Dicas para escrever ebooks e conseguir mais leads

8 dicas para escrever ebooks e conseguir mais leads

Os ebooks ou livro digitais são poderosas ferramentas em uma estratégia de marketing e podem trazer diversas leads para o seu negócio. Entenda agora mesmo como escrevê-los!

Se você tem um blog, provavelmente um dos seus principais objetivos é conseguir leads, ou seja, pessoas que visitam sua página e deixam seus dados para contato (como telefone ou email) em troca de algum material ou informação.

Essas pessoas, obviamente, são clientes potenciais e você deve conquistá-los para que, de fato, eles façam uma compra. E esse trabalho pode ser feito utilizando estratégias de nutrição de leads (como o email marketing).

Contudo, para utilizar essa técnica você deve começar pelo princípio: o primeiro a ser feito é pensar em maneira para que os visitantes do seu blog decidam te fornecer as informações deles.

Uma boa opção para isso é oferecer ebooks gratuitos que as pessoas possam baixar após preencher um pequeno formulário.

Para te ajudar, neste post vamos te mostrar 10 dicas para escrever livros digitais e conseguir mais leads. Vamos lá?

Antes de começar…O que é um livro digital?

Um livro digital, também conhecido como ebook, é um material, geralmente educativo, que podemos ler em computadores ou em dispositivos móveis, como tablets e smartphones. O formato deles pode ser em PDF ou Epub.

A grande diferença em relação a um blog post é que o conteúdo é mais extenso e mais completo, já que normalmente, o autor abrange os problemas e soluções de maneira mais aprofundada.

Já em comparação com um livro tradicional, a principal diferença é que o ebook é um material digital, e não impresso. Porém, também podem existir outras diferenças, como o fato de que a leitura de um livro digital normalmente é mais dinâmica e menos linear.

Quais são as vantagens dos livros digitais?

Os livros digitais apresentam inúmeras vantagens, tanto para os autores quanto para os leitores. Vejamos as principais:

Para os autores

Os autores de um livro digital:

  • Não precisam investir dinheiro para a produção do eBook. As despesas com editoriais e impressões não são necessárias, como acontece no caso dos livros tradicionais. Inclusive, na Internet existem templates para diagramar eBooks, que podem ser baixados gratuitamente.
  • Alcançam pessoas do mundo inteiro de maneira fácil! Se alguém cria um eBook na Colômbia, pessoas do México, da Espanha, do Peru ou de qualquer outra parte do planeta podem baixá-lo facilmente.
  • Trazem mais leads. Ao oferecer um eBook para que os leitores baixem gratuitamente, é possível obter os dados de contato dessas pessoas, que certamente já estão interessadas no nicho de atuação do autor e podem converter-se em futuros clientes.

Para os leitores

Os leitores de um livro digital:

  • Podem ler o material em qualquer lugar, sem ter que carregar um livro físico para todos os lugares. Portando apenas em um tablet, celular ou computador é possível armazenar milhares de materiais.
  • Podem adquirir o eBook gratuitamente ou pagando valores mais econômicos, já que o custo de produção de um livro digital é mais barato que o de um livro impresso.
  • Recebem o livro em poucos segundos ou minutos, sem ter que sair de casa. Se fosse um livro tradicional, seria necessário sair para comprá-lo ou esperar que o correio o enviasse.

8 dicas para escrever livros digitais excelentes

Agora vamos direto ao ponto! Veja nossos conselhos para escrever eBooks chamativos, interessantes e que permitem conseguir mais leads para o seu negócio.

1. Pense na sua persona

O primeiro ponto que você deve considerar ao escrever livros digitais é a sua persona.

A persona consiste em um personagem fictício que representa seu público-alvo. Ela deve possuir vários dados, como características pessoais, interesses, desejos, medos e muito mais.

Por exemplo: se você tem um blog sobre artesanato e manualidades, sua persona pode ser Joana, uma mulher de 43 anos, de classe média, que tem dois filhos e vende seus produtos em uma feira para complementar a renda da família.

Ela busca conteúdos que a ajudem a gastar menos para criar seus produtos e otimizar o tempo que ela demora na confecção de cada peça. Ela também quer saber quais são as novidades do mercado para inovar sempre, e deseja conseguir vender seus produtos para mais pessoas.

Dessa forma, quando você começar criar seu eBook, deve pensar no conteúdo que mais agradaria a Joana, o que possibilita que você elabore algo que, de fato, atrairá seu público-alvo e os convencerá a deixar os dados deles no seu blog.

2. Defina o tema do seu eBook

Depois de pensar na sua persona, chega o momento de definir o tema do seu eBook.

Para isso, você pode utilizar o KeyWord Planner. Essa ferramenta traz ideias de palavras-chave relacionadas ao tema que você está pesquisando e mostra quantas buscas mensais cada termo possui nos países e idiomas que você selecionar.

Se pensarmos no mesmo exemplo do ponto anterior, poderíamos colocar no KeyWord Planner o seguinte termo: “conselhos de artesanato”.

A própria ferramenta oferecerá algumas ideias, como “vender artesanato na internet” e “trabalhos manuais originais para vender”. Pensando no tema desse eBook, você poderia mostrar o passo a passo para vender artesanatos online ou mostrar ideias de trabalhos manuais originais para vender sem investir muito dinheiro.

3. Escolha um título chamativo

Depois de eleger seu tema, chega o momento de escolher um título chamativo. Isso é muito importante, porque muitas pessoas decidem baixar o eBook graças a um título que chame a atenção, desperte a curiosidade e prenda o leitor.

Utilizar números, usar perguntas e fazer promessas, por exemplo, são táticas que podem ajudar a chamar a atenção. Pensando nisso, algumas opções seriam: “50 manualidades originais para vender investindo pouco dinheiro” ou “Como vender artesanato pela Internet? O guia completo para iniciantes”.

4. Planeje seu conteúdo

Começar a escrever seu conteúdo sem saber exatamente o que você vai dizer não é uma boa ideia.

Se você não tem um objetivo claro, pode ser que se perca na metade do caminho e não ofereça algo que seja de qualidade. Além disso, você deve se assegurar de cumprir o que prometeu no título.

  • Por isso, antes de começar, planeje todo seu conteúdo:
  • Quais problemas você vai solucionar com seu livro?
  • Quantos capítulos terá e qual será o título de cada um?
  • Quais serão os subtítulos de cada capítulo?
  • Que texto e autores você utilizará como referência?

5. Busque boas imagens

Para que o leitor tenha uma boa experiência ao ler seu livro digital, você pode utilizar a estratégia de incluir imagens ao longo do eBook. Isso permitirá que o aspecto visual dele seja mais atrativo e que a leitura flua de maneira mais natural.

Para fazê-lo, você mesmo pode tirar as fotos: o lado bom dessa estratégia é que assim não é necessário pagar pelos direitos de imagem.

Outra opção é utilizar páginas que tenham imagens gratuitas, como Pixabay. Mas se você tem dinheiro para investir, pode comprar as fotos em sites como o ShutterStock.

6. Cuide do design do eBook

Além das imagens, você também deve pensar no aspecto visual do seu livro digital de forma geral. O tamanho das letras, as cores utilizadas, a organização do conteúdo… tudo isso conta!

Se você não tem muitos conhecimentos sobre o assunto, considere contratar um designer profissional. Mas como já mencionamos aqui, é possível encontrar modelos e templates na Internet, que tornam mais fácil realizar esse trabalho.

7. Revise a gramática e a ortografia

Depois de escrever seu material, é preciso revisá-lo!

Obviamente, você deve verificar se as informações estão corretas e se os dados que você incluiu não estão desatualizados, por exemplo. Mas além do conteúdo, também é preciso se preocupar com a gramática e com a ortografia.

Ninguém gosta de ler um texto cheio de erros, não é mesmo? Além de ser pouco profissional, pode interferir negativamente na leitura ou até mesmo parecer pedante.

Por isso, sempre releia seus textos com atenção. O próprio Word e o Google Docs apontam erros e sugerem mudanças nas redações. Outra dica que pode ajudar muito, é utilizar dicionários como o Aurélio!

8. Priorize a experiência do seu leitor

Um ponto que muitos desconsideram ao escrever livros digitais é a experiência do leitor. Para isso, é necessário levar em conta não apenas o conteúdo, mas principalmente, a facilidade de leitura do eBook.

Em relação a isso, existem vários elementos que devem ser observados:

  • Evite utilizar palavras muito complexas e rebuscadas.
  • Evite frases ou parágrafos muito extensos.
  • Inclua espaços entre os parágrafos para que a leitura não seja cansativa.
  • Assegure-se de que seus textos sejam escaneáveis.
  • Utilize subtítulos dentro dos capítulos.
  • Use imagens distintas ao longo do livro.
  • Inclua listas, curiosidades e outros conteúdos interessantes.
  • Mostre ao seu lead como você pode ajudá-lo.

Como nos blog posts, no eBook você também pode utilizar um Call to Action (chamada para ação), mesmo que de maneira sutil.

Os livros digitais permitem inserir links, e isso oferece a possibilidade de levar o seu leitor a realizar alguma ação, como fazer o download de outro material, ou até mesmo realizar uma compra.

Peça a opinião de outras pessoas

Quando seu conteúdo já estiver pronto, uma boa estratégia é pedir a opinião de outras pessoas a respeito dele.

Você pode solicitar esse favor às pessoas que trabalham com você e também a pessoas que não tenham conhecimento técnico do seu nicho de mercado, o que ajudará a avaliar a experiência delas ao ler seu eBook.

Isso também permitirá saber quais mudanças podem ser feitas para que o seu material seja o mais completo e agradável possível!

Gostou dos nossos conselhos? Agora que você já sabe como conseguir leads, aprenda como segmentar campanhas de email marketing. Até a próxima!

Este artigo foi produzido pela equipe da Hotmart.