descrições genéricas tendem a ser ineficazes, pois não abordam as dificuldades e objetivos de nenhum grupo específico.

Compreender o seu público — falar a língua deles — tem  um papel fundamental na hora de criar uma descrição de produto envolvente e relevante.

As descrições dos produtos não devem apenas transmitir o que é o seu produto, mas aproximá-lo da realidade do cliente e conectar com emoções para estimular uma decisão de compra.

Uma pesquisa realizada pela Nielsen, líder em pesquisas de mercado, concluiu que as emoções são peças chaves para o sucesso da publicidade.

Estes mesmos gatilhos emocionais podem ser aplicados nos sites de e-commerce desde o momento que o cliente chega no seu site até a hora em que ele vai para o seu carrinho.

Um atalho para abordar os desejos e emoções mais obscuros de sua persona? Conte uma história. Descreva como seria ter o produto em mãos, no corpo, nos pés, na vida…mostre como ele se encaixa no dia-a-dia do cliente.

A Kaufman Mercantile, sempre usa referências situacionais em suas descrições de produto:

Descrição de produto da loja Kaufmann Mercantile

A descrição do produto acima faz alusão ao “ritual sagrado de preparar uma xícara de café ao acordar”, um “momento de paz antes de um dia corrido”.

O Buffer tem um ótimo texto sobre a ciência da emoção no marketing e quais emoções estimulam o leitor a agir (compartilhar, comprar, recusar).

Também temos alguns materiais bem interessante para você ter ideias de como conectar com as emoções do seu cliente:

Seja criativo mas cuidado com textos muito longos. A visualização no mobile tem se tornado um fator cada vez mais importante para posicionamento nas buscas. Textos criativos e relevantes, mas curtos, são melhores para suas práticas de otimização dispositivos móveis.

5. Conecte atributos e benefícios

É importante listar os atributos e recursos do seu produto. Esse tipo de informação pode ficar abaixo da sua descrição principal ou em uma aba separada, dependendo do layout do seu site.

Você deve destacar o principal benefícios que cada uma delas traz para o cliente. Lembre-se: ele compra soluções.

Os atributos são o que o seu tem ou inclui, como “cartão de memória 128GB” ou “Costura reforçada”.

Os benefícios são o que seu produto faz para melhorar a vida do seu cliente, como “Não se preocupe em ficar sem espaço para suas fotos nas férias” ou “Produto construído de forma durável, para que você possa usá-los por anos”.

Use essa técnica quanto estiver listando os materiais e construção do seu produto, como a Zappos faz:

Descrição de produto da Zappos

A Huckberry também é um ótimo exemplo de como exibir informações técnicas sem intimidar os clientes. Cada produto possui listas de características, materiais e medidas, em tópicos embaixo da descrição principal.

Este layout permite que a loja responda questões comuns sobre o produto, passe informações técnicas ao seu cliente mais sofisticado e mostre para novos clientes que a marca é uma especialista no assunto.

Descrição de produto Huckberry

6. Use palavras sensoriais

Na hora de contar a sua história e descrever os atributos e benefícios, use palavras sensoriais para trabalhar os sentimentos do leitor.

Adjetivos sensoriais são ferramentas poderosas para ajudar seus clientes a imaginar seu produto enquanto estão lendo um texto.

A Nespresso é um excelente exemplo de como usar gatilhos emocionais. Quando ela descreve as cápsulas de café, usa palavras descritivas como “rico”, “sutil” e “encorpado” para o cliente “sentir” o gosto e o cheiro do café.

Para valorizar as máquinas, escolhem palavras como “inovadora”, “beleza” e “única”. São palavras usadas para atribuir valor a suas máquinas de expresso.

Descrição de produto Nespresso

Eu não sei sobre você, mas eu prefiro uma mordida de “Mousse de chocolate aveludada que derrete na boca” do que “mousse de chocolate”.

A linguagem que remete ao toque, ao gosto, ao cheiro e ao som ilumina uma área do cérebro conhecida como córtex somatossensorial.

É por isso que uma frase como “A água gelada correu silenciosamente pelos tornozelos dela” tem mais impacto do que “Ela colocou os pés no riacho”.

Combine seu produto com palavras que evocam as sensações dos atributos do produto. Por exemplo:

Palavras que passam ideia de textura, como “crocante” e “fofo”, podem ser usadas para descrever alimentos e “sedoso” ou “liso” podem ser usadas para roupas e até produtos de beleza.

Descrevendo uma mesa de mogno? Use palavras que evoquem solidez e força, como “robusta”, “pesada”, “resistente”, “confiável”, etc.

Um tênis de corrida? Bons adjetivos podem ser “leve”, “rápido” e “macio”.

Um exemplo de como combinar um pouco do que falamos até agora:

“Esse tênis tem uma sola inovadora feita com uma leve borracha de alta densidade, proporcionando uma pisada macia que conserva sua energia, permitindo treinos mais longos.”

O truque é encontrar o equilíbrio certo e ser bem específico na hora de destacar os pontos fortes de seus produtos.

Lotar a descrição com adjetivos vagos pode deixar seus clientes confusos e seu texto desprovido de qualquer significado real.

Acenda os córtices somatossensoriais de seus clientes. Eita!

gif boom

8. Prova social, uma poderosa arma de persuasão

Você provavelmente já está usando alguma ferramenta de reviews e avaliações em seu e-commerce, mas já pensou em usar essas avaliações para tornar suas descrições de produtos mais atraentes?

Vasculhe seus comentários, positivos e negativos, e use-os para enfrentar diretamente os medos e ilustrar benefícios inesperados na descrição do seu produto.

Se uma review disser: “Eu estava com medo de que este drone não fosse poderoso o suficiente para alcançar o quintal do meu vizinho”, acrescente na sua descrição algo como: “Com medo de que esse drone não seja suficientemente poderoso? Graças a uma bateria de lítio recarregável com alta durabilidade você pode voar por todo o seu bairro — quantas vezes quiser!”

Independentemente do nicho e do público da sua loja, melhorar suas descrições de produtos pode ter um impacto enorme no seu tráfego orgânico e nas suas taxas de conversão.

Você não deve parar por aqui. Coloque em prática as dicas do e-book Conteúdo para E-commerce e explore mais estratégias de conteúdo para para atrair clientes, converter mais vendas e aumentar o faturamento!

Estratégia de conteúdo para lojas virtuais