Landing Page

O que são Landing pages: um guia para gerar páginas que convertem

Landing Page, ou página de conversão, é uma página que traz uma oferta para os visitantes e tem uma única missão: convencê-los a aceitá-la. Geralmente é composta por pelo menos: Uma oferta, um formulário e um CTA.

Se você já tem uma estratégia de Marketing Digital, deve saber que a geração de leads é uma parte fundamental para o seu sucesso.

Afinal, ela contribui de maneira direta para aumentar as chances de seus visitantes se tornarem clientes, ou seja: lucro!

E a melhor forma de gerar bons leads é através de Landing Pages, páginas 100% focadas na conversão do seu usuário.

Mas você sabe como criar Landing Pages que realmente convertem e geram resultados?

Vamos abordar todos os principais pontos sobre como criar, otimizar e avaliar os resultados das suas páginas de conversão, para que você tenha sucesso com essa incrível ferramenta de Marketing!

Neste post você aprenderá:

O que é uma Landing Page

Landing Page, ou página de conversão, é uma página que traz uma oferta para os visitantes, e tem uma única missão: convencê-los a aceitá-la.

Geralmente é composta por pelo menos:

  • Uma oferta;
  • Um formulário;
  • Um CTA;

Essa oferta pode ser um produto ou serviço mas, geralmente, dentro de uma estratégia de Marketing Digital, é oferecido algum material gratuito, como um ebook, ferramenta, infográfico ou algum outro conteúdo que gera valor para o visitante.

Em troca, geralmente ele fornece, através do formulário, algumas informações de contato, como nome e email, que podem ser utilizadas pela empresa para que ele seja nutrido e caminhe em direção ao fundo do funil, ou seja, o momento de compra!

Por fim, ele conclui a ação clicando no CTA, que deve ajudá-lo a entender qual o resultado da sua açãoreceba o ebook, baixe o template, acesse a ferramenta etc.

Para garantir o foco do usuário na ação que precisa ser concluída, a página dispensa menus, links e outros elementos que possam distraí-lo.

Como dissemos, o foco é a conversão. Por isso, qualquer informação que não traga os benefícios da oferta de forma objetiva, clara e simples não deve existir.

Veja um exemplo:

Exemplo de Landing Page da Rock Content para o KIt de Calendário de Marketing

Viu? Nada na página tira a atenção do visitante para a ação principal: entender a oferta, conhecer seus benefícios, preencher o formulário e, é claro, se tornar um lead!

Por que landing pages são importantes para a sua estratégia digital

O principal objetivo de uma Landing Page é a geração de leads.

Afinal, leads são os contatos que demonstram interesse a respeito de alguma coisa relacionada aos seus produtos ou área de atuação, e por isso representam uma oportunidade de venda, se bem trabalhados.

Porém, elas podem ter outras funções para tornar a sua estratégia de Marketing Digital ainda mais eficaz. Por exemplo:

  • Segmentar os seus contatos de acordo com a área de interesse, dependendo da oferta;
  • Segmentar suas ofertas e aumentar a chance de que as pessoas façam concluam a ação — comprar um produto, fazer um download etc.
  • Conhecer mais a respeito do seu público;
  • Reduzir o custo de retenção de clientes — afinal essa é uma opção barata de gerar oportunidades;

Porém, você só alcançará todos esses benefícios se criar Landing Pages que realmente convertem, alcançando o máximo do potencial de suas ofertas.

Características de uma Landing Page matadora

Não basta subir um conteúdo em uma página e colocar um formulário.

Boas Landing Pages são otimizadas para que gerem uma boa experiência para o usuário e o convençam a concluir a ação proposta pela página.

Por isso, na hora de criar uma página de conversão, você precisa pensar em alguns pontos:

Mostrar, de maneira clara, o valor da oferta

Não é qualquer material que fará o seu visitante fornecer as informações pessoais dele.

Por isso, ele precisa entender exatamente quais são os benefícios do material ou produto ofertado, para que se convença de que essa é uma boa ideia.

Dessa forma, você precisa pensar pelo menos em um bom título e em como descrever de forma objetiva o que está sendo oferecido.

Para isso, você pode fazer uso de elementos de saliência, ou seja, dar destaque às informações mais importantes. Uma cor chamativa, negrito, bullet points. Tudo isso pode ajudar.

Lembre-se apenas de manter a identidade da sua empresa e não exagerar nas informações.

Elas precisam ser claras o suficiente para convencer o visitante sem atrapalhar sua experiência.

Remover as distrações

Tudo o que não tiver o foco na conclusão da ação deve ser eliminado da página.

Por isso, o recomendado é que uma landing page não tenha menus de navegação ou links de ajuda no rodapé, como as outras páginas de um site.

Quanto mais opções o visitante tem, menores as chances de que ele conclua a ação.

Não sobrecarregue a página com elementos que distraiam, mesmo que imagens ou animações.

Elimine elementos que não ajudem a entender o valor que o conteúdo/produto/serviço terá para o potencial cliente.

Pensar no SEO

O SEO, ou otimização para motores de busca, é essencial para que a sua página seja facilmente encontrada através de sites como o Google.

E, assim como os seus conteúdos, as suas Landing Pages podem conquistar bons resultados de rankeamento, se otimizadas.

Para isso, você deve pensar em algumas estratégias que também se aplicam a blog posts e outras páginas, como:

  • Palavras-chave;
  • H1, H2 e assim por diante;
  • Um bom conteúdo;
  • Alt Text para imagens (caso existam);
  • Um link que faz sentido.

Pense o seguinte: se alcançar bons resultados e responder às dúvidas da sua persona já é uma excelente estratégia, imagine converter os seus visitantes e gerar ainda mais valor através dos materiais ricos?

Além disso, isso pode ser uma alternativa também para conquistar novas palavras-chave e “dobradinhas” de posicionamento, aumentando a relevância do seu domínio.

Principais ferramentas para geração de Landing Pages

Agora, se você quer começar a desenvolver Landing Page, gerar leads e produzir novas ofertas para seus potenciais clientes, precisará de uma ferramenta para criá-las e implementá-las em seu blog ou site.

Aqui na Rock Content nós temos duas ferramentas de automação que também nos ajudam a desenvolver e implementar nossas Landing Pages.

Hubspot

A plataforma da Hubspot é uma ferramenta completa para integrar os times de Marketing e Vendas.

Além das funcionalidades de automação de marketing, ela ainda auxilia sua estratégia de SEO, faz análise de tráfego, mensura dados e gera relatórios completos a respeito de suas ações.

Se tratando de Landing Pages, além da criação, a ferramenta permite a realização de testes A/B, otimização das páginas, gerenciamento dos leads e mqls, que podem ser diretamente roteados entre os vendedores da sua equipe comercial, para serem contactados assim que o cadastro é feito.

A plataforma também mantém um histórico de todos os leads gerados, suas interações em todas as Landing Pages e, diretamente por ela, você pode desenvolver fluxos de nutrição para ajudar os leads a caminharem pelo funil de vendas e aumentar as chances de conversão.

RD Station

A Resultados Digitais desenvolveu uma plataforma nacional de automação de marketing, a RD Station.

Além de mais barata em relação a gringa, a ferramenta também é extremamente completa e conta com funcionalidades parecidas, como fluxos de nutrição, análise e mapeamento de leads.

Ela só não tem o seu próprio sistema de integração com vendas.

Porém, além de criar Landing Pages, é possível estabelecer um sistema de pontuação para os novos leads, ajudando a classificá-los de acordo com o número de interações e maturidade dentro da estratégia, fora as ferramentas mais tradicionais, como testes A/B.

Agora, se você está procurando uma ferramenta exclusivamente para desenvolver suas Landing Pages, você pode acessar nosso post sobre o assunto e conhecer várias outras plataformas para os mais diversos perfis e necessidades.

5 dicas para criar uma Landing Page que realmente converte

Você já percebeu o quanto uma estratégia que conta com Landing Pages pode melhorar seus resultados, tanto na geração de leads quanto para agregar valor para sua persona, conhecer mais sobre o seu público e ainda aumentar o tráfego dos seus canais.

Por isso, agora é hora de aprender, na prática, como gerar Landing Pages que realmente convertem os seus visitantes e te ajudam a bombar a sua estratégia!

O Peçanha, nosso guru do Marketing Digital, deu ótimas dicas nesse vídeo.

Quer saber mais?

Então veja essas 5 dicas infalíveis que vão te ajudar:

1. Solicite apenas informações realmente relevantes

Não há dúvidas de que o formulário é o item central da Landing Page para uma empresa. É através dele que você poderá coletar as informações de que precisa sobre seu visitante.

Portanto, se você pedir informações irrelevantes, ele perde todo o propósito e utilidade.

Mas como saber quais são as informações mais importantes? Bem, isso é mais simples do que parece.

Basta pedir as informações que são indispensáveis para que o seu time de vendas consiga classificar aquele lead e entrar em contato, caso ele seja uma boa oportunidade.

Nós, na Rock Content, por exemplo, pedimos apenas as informações básicas de contato — como nome, email e telefone — e informações sobre o tamanho da empresa.

Quanto maior for o seu formulário, menos chances ele tem de ser preenchido pelo visitante. É como se cada novo campo fosse mais um empecilho para o seu novo lead.

Por isso, foque no que realmente importa para sua empresa e não exagere.

2. Dê atenção especial ao CTA

O CTA, ou Call-to-action, é um dos elementos mais importantes da página. Digamos que ele é o gancho final, a chamada à ação que vai capturar de vez o interesse do visitante.

Essa chamada precisa ser clara e entusiástica, algo que motive a pessoa. Por isso, frisamos que você deve tomar tempo para escolher.

3. Esteja atento aos dispositivos móveis

Hoje em dia, a coisa mais comum é realizarmos nossas atividades online em smartphones e tablets, principalmente se somos redirecionados por um email.

Justamente por isso é crucial prestar atenção aos dispositivos móveis na hora de criar uma página de conversão.

Com isso você garante que todas as pessoas que chegam até sua página independente de por onde, consigam concluir a ação.

Por isso, assim como para o seu blog e site, não dispense o design responsivo.

4. Use bem as páginas de agradecimento

Depois que a pessoa conclui a ação proposta na Landing Page, para que ela entenda que conseguiu o que queria, ela geralmente é direcionada para uma página de agradecimento, a chamada “Thank you page”.

Por meio dessa página você tem a oportunidade de reforçar brevemente o que a pessoa ganhou com a oferta.

Além disso, você fica com o caminho aberto para fazer uma nova oferta, que ajuda a avançar ainda mais o lead pelo funil.

Se a pessoa baixou um ebook, que tal oferecer outro material complementar? Ou quem sabe disponibilizar um formulário para que ela fale com um consultor?

5. Faça testes A/B

É fundamental que você entenda que, embora existam boas práticas, cada persona interage de uma maneira diferente e você só saberá o que realmente funciona para você através de testes A/B.

Por isso, desde o título até as imagens, passando pelo CTA, as cores, o texto e o local do formulário, tudo na sua Landing Page pode e precisa ser testado.

Só assim você conseguirá otimizar suas páginas e extrair os melhores resultados.

Lembre-se, é claro, de testar um elemento por vez e usar uma boa amostragem de contatos com cada versão, para garantir que os testes tenham significância estatística.

Viu como pode ser simples?

Se você já cria Landing Pages, otimize suas páginas e acompanhe constantemente os resultados para entender exatamente o que funciona e o que não funciona para você.

Porém, mesmo com tantas dicas, existem alguns erros que são comuns e podem comprometer suas ações e resultados caso você não dê atenção especial.

Para conhecê-los e, principalmente, saber como evitá-los, leia o nosso conteúdo com os 7 erros que você não deve cometer em uma Landing Page.

E quando você traz tantas conversões a partir de landing pages, é preciso gerenciar bem as leads para transformá-las em clientes. Entenda como com o ebook Gestão de Leads.

Gestão de leads ebook