landing page

O que são Landing pages: um guia para gerar páginas que convertem

Landing Page, ou página de conversão, é uma página que traz uma oferta para os visitantes e tem uma única missão: convencê-los a aceitá-la. Geralmente é composta por pelo menos: Uma oferta, um formulário e um CTA.

O principal ponto de uma estratégia de Inbound Marketing é conseguir atrair as pessoas certas. E mais que isso, deve ser capaz de fazer com que elas queiram consumir ainda mais conteúdos, e assim, caminhem pelo seu funil e se tornem clientes.

Para que essa trajetória de fato aconteça, é preciso converter essas pessoas, e não existe uma estratégia melhor de conversão que o uso de Landing Pages.

Por isso, nós vamos te ensinar tudo o que você precisa saber, não só para entender mais sobre Landing Pages, mas também para criar uma estratégia que realmente impacte a conversão do seu funil e, consequentemente, os seus resultados.

O que são Landing Pages

Landing Pages, também conhecidas como página de destino, têm como foco principal a conversão dos visitantes.

Imagine o seguinte cenário: você está atraindo milhões de visitas todos os meses para o seu blog e seu site, porém, não consegue levá-las para o próximo passo, que é continuar caminhando pelo funil de vendas em direção à compra.

Na teoria, todas essas visitas são ótimas, mas na prática elas não estão realmente impactando o seu negócio.

Para isso, são criadas páginas específicas, que deixam de lado elementos que possam distrair a atenção do usuário, como menu, excesso de texto ou outras informações que são dispensáveis dentro do objetivo que é: fazer com que o usuário realize uma ação.

Veja um exemplo:

No geral, dentro de uma estratégia de Marketing, essa ação é preencher um formulário em troca de algum conteúdo de mais valor — o que nós chamamos de materiais ricos —, como ebooks, infográficos, planilhas ou qualquer outro conteúdo que seja bom o suficiente a ponto de valer o fornecimento de seus dados.

Porém, uma Landing Page também pode conter uma oferta especial, a conclusão de uma compra ou qualquer outra ação que faça sentido dentro da sua estratégia.

A relação entre oportunidades de negócio e Landing Pages

Mas você pode estar pensando “Por que eu quero que os meus visitantes preencham esses formulários e realizem essas ações?”.

E a resposta é simples: gerar leads.

Leads são oportunidades de negócio para a sua empresa. Afinal, como dissemos lá no início, é muito bom gerar visitas, mas só visitas não fazem nenhum negócio crescer.

Por isso, munido de informações de contato do seu potencial cliente, como nome e email, você tem a chance de:

  • começar a construir um relacionamento mais próximo com ele, aumentando sua confiança e empatia;
  • entender exatamente quem são as pessoas que acessam os seus conteúdos e se elas têm realmente o perfil do seu cliente ideal;
  • munir o seu time de vendas de oportunidades que podem ser contactadas a qualquer momento, para finalmente realizar uma venda.

E muitas outras!

Logo, a conversão nas Landing Pages é uma excelente estratégia para encaminhar os seus visitantes até o próximo nível, seja de relacionamento, seja a própria compra.

Landing Pages são fundamentais para uma estratégia de Marketing

Sim, apesar de serem excelentes ferramentas de geração de leads, esse não é o único motivo pelo qual Landing Pages são essenciais em sua estratégia.

Além disso, elas também são responsáveis por:

Facilitar o seu Lead Scoring

Lead Scoring é uma maneira de priorizar os leads que são mais “quentes” dentro da sua estratégia, ou seja, que tem maior potencial.

Isso acontece por meio de pontos dados para cada contato de acordo com as ações realizadas por eles.

Desse modo, se o seu visitante tem uma conversão em um material de fundo de funil, ele possivelmente está mais pronto para a compra, e por isso deve ser priorizado pela sua equipe de vendas.

Com isso, você facilita o trabalho do seu time de vendas, otimiza a sua conversão aproveitando as melhores oportunidades e ainda constrói um bom histórico dos seus contatos munindo tanto os seus vendedores quanto o seu Marketing de informações valiosas.

E você só precisa de uma boa ferramenta de Landing Pages — falaremos disso mais adiante — e dar pontos para os conteúdos que mais fazem sentido dentro do seu funil.

Segmentar os seus contatos

Além disso, dependendo da conversão do seu contato em um determinado material ou da informação pedida no seu formulário você consegue segmentar melhor os seus contatos.

Se você atua, por exemplo, com mais de um produto — e, com isso, mais de uma persona — você pode distinguir essas pessoas através conversão na Landing Page.

Outra possibilidade é conseguir saber exatamente quem são as pessoas interagindo com você, especialmente para empresas que não atendem a um segmento ou porte de empresa definido. No caso de mercados B2B, definir, por exemplo, uma pessoa dentro da empresa cliente que é mais interessante para contato é outra saída.

Diminuir o seu custo de aquisição de clientes

Além disso, Landing Page são uma opção extremamente mais barata de geração de oportunidades para o seu negócio.

Imagine só outras maneiras de conseguir tantas informações, especialmente de pessoas que têm interesse em você. Seria necessário horas de ligações, centenas de entrevistas. Ou seja, coisas que dão muito trabalho e, consequentemente, custam bem mais!

Com uma boa divulgação e uma boa estratégia, uma única Landing Page pode ser o motor de todo o seu mês de vendas, gerando oportunidades suficientes para nutrir toda a sua equipe de vendedores e aumentando o seu potencial!

Os principais elementos de uma Landing Page

Bom, agora que você já sabe exatamente o que são e a importância das Landing Pages, é fundamental criar páginas que realmente atendam essa demanda: conversão.

Para isso, existem alguns elementos que são indispensáveis para uma Landing Page de sucesso. Vamos usar uma Landing Page de exemplo para que você consiga entender exatamente cada ponto.

São eles:

Oferta

Afinal, as pessoas não vão simplesmente entrar em uma página do seu site ou blog e começar a preencher formulários com suas informações pessoais.

Por isso, você precisa ter em mente que a oferta de uma Landing Page precisa gerar muito valor para quem visita aquela página. Dessa forma, um conteúdo que elas encontrariam em algum blog, por exemplo, não é uma boa opção.

Por isso, pense fora da caixa, entenda exatamente quem é a sua persona e quais são as necessidades dela. Com isso você terá diversos insights de ofertas que podem realmente encantá-la a ponto de preencher o form só para ter acesso.

Falaremos um pouco mais sobre boas opções de oferta um pouco adiante. Mas, no caso do exemplo, é o material sobre o Google Analytics.
Guia Completo do Google Analytics

Título

Além disso, é fundamental deixar uma mensagem clara sobre o que está sendo oferecido na página, primeiro para que a pessoa se sinta interessada, e também para que ela não se sinta enganada e continue convertendo com você.

Dessa forma, pense em um título chamativo, simples, compreensível e que faça jus a sua oferta.

Deixe claro também o tipo de conteúdo que as pessoas vão encontrar ao preencher esse formulário: se é um ebook, uma consultoria, uma newsletter.

É muito frustrante preencher uma página achando que você vai encontrar um tipo de produto e, no final, receber outro que não era de seu interesse.

CTA

Outro ponto importante são os chamados Calls to Action, ou “CTAs”.

Eles são aqueles botões ou texto que convidam a pessoa a realizar a ação, geralmente com frases no imperativo como:

  • Baixe agora;
  • Acesse o conteúdo completo;
  • Receba o material;
  • Agende sua consultoria;

Esse é um exemplo de CTA que usamos aqui na Rock:

É fundamental que o CTA seja claro, objetivo e que ajude o visitante a entender qual ação ele está realizando, e ao mesmo tempo o convite para realizá-la.

Descrição

Algumas pessoas dispensam essa etapa, mas, na prática, isso vai depender muito mais da sua persona do que de qualquer outra coisa.

Porém, caso você opte por uma descrição, é fundamental que ela passe uma mensagem, de maneira sucinta, sobre o objetivo da oferta e o valor que ela pode gerar para quem converter.

Veja como a descrição usada aqui é bem objetiva:

E, se você não quiser usar, não tem problema: você só precisa deixar bem claro para o visitante o que está sendo ofertado.

Conteúdos visuais

Os conteúdos visuais, assim como o título e a descrição, ajudam o seu visitante a realmente compreender o que de fato está sendo ofertado na landing page, com algumas vantagens: são muito mais claros e atrativos que os elementos verbais.

Pense por um momento que você foi direcionado a uma LP e automaticamente um vídeo explicativo sobre o material do seu interesse começa a passar. Se ele for didático e de fácil compreensão, além de te poupar um bom tempo de leitura, é bem mais provável que você seja convertido.

Para ser mais exato, de acordo com um estudo da Eyeview, a chance de conversão nesse caso seria 80% vezes maior que em uma landing page comum.

Esse é um ótimo exemplo de uso de recursos visuais em uma Landing Page:

Formulário

É a parte que mais te interessa não é mesmo?

Os formulários são outra parte muito importante de uma Landing Page, especialmente porque eles serão o “pagamento” que você receberá em troca daquela oferta.

Por isso, deixe claro todos os campos de preenchimento, facilite a vida de quem está realizando esse processo dando opções práticas de preenchimento — como campos suspensos, em que a pessoa só precisa escolher uma opção — e seja o mais breve possível.

Trouxemos também mais um exemplo retirado de uma LP já usadas para te ajudar a compreender como você pode desenvolver formulários capazes de extrair as informações mais essenciais para o seu negócio:

Fique atento: cada novo campo de um form como esse é um empecilho no caminho da conversão do seu potencial cliente. Por isso você deve ser cauteloso.

Como saber quais informações eu devo pedir no meu formulário

Essa é possivelmente uma das perguntas que nós mais ouvimos. Afinal, o formulário tem que ser pequeno, mas nós queremos saber tudo sobre o visitante… e aí?

Nesse caso, a pergunta que você deve se fazer é: quais são as informações indispensáveis para que eu saiba se aquele visitante é mesmo um potencial cliente de qualidade?

Porque existem informações que você até gostaria de saber, mas que na prática são dispensáveis para que você tome alguma decisão sobre o futuro daquele lead.

E, por outro lado, se você não pede informações suficientes para entender isso, você estará perdendo uma grande oportunidade.

Algumas informações são padrão como:

  • nome – afinal você quer saber quem é a pessoa.
  • email – para ter um canal de contato com ela e poder fazer uma boa nutrição.

Fora isso, você terá que avaliar o seu modelo de negócio e as características que tornam uma pessoa um potencial cliente.

Se você é B2B, por exemplo, é importante saber o nome da empresa que o seu lead trabalha, para entender se eles tem ou não as características de um possível cliente, ou o cargo da pessoa, para saber se ela tem poder de tomada de decisão.

Se você é B2C, geralmente as informações de contato podem ser mais simples.

No geral, quanto mais complexo for o seu produto, maior valor agregado ele tiver e mais longo for o ciclo de compra, mais informações você poderá pedir, e mais valor deverá gerar com os seus conteúdos.

Já produtos de baixo custo, com venda em larga escala e fácil comercialização, no geral, podem ficar satisfeitos com menos dados.

Como criar Landing Pages que convertem

Você já percebeu o quanto uma estratégia que conta com Landing Pages pode melhorar seus resultados, tanto na geração de leads quanto para agregar valor para sua persona, conhecer mais sobre o seu público e ainda aumentar o tráfego dos seus canais.

Por isso, agora é hora de aprender, na prática, como gerar Landing Pages que realmente convertem os seus visitantes e te ajudam a bombar a sua estratégia!

O Peçanha, nosso guru do Marketing Digital, deu ótimas dicas nesse vídeo.

Otimizando Landing Pages

Depois que a sua Landing Page estiver criada, ou ainda no processo de criação, você deverá começar a pensar em maneiras de otimizá-la, ou seja, deixá-la o mais atrativa possível para gerar o máximo de conversão.

Para isso existem algumas técnicas e estratégias que podem facilitar a sua vida além de impactar muito nos seus resultados.

Benchmarks

Antes mesmo de começar, você pode fazer uma pesquisa e entender o que empresas da sua área de atuação, que te inspiram ou que são cases de sucesso tem feito no quesito Landing Page.

Assim você conseguirá boas ideias para começar a implementar o seu processo de criação e não terá que partir do zero.

Esses benchmarks também são uma excelente opção quando a sua estratégia já estiver rodando e você quiser aprimorar alguns elementos. Falando nisso…

Testes A/B

Uma das grandes maravilhas de Landing Pages e que é fundamental para aumentar sua conversão são os testes A/B.

Eles funcionam da seguinte forma: você escolhe 1 elemento — sempre 1 de cada vez — para testar. Pode ser por exemplo:

  • imagem;
  • cor do CTA;
  • texto do CTA;
  • disposição dos elementos;
  • título;
  • descrição;

Enfim, as possibilidades são inúmeras. O importante é: colocar o teste no ar e entender qual das possibilidades trouxe mais conversão para os seus materiais e pronto: você já estará gerando mais resultados a cada teste com as suas LPs e descobrindo o que realmente funciona para o seu público.

Esses testes são facilmente executáveis através das ferramentas de automação. Nós daremos algumas sugestões de boas ferramentas para você a seguir.

SEO

Ao contrário do que muitos pensam, Landing Pages também aceitam — ou melhor, precisam! — de técnicas de SEO.

Pense da seguinte forma: os seus conteúdos já tem um potencial de rankeamento dentro da sua estratégia com as palavras-chave. Agora imagine duplicar essa possibilidade rankeando bem as suas Landing Pages. E melhor: elas podem te gerar muitos leads!

Por isso, na hora de criar a sua Landing Page, pense nas palavras-chave dentro do seu conteúdo, em uma boa descrição, em uma URL que faça sentido, na meta description, no Alt text das suas imagens… enfim, qualquer elemento que ajude suas páginas a rankearem melhor!

Forms Inteligentes

Outra excelente prática permitida em algumas ferramentas de automação são os forms inteligentes.

Funciona da seguinte forma: assim que uma pessoa baixar um conteúdo em uma das suas Landing Pages, ela estará te fornecendo excelentes informações de contato, certo?

Munido dessas informações você vai começar uma estratégia de nutrição para que essa pessoa continue consumindo o seu conteúdo — gerando valor para você — e ao mesmo tempo para levá-la até o fundo do funil.

Nesse caso, quando ela reconverter, você pode, através de forms inteligentes, deixar alguns campos já preenchidos para facilitar a conversão e ainda pedir novos dados.

Veja o exemplo do nosso Guia do Google Analytics, que já usamos anteriormente:

Este é o formulário para quem nunca preencheu uma das nossas Landing Pages.

Já esse é o formulário para quem já baixou algum outro material.

Essas informações já estavam pré-preenchidas e a pessoa, ao realizar um novo download, pode apenas clicar em “receber material” e ter um processo de conversão muito mais simples e prático.

Além disso, você pode trocar as informações que pede e, ao realizar uma nova ação, você terá novas informações sobre o seu lead, enriquecendo mais ainda a sua base de dados!

Busque em sua ferramenta de automação se essa possibilidade existe e extraia o máximo dela!

Mobile Friendly

Na verdade, nem sei que podemos chamar isso de otimização, mas vale sempre lembrar: as pessoas consomem muito conteúdo através de smartphones e por isso você precisa pensar na otimização das suas LPs para esses dispositivos.

Mais adiante vamos falar sobre estratégias de divulgação de Landing Pages e você vai perceber quantas delas são muito mais usadas em celulares que nos desktops.

Por isso, se você não quer perder nenhuma conversão, precisa criar páginas que também proporcionam uma excelente experiência por lá!

Ferramentas para criação de Landing Pages

Como nós já demos várias dicas relacionadas a elas, e ainda sabemos que é fundamental ter uma boa ferramenta para criar Landing Pages, especialmente conforme a sua estratégia for se desenvolvendo, vamos listar algumas das melhores para você.

Lembre-se que, além de criar páginas de conversão incríveis, é fundamental que essa ferramenta facilite a sua gestão de leads para que você possa escalar a sua estratégia e otimizar suas ações!

RD Station

O RD Station é uma ferramenta de automação nacional, criada pela Resultados Digitais e que, por esse motivo, tem uma enorme vantagem diante de outras opções do mercado: além de mais barata, o pagamento não é feito em dólar, como outras ferramentas.

Além disso, pensando na gestão dos seus contatos, o RD Station possui planos que permitem a integração dos times de Marketing e Vendas para otimizar a sua passagem de bastão e agilizar o processo de contato com as suas oportunidades.

A ferramenta é fácil, prática e ideal para empresas com pequena e média gestão de contatos.

Hubspot

A Hubspot é uma das ferramentas de automação mais utilizadas no mundo, ideal para estratégias de grande porte, com administração simples de centenas de milhares de contatos!

Além de também ter a possibilidade de integração com outras ferramentas, ela também faz a gestão de contatos na passagem para o time de vendas e também posteriormente, quando eles se tornam clientes.

A maior desvantagem da ferramenta são os preços, em dólar, e que por isso pedem estratégias mais robustas e com maior budget.

Porém, nos planos mais avançados, a riqueza de detalhes do histórico dos seus leads é realmente incrível!

Unbounce

A Unbounce é famosa especialmente pela otimização das suas Landing Pages, com designs criativos e responsivos!

Nela você pode tanto usar os templates que já vêm com a plataforma, quanto criar suas próprias versões e utilizá-las de maneira simples e prática.

Infelizmente, por todas essas funcionalidades e uma excelente plataforma de testes A/B, a Unbounce é uma das plataformas mais caras do mercado e que também possui o pagamento feito em dólares.

O pós: as Thank You Pages

A pessoa converteu, você já tem os dados na sua plataforma de automação e pode começar a geri-los.

Porém, você quer melhorar ainda mais a experiência do seu usuário e gerar novas oportunidades com suas Landing Pages? Então precisamos falar sobre as Thank You Pages.

O que são

Thank You Pages são as páginas de agradecimento que aparecem assim que o usuário completa uma ação em uma LP. A ideia é que, após preencher os dados e clicar no CTA, ele receba uma mensagem para entender que sua ação foi concluída.

Para isso, um simples Pop-Up pode resolver, mas as Thank You Pages possuem uma gama maior de possibilidades para você.

Por que elas são importantes

Além de passar essa mensagem de que a ação foi concluída e dar um parecer para o seu contato de quais os próximos passos — clicar em um botão para fazer o download, esperar o conteúdo por email, ou simplesmente avisar que ele conseguiu concluir o cadastro — as Thank You Pages são uma nova chance de conquistar o seu lead.

Primeiro porque você pode agradecê-lo por ter baixado o material, o que é atencioso e mostra que você se importa com a experiência dele.

Além disso, elas são uma nova chance de realizar ofertas para os seus potenciais clientes:

  • seja de outros materiais que tenham relação com o conteúdo da LP anterior;
  • seja levando o usuário de volta para o seu blog ou site;
  • seja ofertando logo os seus serviços ou produto e promovendo o que nós chamamos de “Levantada de mão”;

Todas essas possibilidades mantém o visitante em contato com você, aumentando o potencial de engajamento e também dando novas oportunidades para que ele se identifique com a sua marca!

Como fazer uma boa divulgação das suas Landing Pages

Você pode ter Landing Pages realmente incríveis, com materiais fantásticos e com ótimo potencial de conversão. Porém, se o que você quer são leads, você precisará de mais que isso.

Por isso a divulgação do seu material é fundamental: quanto mais pessoas visitarem a sua Landing Page, maiores as suas chances de gerar leads!

Para te ajudar, vamos listar alguns canais que podem impactar diretamente a sua divulgação e, consequentemente, a sua geração de oportunidades.

São eles:

Email

Imaginamos que, para começar uma estratégia de geração de leads, você tenha um blog funcionando e atraindo as pessoas no topo do funil.

Isso é ótimo porque blogs também são uma excelente ferramenta de captura de emails, seja assinando as newsletters para receber os novos conteúdos, seja para saber mais sobre a empresa.

Por isso, você pode — e deve — utilizar esses emails para fazer a divulgação das suas Landing Pages e, com o tempo, segmentar essas pessoas por área de interesse.

Assim, além de criar uma nova oferta para seus emails, você ainda ajudará os seus subscribers a se tornarem leads, ou seja, oportunidades reais de negócio!

Social

As redes sociais têm um ótimo potencial de engajamento e você pode usar isso a favor da sua estratégia de LPs.

Divulgue os seus conteúdos ricos em social e incentive as pessoas a baixarem, marcarem os amigos, compartilharem e reagirem aos conteúdos, para aumentar o alcance da sua divulgação e ainda ajudar a conquistar novos visitantes!

Mídia Paga

E por que não investir em Ads?

Fazer Inbound Marketing — estratégias de atração como o Marketing de Conteúdo — não exclui a necessidade de investir em Outbound — como os anúncios.

Especialmente no início das suas ações e em materiais estratégicos — seja pelo valor que geram, pela palavra-chave associada a eles ou pelo nível no funil — podem ser impulsionados por anúncios, mais uma vez aumentando o seu potencial de gerar novas oportunidades.

Pense: se um blog post com Ads já é uma vantagem para atrair novos visitantes, imagine se esse anúncio te trouxer leads?

Faça testes, entenda quais os melhores canais e comece a usar essa possibilidade a seu favor.

Parcerias

Parcerias, além de facilitarem a criação de um conteúdo — dividindo o trabalho e os custos — são uma excelente oportunidade de multiplicar os seus resultados.

Pense que todo o esforço feito na divulgação de um conteúdo será realizado duas vezes! Com isso o seu alcance e o seu ROI — retorno sobre o investimento desse material — serão muito maiores.

Entenda quais são as empresas que têm uma persona parecida com a sua e que não concorrem diretamente com você. Além disso, avalie a reputação e o quanto vocês podem criar um assunto que seja interessante para os dois públicos.

Daí é só criar um bom material e alinhar uma estratégia de divulgação que funcione para ambos.

Mas, caso você já tenha o material em mãos e queira apenas uma parceria de divulgação, não tem problema: faça um acordo de compartilhar os leads gerados com a outra empresa e não pense que você sairá perdendo: será o mesmo esforço para criar um conteúdo, porém com o dobro de visibilidade.

Pontos de Conversão no Blog

Pense no funil de vendas: qual é a etapa de maior visibilidade?

Com certeza o topo!

Afinal é por ali que a maioria das pessoas embarcam na sua estratégia, além de ser a etapa com maior potencial de alcance das pessoas, pelo número de conteúdo que ela tem e pelas técnicas de SEO que ajudam a conquistar bons lugares nos mecanismos de busca.

O que muitas empresas perdem é a oportunidade de ampliar o seu meio de funil colocando pontos de conversão em seu blog.

Seja dentro de um blog post, com Pop-Ups, com banners na lateral ou no final do blog, cada novo ponto de conversão é uma nova oportunidade de divulgar seus materiais e gerar leads!

Pense em como fazer isso de uma maneira agradável, pensando na experiência do usuário, e também que gere valor para ele.

Você pode, por exemplo, colocar um material como CTA de um post, para que os visitantes possam saber mais sobre um determinado assunto.

Ah, e lembre-se de usar a criatividade: links, imagens ou até mesmo formulários dentro do corpo do texto podem funcionar!

Uma página exclusiva para seus materiais ricos

Outra excelente estratégia é ter um lugar onde as pessoas possam encontrar todos os seus materiais e, ocasionalmente, também divulgá-lo.

Para isso, crie uma página com todos os seus materiais ricos e coloque pontos de conversão para ela em seu site e blog.

Além de gerar valor para os usuários, essa página ajudará você a administrar os seus conteúdos e também terá para sempre inúmeras possibilidades de conversão concentradas em um só lugar.

Caso você queira visitar uma página como essa, use de exemplo a nossa página de materiais ricos aqui da Rock Content.

Conclusão

Landing Pages possuem possibilidades infinitas para aperfeiçoar a sua estratégia, gerar mais oportunidades e por isso são indispensáveis quando falamos em Marketing de Conteúdo.

Mas para que elas realmente funcionem é fundamental que você se atente a todos os pontos citados aqui, entendendo as necessidades da sua persona, como gerar valor para ela e como criar páginas que realmente convertem.

Nós temos alguns outros materiais que podem te ajudar nessa jornada:
CONTEÚDOS RECOMENDADOS
👉 7 erros que você não pode cometer em uma Landing Page
👉 Exemplos de LPs para você se inspirar;
👉 Lista completa de ferramentas de geração de Landing Pages separadas por categoria.

A partir disso, esperamos que você tenha muito sucesso na sua estratégia de geração de leads. Para isso, vale tudo: ebooks, assinaturas, quizzes, jogos, testes grátis, podcasts, vídeos, webinars, divulgação de eventos, cursos…

Assim, conseguirá gerar valor suficiente para que as pessoas queiram converter em suas páginas e estejam dispostas a trocar suas informações de contato por isso!

Quer saber o que fazer depois de conseguir converter todos esses leads? Então confira o nosso ebook de Marketing e Vendas de alta performance:

Marketing e vendas de alta performance ebook!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo