Mapa de tópicos para redes sociais

Mapa de tópicos para redes sociais: entenda qual a importância e como definir o seu!

Planejamento é uma palavra essencial quando falamos de marketing nas redes sociais. Um dos pilares é a elaboração de um mapa de tópicos. Entenda mais sobre o assunto e como construir o seu!


(Clique no player para o ouvir a narração do nosso post! Deixe nos comentários o que achou.)

Redes sociais são figurinhas carimbadas em qualquer estratégia de marketing digital. No entanto, nem todas as marcas sabem conversar com seu público de maneira eficaz.

Cada vez mais temos informações preciosas sobre nossas personas e temos a oportunidade de entendê-las de forma profunda. Isso permite produzir conteúdo relevante para elas e transformar suas dores e desejos em oportunidades para as empresas.

Mas nem sempre é tão simples transformar o que você conhece de seus seguidores em conteúdo relevante e próprio para cada rede social. Por isso, vamos ensinar a melhor estratégia para guiar sua produção de conteúdo para essas plataformas.

Descubra agora tudo sobre mapa de tópicos, porque investir em um e como criá-lo:

O que é um mapa de tópicos

Mapas de tópicos são utilizados em diversos momentos e setores do mercado. Eles servem basicamente para agrupar, categorizar e organizar informações. Muitas vezes são utilizados para nos ajudar a entender alguma coisa, e é exatamente nessa vertente que os utilizamos nas redes sociais.

Nessas plataformas, um mapa de tópicos funciona como guia para sua estratégia. Ele ajuda a organizar quais assuntos são relevantes para sua persona e incentiva o investimento neles.

Um exemplo que podemos dar é o próprio mapa de tópicos aqui da Rock Content:

Mapa de tópicos de redes sociais Rock Content

Como você pode ver, categorizamos quais temas são atraentes para o nosso público e solucionam dores de sua rotina. Em nosso caso, elas vão desde marketing de conteúdo (nosso produto) até tecnologia e atualidades, tema de interesse mais geral.

Escolhemos então 5 assuntos que conseguimos traduzir em conteúdo para nossos leitores e que já estão presentes de alguma forma em sua vida. No entanto, como criar um mapa é um assunto que vamos abordar um pouco mais para frente.

Primeiro você precisa entender por que é importante que sua empresa invista na construção e no gerenciamento de um mapa de tópicos.

Por que você precisa de um mapa de tópicos

Baixo investimento

Primeiramente preciso dizer que essa estratégia exige quase nenhum investimento monetário. E se você já tiver um profissional que cuida de suas redes sociais, o investimento de tempo também não é tão grande, já que ele provavelmente já deve possuir um estudo de sua persona.

Conteúdos certeiros

Você provavelmente já esteve em uma conversa na qual você não sabia sobre o que estava sendo falado e muito menos se interessava por aquilo. E é assim que seus usuários se sentem quando você não os entende muito bem.

Saber fazer a curadoria de seu conteúdo nas redes sociais, ou em qualquer ponto de sua estratégia, é essencial. E pode ser o que está faltando para sua estratégia decolar e engajar seus seguidores.

Gestão do conhecimento

Sua empresa possui uma alta rotatividade de colaboradores, ou muitos estão envolvidas com sua estratégia? Um mapa de tópicos é perfeito para você, pois ele funciona como uma guia visual, rápido e prático de quais temas abordar em suas postagens.

Empurrãozinho para sua criatividade

Você não é um profissional ruim ou sem criatividade por às vezes não ter uma ideia brilhante de conteúdo. Quando perdemos nossa bússola e precisamos de alguma ferramenta para nos puxar para o norte de nossa estratégia, um mapa de tópicos é seu melhor amigo.

Como definir o seu mapa de tópicos

Agora vou explicar na prática como você pode montar o seu próprio mapa de tópicos e turbinar sua estratégia. Vamos ao passo a passo:

1. Entenda muito bem suas personas

Você já está cansado de saber disso, mas não tem como não frisar devido à sua importância. Afinal, o que é sua estratégia ou seu mapa de tópicos se você nem mesmo sabe com para quem você está fazendo tudo isso?

Mas aqui não estamos só dizendo que você precisa estruturar sua buyer persona como: Fulano, 30 anos, profissional de marketing. Apesar de informações importantíssimas elas não dizem muito sobre o que sua persona faz em suas redes sociais, e esse é um dos principais dados que você precisa ter.

Além disso, sua brand persona é tão importante quanto sua buyer persona. Ela é quem estará na linha de frente conversando com seu público, então pense sobre o que ela também.

Se questione, pesquise e pergunte para seus leitores para descobrir informações como:

    • Que tipo de conteúdo e assunto sua persona consome online?
    • Que tipo de de contéudo a sua brand persona deve falar sobre?
    • Que tipo de conteúdo seu concorrente posta?
    • O que você precisa vender e divulgar?

Todas elas são respostas que você precisa ter para produzir um mapa de tópicos. Uma falha nessa identificação inicial pode prejudicar toda sua estratégia posterior.

Se você quer entender as melhores práticas para a produzir uma persona estratégia para sua empresa e redes sociais, confira nosso ebook completo sobre o assunto:

O guia para geração de Personas

2. Estude suas redes sociais

Agora que você sabe tudo sobre sua persona você precisa entender cada rede social onde quer aplicar sua estratégia.

Provavelmente você está se perguntando: meu mapa de tópicos é único para minha estratégia ou preciso de uma para cada mídia social que utilizo? E te respondo: como um guia para sua estratégia você pode ter somente um mapa, pois ele está relacionado a sua persona ou persona no geral.

No entanto, você precisa entender que cada um desses assuntos (principalmente aqueles mais gerais) que você identificar serão abordados de maneiras diferentes.

Por exemplo: o Instagram é uma rede quase unicamente acessada em aparelhos celulares. Por isso, você deve divulgar conteúdos rápidos e que vão ser mobile friendly. No caso da Rock Content, divulgamos muitas atualidades por lá, além de conteúdos mais leves.

No LinkedIn, por outro lado, que é uma rede social profissional, compartilhamos e produzimos conteúdos avançados e de empreendedorismo, por exemplo.

Você precisa ter essa flexibilidade para encantar seus leitores de formas diferentes e em diversas mídias.

3. Analise tudo que já existe

O mais próximo de prever a performance de algum tipo de postagem que você vai chegar é analisando tudo que já existe.

Comece por sua própria empresa. Se você já possui um blog ou já investia em redes sociais, o que costuma performar bem? Procure padrões nas temáticas dessas postagens.

Anda postando várias listas sobre livros, filmes e outras formas de entretenimento e elas vem dando certo? Sua persona provavelmente curte muito cultura pop e você pode investir ainda mais nisso.

Outra ótima forma de ter uma boa base para começar é estudando sua concorrência. Isso mesmo! Não é pecado nenhum dar aquela espiada no que outras marcas estão fazendo. Essa é a melhor maneira de não cometer os mesmos erros que elas e ainda usar o que dá certo a sua favor.

4. Escolha seus tópicos

É isso mesmo. Se você já chegou até aqui, já tem mais do que bem elaborado o que sua persona vai querer ver suas redes sociais, então mão na massa!

Escolha no mínimo 3 e no máximo 5 temas baseado em tudo que você estudou.

Atenção! Não caia na tentação de escolher mais de cinco assuntos para seu mapa. Lembre-se que, se você tentar abranger demais suas possibilidades, pode acabar não atingindo ninguém e falhar em sua estratégia.

Então escolha suas temáticas e se necessária as reúna em grupos de interesse como fizemos com tecnologia e atualidades. Isso te ajuda a saber que uma está conectada a outra. Em nosso caso, as novidades que vão atrair melhor nosso público são as relacionadas à tecnologia.

Não se esqueça de documentar tudo de forma visual e de fácil acesso a quem precisa utilizá-lo.

5. Analise seus resultados e se adapte

Beleza. Depois de planejar tudo que você precisa fazer chegou a hora de colocar em prática seu mapa de tópicos.

Principalmente no início você precisa testar. Não significa que, uma vez que seu mapa esteja pronto, você nunca irá alterá-lo.

É só se adaptando de acordo com os resultados obtidos que você poderá obter sucesso.

Durante sua rotina separe alguns momentos para conferir a performances de suas publicações e principalmente seu engajamento. Quais tipos de conversa seu conteúdo está gerando? Fique atento à elas, pois serão ótimas fontes de insights para sua estratégia.

Não tenha medo de fazer mudanças rapidamente. Tudo no mundo das redes sociais é muito rápido e você precisa ser também. Tenha confiança que você se planejou e sabe o que é melhor para sua marca. Mas lembre-se que um teste exige tempo e paciência.

6. Documente tudo

Como já disse, um mapa de tópicos é uma peça importantíssima para a gestão do conhecimento de sua estratégia de redes sociais. Ela é seu guia e como todo bom guia ela poderá servir sua empresa por um bom tempo e para muitas pessoas.

Além do próprio mapa, você também precisa documentar os resultados que você vai ter. Quais são os resultados das primeiras semanas? Qual postagem performou melhor? Entender a progressão de sua estratégia desde o início pode ser de grande ajuda no futuro de sua empresa.

Pronto! Você já está preparado para encantar seus leitores e saber produzir e escolher conteúdos estratégicos para sua marca nas redes sociais.

No entanto, sua estratégia de  redes sociais não se resume somente ao mapa de tópicos.

Por isso, separamos para você nosso principal material para você entender tudo sobre como potencializar as redes de sua empresa. Confira nosso kit completo sobre marketing nas redes sociais!

Marketing nas redes sociais

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo