mapa mental

O que é e como fazer em apenas 4 passos um mapa mental incrível

Mapa mental é uma ferramenta que ajuda criar mapa de ideias, uma forma de criar associações entre diferentes informações e guiar o seu pensamento sempre que for difícil organizá-lo.

O processo de aprendizado e planejamento em qualquer tarefa pode ser mais difícil do que aparenta, pois a quantidade de informações que precisam ser organizadas geralmente é muito grande para um só cérebro.

Por isso, tantas pessoas recomendam que você crie um mapa mental para facilitar o processo. E, de fato, essa técnica funciona muito bem.

Como o nome diz, essa ferramenta é um mapa de ideias, uma forma de criar associações entre diferentes informações e guiar o seu pensamento sempre que for difícil organizá-lo.

Se você tem dificuldade para lidar com grandes quantidades de informação, esses mapas podem ser exatamente o que você precisa para facilitar a sua vida.

Para te ajudar com esta tarefa, vamos falar hoje sobre as vantagens que esses mapas podem oferecer e mostrar alguns passos simples para criar o seu.

Acompanhe!

Quais são as vantagens de um mapa mental?

Facilitar a memorização

Existem alguns fatores que entram em jogo para determinar se você tem ou não boas chances de lembrar alguma informação.

Um deles é a associação.

Quando uma ideia leva diretamente a outra, ambas ficam mais fáceis de guardar e recordar.

Um exemplo disse é você poder cantar uma música longa desde o começo, mas ter dificuldade para pegá-la no meio do caminho.

Outro fator é a interatividade.

É mais fácil para o cérebro recordar algo com o qual interagiu direta e conscientemente do que com algo teórico.

Por isso, a melhor forma de estudar para uma prova é fazendo exercícios, não relendo o livro.

Em ambos os casos, os mapas mentais são úteis.

Eles servem tanto para melhorar a associação de informações quanto a interação com os dados.

Organização de pensamentos

Ao desenvolver um projeto, é fácil ficar perdido em meio às centenas de pequenas informações e processos a serem administrados.

E, como você já sabe, perder algo importante de vista costuma prejudicar bastante seu desempenho.

Ao utilizar um mapa mental, você pode passar todas essas informações para um papel, colocando tudo em vista de forma simplificada.

Além disso, o reforço visual pode facilitar bastante o seu trabalho de reorganização dos processos.

Expressão criativa do seu conhecimento

Por fim, mas não menos importante, um mapa é o lugar ideal para expressar sua criatividade diante de alguma informação muito técnica.

Colocar ilustrações, legendas e fontes diferenciadas é uma excelente forma de reforçar o conhecimento, além de criar um visual mais agradável.

Se você tem que olhar para a mesma figura todos os dias, é melhor que ela esteja ao seu gosto.

4 passos para criar o seu mapa mental

1. Defina o tema central do seu mapa

Todo mapa começa com uma grande ideia.

É um tema principal que guiará os demais tópicos a serem incluídos.

O ideal é que esse seja o ponto mais abrangente de todos, englobando tudo que você precisará listar.

Alguns exemplos podem ser:

Não há muita restrição além do que você considera importante.

Também é uma boa ideia resumir todo o tema em uma única palavra ou expressão simples.

Você não deve incluir muitos detalhes em cada ponto isolado do seu mapa, ou ele não será mais útil do que um livro completo ou uma série de memorandos.

Tudo que você precisa é de um resumo, algo que te ajude a memorizar pontos importantes e a consultar fontes mais detalhadas, se necessário.

2. Reúna a informação de que precisa

Depois de estabelecer seu tema central, é hora de começar a trabalhá-lo na prática.

Para isso, você deve colocar todo o material que vai usar na sua mesa e começar uma leitura.

À medida que for encontrando informações relevantes, crie pequenas notas que possam ser inseridas no mapa mental.

Afinal, antes de produzir um mapa mental, você precisa ter um tópico e todos os dados relacionados.

Digamos que você queira resumir um texto utilizado em uma aula.

Você pode usar o título dele como tema central e listar os principais tópicos abordados.

A partir daí, você terá todos os dados que precisa para construir um mapa suficientemente detalhado, mas que ainda seja mais eficiente que um texto corrido de 100 páginas.

3. Elenque as informações de maior prioridade

Depois de conseguir as informações e destacá-las, é hora de montar o mapa propriamente dito.

Primeiro, coloque o tema principal no centro da folha, de preferência com uma fonte grande, bem visível e algum reforço visual, como cores e desenhos.

A partir desse ponto, você deve criar outros círculos menores, com linhas que os ligam ao ponto de onde vieram.

Se o tema for, por exemplo, “processos da equipe”, você pode extrair do centro os seus principais cargos de gestão ou os profissionais em posição de comando.

A partir deles, você pode listar todas as suas funções e os colaboradores diretamente subordinados a eles, e assim por diante.

A explicação pode parecer um pouco confusa desse jeito, mas ela faz total sentido quando visualizada no mapa.

A regra é simples:

Informações mais gerais e mais importantes devem estar mais próximas do centro.

Os detalhes e dados menos relevantes devem estar mais afastados.

4. Não tenha medo de reorganizar tudo

Algo que você deve sempre manter em mente é que seu mapa mental não precisa nem deve ser um projeto finalizado.

Processos são atualizados, novas informações são adquiridas, sem falar que você pode cometer pequenos erros ao longo do processo.

É um processo de tentativa e erro.

Por isso, o ideal é que você consulte e revise esse mapa regularmente.

Enquanto ele estiver funcionando corretamente, faça apenas os ajustes mínimos necessários.

Se ele já não for uma boa representação da sua ideia original, então é uma boa hora para refazê-lo do 0.

Em muitos aspectos, é o ato de criar o mapa que ajuda na organização do pensamento.

Agora que você sabe como montar um mapa mental, é hora de começar a usá-lo para melhorar seus processos.

Quer mais dicas para manter o controle do seu trabalho?

Então veja aqui nosso artigo sobre organização de processos para ampliar vendas e descubra exatamente o que precisa saber.

CTA vendarketing

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo