Estratégia de marketing de conteúdo na prática

Estratégia de marketing de conteúdo na prática: o passo a passo do que você precisa saber para ter sucesso!

Resultados de uma estratégia de Marketing de Conteúdo dependerão diretamente da sua rotina diária. Confira nosso conteúdo e tenha sucesso!

Você já começou o planejamento da sua estratégia de conteúdo, certo? Bom, agora está na hora de colocar em prática para começar a ver os primeiros resultados.

O Marketing de Conteúdo é uma estratégia de longo prazo e os resultados dependerão diretamente da sua rotina diária, ou seja, das ações que está fazendo para colocar sua estratégia no ar.

Mas quais são as ações você pode fazer e como colocar a estratégia para rodar?

É sobre isso que vamos falar agora.

Confira o passo a passo completo para uma estratégia de conteúdo eficiente!

Tráfego orgânico

É normal que, ao trabalhar com marketing de conteúdo, você queira ver o crescimento do tráfego orgânico.

A primeira coisa que temos que lembrar é que o tráfego orgânico é construído a longo prazo. É normal que nos primeiros meses esse tráfego esteja com um crescimento mais modesto.

Mas quais pontos devem ser trabalhados para esse número crescer? Vamos a eles agora:

Frequência de postagem

A frequência de postagem é essencial para os resultados da sua estratégia e o volume de postagens irá influenciar diretamente em maiores números de tráfego. Isso porque a frequência de postagem significa frequência de indexação das suas páginas no Google.

Indicamos no mínimo uma postagem por semana. Não adianta postar todos os conteúdos daquele mês em um dia e voltar a postar no mês seguinte.

E qual a frequência ideal?

Não existe uma resposta exata aqui. Você deve avaliar quantos conteúdos consegue produzir e gerenciar com qualidade.

Lembre-se: o conteúdo deve ser voltado para a persona e a qualidade do conteúdo significa dúvida da persona esclarecida.. Você pode medir a eficácia do conteúdo através de métricas.

Promoção do seu conteúdo

A promoção de conteúdo é muito importante. Para um blog novo, ela torna-se essencial.

Afinal, não adianta ter um conteúdo relevante se você não mostra ele para ninguém. Por isso quem promove conteúdo tem em média 40% a mais de tráfego do que quem não promove.

A promoção do conteúdo não é apenas nas redes sociais, mas também por email e até mesmo através de parceiros.

No caso específico das redes sociais, o Google tem considerado cada vez mais essas interações para dar relevância à página. Você não vai perder essa oportunidade, vai?

Tamanho do seu conteúdo

Qual é o tamanho dos conteúdos do seu blog?

Sabemos que a média do tamanho de conteúdos nas primeiras páginas do Google é de 2.000 palavras.

Mas isso não significa que esse é o tamanho ideal para todos os conteúdos.

É importante ver a concorrência da palavra-chave que está sendo trabalhada naquele conteúdo, mas o foco principal deve ser a persona: o tamanho ideal é aquele que responde a dúvida da sua persona.

São esses conteúdos que terão melhores resultados nos buscadores.

Trabalhar com o 80/20

Um grande erro em estratégia de marketing de conteúdo é focar em textos que falem apenas da solução do problema ou dos produtos/serviços da sua empresa.

Ao contrário do que muitos pensam, o foco deve ser em conteúdos de topo de funil, ou seja, quando a sua persona ainda nem sabe que tem o problema que sua empresa poderá resolver.

Chamamos esse tipo de conteúdo de atração, exatamente porque ele será responsável por atrair novos visitantes ao seu blog.

A proporção 80/20 é para isso: 80% de conteúdos de topo de funil e 20% em conteúdo de meio e fundo de funil.

SEO On Page do seu blog

SEO On Page são um conjunto de otimizações que você pode fazer dentro da sua página para as ferramentas de busca.

Ou seja, as otimizações que você faz dentro do seu próprio blog contribuirão para os resultados.

Os principais pontos a se ter em mente na hora de publicar são:

  • URL otimizada para a palavra chave e amigável
  • Title e SEO Title
  • Meta descrição
  • Heading Tags (H1, H2, H3)
  • Alt Text nas imagens
  • Utilização da palavra-chave (e variações) ao longo do texto
  • Linkagem interna e externa
  • Velocidade de carregamento da página

Confira aqui um checklist completo para seu blog para otimizar suas publicações e conseguir melhores resultados aos olhos do Google.

Guia do SEO 2.0

Você está indexando normalmente?

Se você tem uma boa frequência de postagem e está promovendo seu conteúdo, mas o tráfego orgânico está zerado, é hora de avaliar suas indexações nos buscadores.

Pesquisando no Google “site:seudomínio.com.br” (isso mesmo, sem espaço), você consegue ver todas as páginas do seu site ou blog que foram indexadas. Veja só:

Estratégia de Conteúdo na prática

A indexação não é imediata, ou seja, não acontece no momento que você publica seu conteúdo.

Alguns pontos que podem acelerar o tempo de indexação são:

  • Use o sitemap. Ele irá criar um mapa do seu site, mostrando ao bot do Google o caminho certo a ser seguido ali.
  • Ao usar o Sitemap todas as páginas do seu blog serão indexadas. Assim, é importante usar o robots.txt, que mostra ao buscadores quais páginas não devem ser indexadas, como páginas de administrador.
  • Use o Search Console: ele irá ajudar não só na indexação, mas também na manutenção da página. Com essa ferramenta do Google é possível saber se algo deu errado no rastreamento em suas páginas.

Vamos relembrar então o que já desenvolvemos até agora?

  • Não basta ter um blog e conteúdo para publicar.
  • Para ter sucesso, sua estratégia de conteúdo precisa de consistência, dedicação e paciência.
  • O conteúdo é sempre voltado para a persona (no final das contas, as otimizações on page também afetam a experiência do usuário).
  • Fale do que interessa à sua persona — e, na maioria das vezes, isso não tem nada a ver com sua empresa ou com o que você oferece.

Mais canais de divulgação do seu conteúdo estratégico

Agora, se você já tem uma estratégia mais madura e quer aumentar a sua taxa de crescimento no tráfego orgânico, aqui vão algumas estratégias:

Busque links externos

A estratégia de Link Building continua sendo cada vez mais importante para dar relevância ao seu site e blog.

Para isso, é necessário buscar links externos que fazem referência para sua página, chamados de backlinks. Quanto mais domínios relevantes e diferentes linkarem para as suas páginas, melhor!

Algumas formas de conseguir esses backlinks:

  • Guest Posts
  • Parcerias
  • Buscar links que seus concorrentes possuem
  • Tradução de conteúdos
  • Infográficos

Atualize seu conteúdo

Atualização do conteúdo é otimizar um conteúdo que pode performar melhor. Para isso, é importante entender o que precisa ser melhorado e atuar de acordo com esse ponto.

Mas, antes de pensar em atualizar, dê algum tempo para seu conteúdo ser avaliado pelo buscador. O recomendado é esperar cerca de 6 meses antes de atualizar.

Uma das principais formas de atualizar um conteúdo é aumentar o seu tamanho para abordar mais tópicos relevantes.

Nessa extensão de conteúdo você mantém a URL, afinal, a ideia é aumentar a performance dessa página que já existe e já está indexada, tornando-a melhor.

Lembre-se de nunca alterar sua URL! Isso compromete todos os resultados que já acumulou, já que o Google entende uma nova URL como uma nova página e desconsidera todos os resultados já obtidos antes.

Se quiser fazer qualquer alteração na sua URL, é necessário realizar um redirect 301.

Trabalhe com conteúdos épicos

Em conteúdos mais longos conseguimos trabalhar melhor a palavra-chave dentro do texto e responder mais perguntas da nossa persona. Esse é um dos motivos de conteúdos mais longos performarem melhor.

No caso de palavras chaves mais concorridas, os conteúdos longos são ainda mais importantes.

Com eles você conseguirá trabalhar melhor também os links internos, tanto os que saem da página quando os chegando até ela. Busque links externos preferencialmente para essas páginas.

Corrija erros de SEO

Já falamos da otimizações que podem ser feitas no momento das publicações. E a manutenção disso?

Uma forma é buscar possíveis erros de SEO em seu blog para corrigi-los, como:

  • Links quebrados
  • URLs ruins
  • Imagens sem descrição
  • Má estrutura de html

Tráfego de email

Existem métricas de email que você deve acompanhar, como a taxa de abertura e CTR.

Mas o que fazer em sua estratégia para melhorar os seus números? E como levar mais tráfego para o seu blog através da sua estratégia de email? Vamos lá:

Caixa de captura de email

Como você está capturando emails? Uma das formas é ter caixa de captura de email para Newsletter dentro do seu blog. Ela pode estar na sidebar, header, pop-up, ao final do conteúdo, dentre outros.

Aqui no blog, por exemplo, usamos uma caixa de captura na header da página inicial e no fim de todos os conteúdos.

É importante que seja um CTA atrativo, para ajudar o usuário a se inscrever para receber suas novidades. Há plugins que podem te ajudar nisso. Os que o nosso time de Sucesso do Cliente mais recomendam são: Rockconvert, Sumo, Hello bar, e wp-smush que irá te ajudar a compactar as imagens.

ebook email marketing

Newsletter

Quando você tem um novo assinante de Newsletter, ele recebe um email automático confirmando a inscrição, certo?

Nesse email é possível colocar também algum link de conteúdo ou até mesmo uma landing page.

Veja se a periodicidade da sua Newsletter está boa para o seu mercado, acompanhando os resultados desses disparos. Se você ainda não começou, comece testando disparos quinzenais ou mensais.

Podem ser inseridos na newsletter conteúdos publicados naquele mês, os mais acessados, link para oferta de material rico e novidades da sua solução.

Acompanhe quais CTAs estão sendo clicados em cada disparo. Isso poderá ajudá-lo a otimizar os próximos envios, aumentar a sua taxa de cliques e consequentemente o seu tráfego.

Fluxos de nutrição

Enquanto os assinantes irão receber a Newsletter e novidades do seu blog, os leads gerados devem receber uma sequência de emails para levá-lo para a próxima etapa do funil. É o que chamamos de fluxo de nutrição.

Ele é responsável pela educação do seu lead e o levará de volta ao seu blog. Ao escolher o CTA de cada email, é importante pensar para onde esse lead está sendo direcionado naquele link, ou seja, onde você quer levá-lo.

Como está a sua segmentação?

Em uma estratégia de email, a segmentação é essencial para bons resultados.

Com a segmentação você terá a possibilidade de enviar o email correto para a pessoa certa, alcançando maiores números.

Assim, ela permitirá envios de acordo com interesse, estágio do funil e comportamento do seu contato, o que afeta diretamente nas taxas de abertura e clique.

Assuntos e CTA

Dentre as principais métricas para acompanhar os resultados de uma estratégia de email estão a taxa de abertura e a taxa de clique (CTR).

Mas quais são os principais responsáveis por isso?

No caso da taxa de abertura é o assunto escolhido para aquele disparo.

Ao avaliar quais assuntos possuem maior taxa de abertura é possível ver se há alguma palavra mágica para o seu negócio, como “vender mais” e “sucesso”. Temas também podem contribuir nessa taxa de abertura, como assuntos mais agressivos ou relevantes no momento.

O CTA dentro do email é que será o principal responsável pela taxa de clique.

Antes de tudo, é importante que o email atenda a expectativa do assunto. O primeiro parágrafo deve ser bem atrativo para chamar a atenção do leitor e todo email deve ter pelo menos 1 CTA para onde você quer direcionar aquele usuário. Esse CTA pode ser em formato de link, imagem ou botão.

Através de testes e acompanhamento de resultados, percebemos que aqui na Rock Content temos mais resultados com links, então é o que mais utilizamos em nossos disparos.

E para você, qual dá mais resultado? Testes de emails curtos, longos ou agressivos são sempre bem vindos.

Para descobrir isso você pode fazer testes A/B, o que ajudará a ter disparos mais acertados.

Tráfego de Social

A forma mais conhecida de promover o conteúdo é através das redes sociais.

Você já sabe a importância em investir nesses canais e como isso irá aumentar a visibilidade da sua marca e atrair mais clientes.

Acompanhando os números de tráfego que o social está levando para o seu blog, você pode ver o que dá certo para replicar ou melhorar.

Exemplo: se você teve pico de acessos em uma dia por causa do Facebook, verifique qual foi a publicação e se há padrões nesses picos, como campanhas, assuntos ou imagens.

Claro que esse número irá depender do tamanho da sua base nas redes sociais e se há campanhas pagas. Lembrando que os algoritmos das redes sociais irão diminuir a visibilidade das suas postagens orgânicas.

Kit Marketing nas Redes Sociais

Links para as suas redes sociais no blog e botões de compartilhamento

Tenha links para as suas redes sociais no blog. Se o usuário chegou até sua página, por que não ter os links das suas redes sociais para ele curtir e continuar interagindo com você?

Assim, é importante que esses links estejam visíveis para o usuário. No rodapé, por exemplo, poucas pessoas irão interagir como na sidebar ou na header.

A mesma coisa vale para as páginas de conteúdo.

Botões de compartilhamento para as redes sociais incentivam que os usuários compartilhem o seu conteúdo. Esses botões podem estar no início, ao final do conteúdo ou barra lateral da página, como você vê no nosso blog.

Chamadas

As chamadas dos seus posts nas redes sociais convidarão os usuários a interagir com você.

A chamada deve estar de acordo com o seu objetivo, que pode ser um clique ou qualquer outra interação naquela publicação.

Como no assunto dos emails, é importante descobrir o que chama mais atenção do seu público.

Perguntas normalmente ajudam na interação e o tamanho das chamadas dependerá de cada rede social.

Regra 4x4x4

No marketing de conteúdo trabalhamos com conteúdos perenes. Então, por que compartilhar os conteúdos apenas 1 vez nas redes sociais?

Uma estratégia muito usada é a 4x4x4, que é compartilhar cada novo conteúdo pelo menos 4 vezes nas redes sociais, em dias, horários e com chamadas diferentes. É necessário uma diferença de tempo de pelo menos 1 semana entre posts iguais.

Ela permite aumentar a visibilidade e o tráfego daquele conteúdo, além de permitir entender qual o desempenho daquele conteúdo em diferentes horários.

Mas lembre-se: isso nem sempre funciona para todas as marcas. Aqui na Rock, por exemplo, nós mudamos nossa estratégia de divulgação em redes sociais e fazemos uma curadoria de conteúdo, com calendário editorial de cada rede pensado de forma individual.

Taxa de engajamento

Desde o início da estratégia já é importante pensar em pontos de conversão no seu blog.

Você está trabalhando para atrair usuários, mas se eles chegam no seu blog não encontram CTAs, eles simplesmente sairão da sua página.

A taxa de rejeição em uma página de conteúdo realmente é mais alta, em média de 60 a 80%.

Esse número pode parecer alto, mas isso acontece porque é normal que o usuário leia aquele conteúdo, tire suas dúvidas e saia. Mas você deve trabalhar para aumentar as páginas visitadas na mesma sessão, aumentando a possibilidade de conversões.

Lembre-se: uma conversão vai de acordo com seus objetivos. Ela pode ser captar email, geração de lead, curtir suas redes sociais, trials, enfim, o que fizer sentido para a sua estratégia.

CTAs dentro do blog

Para converter dentro do seu blog pense qual é o caminho ideal de um usuário em sua página. Normalmente é:

Usuário -> Assinante -> Lead – > Oportunidade -> Cliente

A partir deste caminho você consegue pensar nos CTAs dentro de cada página. Pensando na prática: se é um conteúdo de topo de funil, você pode inserir CTA para um conteúdo de meio de funil, landing page ou assinatura para a newsletter.

Esses CTAs podem ser em formato de link ou banners, que podem ser inseridos em vários pontos do seu blog:

  • Header
  • SideBar
  • Pop up
  • Páginas de conteúdo: no meio ou ao final do conteúdo

Na header é indicado que sempre tenha um link para Fale Conosco. Assim, independentemente da página que o usuário se encontra, ele pode ter contato direto com a sua empresa.

Acompanhe o caminho do usuário dentro do blog e onde ele interage mais para trabalhar ali os pontos de conversão mais importantes.

Pop up

O pop up é um tipo de CTA, mas pelo seu bom resultado merece um destaque.

Muitas pessoas podem não gostar dessa ferramenta, mas quando vemos os números de conversão percebemos o ótimo retorno.

Ele pode aparecer quando a pessoa entra em sua página, no momento de saída ou ao chegar em determinado ponto na barra de rolagem. Além disso, não precisa aparecer para todos os usuários uma vez que você pode fazer essa seleção.

Não se esqueça que o CTA de saída aqui pode influenciar. Mas o que é isso?

Ao abrir o pop up, haverá uma oferta, certo?! O usuário pode converter ou sair do pop up.

Nesse momento aproveite a criatividade para a frase que o usuário irá clicar para sair do pop up.

Veja o caso da nossa Hello Bar:

Estratégia de Conteúdo na prática

Se ainda não usa, vale testar para captura de email ou geração de leads. Você pode começar com a Hello Bar, que é uma ferramenta que traz resultados ótimos e é simples de usar. Confira um tutorial aqui!

Dica extra: veja a partir de qual tipo de dispositivo os usuários acessam seu blog. As experiências de mobile e desktop são diferentes, então pense em pontos de conversão de acordo com isso. No caso do mobile, por exemplo, não há sidebar, assim os CTA’s e pontos de conversão devem ser pensados de forma diferente para cada um.

Geração de leads

Seu tráfego está crescendo e é hora de converter esse tráfego em leads.

A taxa de conversão irá depender de cada mercado, mas uma média de 3% a 10% de conversão é saudável. Para ter bons números na geração de leads pense em diferentes aspectos da sua estratégia:

kit de geração de leads

Divulgação da Landing Page

Não adianta você ter ótimos materiais ricos para geração de leads se não divulgar suas landing pages.

Aqui essa promoção é ainda mais importante que a de conteúdos, já que a indexação de uma landing page não é como a de um artigo.

O CTA para a Landing Page tem que saltar aos olhos do usuário.

Para isso, utilize sua página inicial, pop ups, CTA’s nas páginas de conteúdo. Imagens normalmente geram mais cliques que links dentro do blog.

Veja quais são suas páginas de conteúdo mais acessadas e trabalhe nos CTA’s dentro delas. Outra sugestão é aproveitar os temas que estão performando melhor e trabalhar materiais ricos relacionados para converter esses usuários.

Faça um e-mail para sua base contando sobre o novo material lançado e insira um CTA na newsletter.

As redes sociais são ótimas para essa promoção e investir em campanhas pagas, como o Facebook Ads, é uma boa opção. Parceiros podem também te ajudar nessa divulgação.

Resumindo, as principais formas para promover sua Landing Page:

  • Dentro do seu blog
  • Redes Sociais
  • Email
  • Parceiros
  • Assessoria de Imprensa

Conversão dentro da Landing Page

Acompanhe as taxas de conversão dentro das suas landing pages. Só assim é possível ver o resultado de cada uma e aprender o que dará mais retorno ou não nas próximas.

E o que seria uma boa taxa de conversão?

Uma Landing Page com alta taxa de conversão fica em torno de 50%. Abaixo disso há pontos que são possíveis melhorar, como:

  • Tamanho do formulário
  • Conteúdo da Landing Page
  • Cor do botão de conversão
  • Texto do botão de conversão
  • Imagem ou vídeo

Geração de Oportunidades

Com os leads gerados, chegou a hora de educá-los para chegar na sua solução.

A forma mais escalável e barata de se fazer isso será através do email. O fluxo de nutrição irá levar o lead para a próxima etapa do funil, por isso é necessário criar landing pages e ter ofertas para cada etapa.

Como estão seus fluxos de nutrição?

Acompanhe os resultados do seus fluxos de nutrição. Como está a taxa de abertura dos seus emails e a qualidade dos leads gerados?

É normal que o primeiro email do fluxo tenha uma maior taxa de abertura, afinal o lead está aguardando aquele email com o link para o material baixado.

Mas e depois dele?

O volume de emails enviados e espaço entre eles deve estar de acordo com a sua solução.

Qual é o tempo de uma venda do seu produto ou serviço? É essa resposta que irá balizar a duração do seu fluxo de nutrição. Vendas mais complexas demorarão mais tempo, enquanto as rápidas precisam de fluxos mais curtos.

Uma dica é alinhar a expectativa desde o início. No primeiro email do fluxo de nutrição já deixe as expectativas alinhadas, informando ao lead que ele receberá emails com dicas de determinada solução ou problema;

Criar fluxos de nutrição de acordo com informações dos leads também é uma boa estratégia. Assim há segmentação dos leads e uma comunicação mais alinhada.

Exemplo: é possível perguntar o segmento de atuação daquele lead para que ele receba informações de acordo com seu interesse profissional.

Uma forma de acelerar esse processo é trabalhar com Thank You Page.

A Thank You Page nada mais é que uma página de agradecimento logo após a conversão na Landing Page. Além do lead ter o botão para de fato acessar o material rico, é possível ter uma nova oferta, com a próxima etapa do funil.

Ao final do fluxo de nutrição o lead deve receber uma landing page de fundo de funil. Pode ser um case de sucesso, trial, fale com o consultor…Tudo depende da sua estratégia.

SLA de Vendas e marketing

A equipe de Vendas e Marketing devem trabalhar juntas para uma estratégia de Inbound de sucesso. Por isso há o Vendarketing, que é exatamente o alinhamento das duas áreas.

O SLA entre os times é um acordo formal para o trabalho. Nesse documento os times podem definir:

  • O que é um lead qualificado para a empresa
  • O que é uma boa oportunidade
  • Volume de leads que o Marketing deve enviar para Vendas
  • Tempo para o time de Vendas entrar em contato com uma lead qualificada ou oportunidade

Há diversas vantagens nesse trabalho conjunto e a principal é o melhoria nos resultados da empresa.

Vendas

Com o SLA entre Vendas e Marketing prontos é hora de entrar em contato com as suas leads.

Normalmente, no Marketing de Conteúdo, as empresas trabalham com Inside Sales, que nada mais é que vender de forma remota ou de dentro da sua empresa.

Não se esqueça que essas pessoas já deram autorização para entrar em contato com elas. Algumas dicas para melhorar esse contato:

  • Não é sobre você, é sobre a dor do cliente.
  • Entonação e naturalidade de voz (não soe como um telemarketing)
  • Faça perguntas e saiba ouvir
  • Já pense nas possíveis objeções: tenha um playbook para ajudar sua equipe de vendas
  • Não tentar vender no primeiro momento: entender se a sua solução faz sentido para o lead e usar o que você ouviu para apresentar o seu produto

Confira também o processo de Inside Sales da Rock.

Ebook Marketing de Conteúdo para Vendas Complexas

Segmentação das Oportunidades

Uma forma de melhorar a taxa de conversão de Oportunidades em Vendas é segmentar as suas oportunidades.

Afinal, o contato com uma lead que pede para falar com um Consultor da sua empresa é diferente de um lead que foi qualificado por uma ferramenta de automação de marketing.

Analisar as conversões a partir dessa segmentação permitirá que você entenda melhor como está o seu contato de vendas de acordo com a qualificação dos leads.

Separar o time de acordo com o perfil do lead também é uma ótima opção.

Mensure suas conversões!

Considerando todas as etapas, pegue esses dados e mensure suas conversões. É possível fazer um funil de conversões a partir do número de usuários que acessam o blog, o número de leads gerados ou oportunidades e vendas em um determinado período.

Com esses números, calcule suas taxas de conversão. Dessa forma, é possível verificar possíveis gargalos e como trabalhá-los, ou até mesmo como impulsionar as suas taxas de conversão:

  • Baixa conversão de tráfego em lead: trabalhar a divulgação da landing page e os pontos de conversão na página
  • Boa conversão do tráfego em lead, mas precisa aumentar o volume de leads: trabalhar para aumentar o tráfego e promoção da Landing Page em outros canais
  • Baixa conversão de leads em oportunidades: garantir que todos os leads estejam recebendo um fluxo de nutrição, que todos os fluxos chegam até uma landing page de fundo de funil. Otimizar os fluxos.
  • Boa conversão em oportunidades, mas é necessário crescer: trabalhar para crescer os a geração de leads
  • Baixa conversão de oportunidades em vendas: segmentar as oportunidades e forma de contato com elas pelo time de vendas. Avaliação do lead scoring utilizado.
  • Boa conversão de oportunidades em vendas, mas precisa crescer: aumentar o número de oportunidades.

Seguindo esses passos você não terá apenas uma estratégia de marketing de conteúdo, mas sim uma estratégia eficiente que te trará resultados!

Por isso aquele trabalho do início é tão importante. Todos os passos que coloquei aqui são para evolução da sua estratégia. Com sua estratégia ficando cada vez mais madura haverá mais ações, mas também mais resultados. E você pode buscar parceiros para te ajudar nisso e poder focar no que será mais importante para o seu negócio.

E não deixe de acompanhar o que está dando certo para replicar.

Você faz algo de diferente ou ficou com alguma dúvida? Compartilhe com a gente!

Receba uma avaliação da sua estratégia

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo