Marketing no LInkedin

Marketing no LinkedIn: o guia para iniciantes

O LinkedIn é uma rede muito importante para oportunidades de negócios. Você sabe como fazer marketing no LinkedIn? Aprenda com a gente!

As redes sociais estão presentes no dia a dia do consumidor brasileiro. Mas isso não é novidade para ninguém, certo?

Nesse cenário, destacam-se algumas plataformas, como o Twitter, o Facebook, o Instagram e o YouTube.

São muitas as empresas com presença nessas redes. Segundo o Social Media Trends 2017, o número chega a 92,1% dos negócios, comprovando a importância das ferramentas no marketing contemporâneo.

Mas você sabia que o LinkedIn vem ganhando cada vez mais espaço no ambiente online? A mesma pesquisa revela que 46,2% das empresas estão presentes na plataforma.

Isso porque ela oferece uma série de benefícios aos seus utilizadores. Muito além do recrutamento, essa ferramenta oferece diversos recursos para aumentar a visibilidade da marca, interagir com usuários e conquistar leads.

Quer saber tudo sobre o marketing no LinkedIn? Então acompanhe o texto a seguir e fique por dentro das melhores funcionalidades da maior rede social de profissionais do mundo!

O que é o LinkedIn?

Como dito, o objetivo do LinkedIn é estimular os contatos profissionais. Mas se engana quem pensa que se trata apenas de um grande acervo de currículos online.

Presente em mais de 200 países e territórios, também possui fóruns de discussão, relacionamento entre empresas e usuários, além de ser a favorita em negócios business to business (B2B).

Outros fatos interessantes sobre a rede são:

  • 467 milhões de usuários cadastrados;
  • 106 milhões de usuários ativos mensalmente;
  • 1,5 milhão de grupos de discussão;
  • 2 novos membros a cada segundo;
  • 3 milhões de usuários que compartilham conteúdo semanalmente;
  • o Brasil é o 3º país do mundo com maior número de cadastros, atrás somente de Estados Unidos e Índia.

E, caso você ainda tenha alguma dúvida com relação ao poder desse mecanismo, veja estes dados:

  • 80% dos leads em empresas B2B advém do LinkedIn;
  • 79% dos profissionais de marketing acreditam que o LinkedIn é uma rede social é eficiente na geração de leads.

Os principais objetivos das empresas que se arriscam na plataforma são gerar leads, nutrir as conexões com conteúdo relevante, mostrar-se como autoridade, e, é claro, criar oportunidades de negócios.

Como criar uma company page no LinkedIn?

Para que você comece a fazer marketing no LinkedIn agora mesmo, 1º é preciso criar um perfil empresarial.

Para isso, siga os seguintes passos:

Passo #1: entre no www.linkedin.com;

Passo #2: clique em “Soluções” no canto superior direito da página;

Passo #3: role o scroll até o fim e clique em “Clique uma Company Page”;

Passo #4: digite o nome da sua empresa e escolha a sua URL personalizada;

Passo #5: confirme que é o representante oficial da empresa;

Passo #6: clique em “Criar página”;

Passo #7: clique em “Comece já” e edite sua página empresarial.

Prontinho! Agora você está preparado para começar a explorar o potencial dessa rede social.

Super simples, né?

Como fazer marketing no LinkedIn?

Na internet, cada rede social possui peculiaridades. No LinkedIn, não é diferente.

Mas se lembre:

O objetivo da rede é profissional, ou seja, seus usuários possuem dilemas mais sérios.

Jogos, brincadeira e fotos de bichinhos fofinhos podem não ter tanto engajamento como em outras plataformas.

A seguir, veja uma série de recomendações para fazer marketing no LinkedIn como um expert:

Divulgue em outros canais

Depois de criar a sua página corporativa no LinkedIn, é chegado o momento de contar ao mundo que você está presente por lá.

Para isso, é recomendado que você divulgue por meio de outros canais já existentes, como as redes sociais, e-mail marketing, blog e site oficial.

Geralmente, os primeiros seguidores surgem dessa maneira. Mas, com a continuidade do trabalho, sua base pode aumentar exponencialmente.

Aproveite a visibilidade

Diferentemente do Facebook, o LinkedIn não usa um algoritmo para selecionar o conteúdo que será exibido aos seguidores de uma Company Page.

Isso significa que tudo que você publicar será entregue aos seus seguidores. Sendo assim, é quase certo que eles serão alcançados em algum momento.

Por isso, é muito importante se mostrar presente na plataforma. Assim, as pessoas que o seguem reconhecerão sua marca como referência no seu nicho de mercado.

Crie conteúdo relevante regularmente

As práticas mais comuns do inbound marketing também se aplicam ao LinkedIn.

Pense na ferramenta como um funil de vendas. Seus seguidores são os leads e, como tal, você precisa nutri-los.

A produção de conteúdo deve ser feita de maneira recorrente, firmando os ideais e o posicionamento da marca no mercado.

Além disso, deve trazer informações úteis e que ajudem os usuários na resolução de problemas.

Lembre-se, também, de adequar o conteúdo à sua persona. Ajudá-la no amparo às dores, dilemas e percalços certamente poderá fazer com que procurem seu negócio quando buscarem soluções.

Como no marketing de conteúdo, a tendência é que isso não apenas gere um relacionamento com as pessoas, mas também o aumento da base de seguidores.

E-books, blog posts, vídeos e pesquisas são formatos que casam muito bem com a rede.

Fora isso, vale lembrar que em 2012 o LinkedIn adquiriu o SlideShare, plataforma de apresentações de slides.

Como sabemos, elas são muito comuns no meio corporativo. Então, abuse desse recurso.

marketing de conteudo primeiros passos

Use recursos de SEO

“Pera aí, SEO? Mas isso não é voltado apenas para o Google?”

A resposta é bem direta: “não”.

A sigla significa searching engine optimization (otimização para mecanismos de buscas, em português).

O LinkedIn também possui seu próprio motor de pesquisas. Então, se você quer ser encontrado, precisa escolher as palavras-chave corretas pelas quais sua audiência busca.

Essa prática também pode ser chamada de social media optimization (SMO), mas basicamente são os mesmos conceitos.

Os termos de pesquisa, então, devem ser considerados na aba “Sobre Nós”, especialidades e até mesmo nos artigos publicados.

Pense bem:

Vale a pena inserir na descrição da sua Company Page que o seu negócio é voltado ao “setor têxtil” ou que é uma “fábrica de tecidos”?

Diferentemente da questão anterior, não existe uma resposta exata para essa. Tudo depende da sua estratégia.

Guia do SEO 2.0

Mas não se desespere, há um meio para compreender tudo isso, sobre o qual falaremos a seguir…

Analise as métricas

Você já sabe que um dos maiores benefícios da web é que nela tudo pode ser mensurado, analisado e reformulado.

No LinkedIn não é diferente. A plataforma também possui sua própria ferramenta de análises.

Para acessá-la, basta entrar na sua Company Page e clicar em análise. Lá estarão disponíveis dados sobre visitantes, atualizações e seguidores.

Por meio dessas informações, é possível criar relatórios com:

  • alcance;
  • cliques nos links;
  • comentários;
  • compartilhamentos;
  • curtidas;
  • dados demográficos;
  • dados geográficos;
  • taxa de crescimento de seguidores;
  • tipos de conteúdo mais engajadores; e
  • mais.

A partir disso, você será capaz de elaborar ações e ajustes para ser cada vez mais eficiente em sua estratégia de marketing no LinkedIn.

Aposte em uma Showcase Page

O seu negócio possui diversos produtos ou serviços? Então você deveria apostar em uma Showcase Page.

Imagine uma editora de livros que possui diversos selos: desde literatura clássica a publicações de empreendedorismo.

Esse curso foi inserido justamente para segmentar ainda mais a audiência.

Afinal, um leitor de Machado de Assis pode não se interessar por um conteúdo voltado aos avanços do setor tecnológico no Vale do Silício, não é mesmo?

Invista no LinkedIn Ads

Assim como o Google Adwords ou o Facebook Ads, o LinkedIn também possui o seu próprio sistema de anúncios.

Essa é uma grande oportunidade para que você atinja, especificamente, a sua persona, ou seja, aquelas pessoas que tomam as decisões.

É possível, por exemplo, segmentar os ads para determinados cargos, funções ou tamanhos de empresas.

Além disso, existem diferentes tipos de anúncios:

  • Conteúdo Patrocinado (Sponsored Content): aumente o alcance e o engajamento das suas publicações no feed de notícias;
  • Mensagem Patrocinada (InMail Sponsored): mensagens que vão diretamente para o inbox do usuário;
  • Anúncios em Texto (Text Ads): anúncios que são exibidos na barra lateral do navegador, que possuem links externos e que geram tráfego para páginas de saída;
  • Anúncios dinâmicos (Dynamic Ads): anúncios personalizados que possuem como objetivo o engajamento. Eles podem sugerir, por exemplo, que o usuário siga sua página no LinkedIn;
  • Anúncios de exibição (Display Ads): anúncios com imagens escolhidas pelo anunciante, semelhante à rede de display do Google Adwords.

Todos os formatos de anúncios no LinkedIn podem ser segmentados, o que faz com que sejam uma poderosa ferramenta na aquisição de leads, tráfego e engajamento.

Capriche no seu perfil pessoal

Tá legal. Até agora você viu diversos recursos que podem ser utilizados por uma Company Page.

Mas por que você não deveria utilizar o seu perfil pessoal para gerar novas oportunidades? Afinal, trata-se de uma rede profissional.

A sua influência no LinkedIn conta muito e pode gerar novos negócios para sua empresa. Isso não é muito bem-visto em outras redes sociais, mas é uma prática muito comum no LinkedIn.

Compartilhe suas ideias, estabeleça conexões, mostre todo seu conhecimento e interaja com as pessoas que podem ser players importantes no seu mercado. Dessa forma, é possível utilizar a sua própria imagem como uma máquina de vendas.

Agora você já sabe como utilizar todo o potencial da ferramenta para fazer bom uso da rede social.

Se você quiser ter acesso a um material ainda mais completo, clique aqui e baixe o ebook essencial para fazer marketing no LinkedIn.

marketing no linkedin ebook

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo