Matemarketing: o que é por que apostar na matemática do marketing?

Matemarketing: o que é por que apostar na matemática do marketing?

O Matemarketing é uma estratégia baseada completamente em números e estatísticas para proporcionar os melhores resultados possíveis. Quer saber como aplicar ela em seu negócio? Descubra aqui!

É inegável o quanto o marketing foi beneficiado com as tecnologias desenvolvidas nos últimos anos.

Agências e empresas deram um salto de qualidade no relacionamento com seu público quando investiram em soluções de automação, por exemplo. Além disso, também merecem destaque os avanços do Matemarketing.

É verdade que alguns profissionais do marketing não contavam em esbarrar novamente com números e estatísticas depois de saírem da faculdade, mas no caso específico dessa estratégia, certamente tem sido um feliz reencontro.

Isso porque o Matemarketing permite que suas estratégias sejam elaboradas com um grau de certeza para um sucesso muito maior do que antigamente, quando o feeling do profissional era o que direcionava as ações do setor e uma torcida se instalava para que tudo corresse bem.

Não sente saudades dessa época nem tampouco quer ver sua empresa retroceder nesse sentido, não é mesmo?

Então, você precisa entender mais aprofundadamente o que é e como funciona o Matemarketing com este post. Mas não se preocupe: pode deixar sua calculadora guardada.

Quais são as principais formas de fazer marketing?

Essa é uma boa pergunta para começar, pois sabemos que existem vários tipos de estratégias de marketing, como o viral, de experiência, fidelização e claro, o de conteúdo.

Na verdade, considerando que o marketing envolve o planejamento, execução e o acompanhamento de ações que visam adequar determinado produto aos seus consumidores ideais, suas possibilidades são infinitas.

Mas a forma de fazê-los, ou seja, como desenhar suas estratégias, essas sim podem ser resumidas da seguinte maneira:

Marketing Intuitivo

O marketing por intuição é aquele que foi durante muitos anos praticado, em um dado momento com bons resultados, em outro com fracassos e prejuízos substanciais.

Isso acontecia por uma razão muito simples: a quantidade de informações que poderiam influenciar e personalizar suas ações era praticamente nula.

Também não haviam ferramentas e indicadores confiáveis para medir a eficiência e registrar o histórico dos resultados para que servisse de referência para futuras ações.

E qual a surpresa nisso tudo?

Algumas empresas ainda apostam nessa modalidade nos dias de hoje, mesmo que em menor proporção ou apenas em alguns de seus canais, como nas estratégias para redes sociais, e-mail marketing ou call center.

Insighful Marketing

No caminho evolutivo, o Insighful Marketing seria uma fase intermediária, contando com a presença de alguns meios para coleta de dados, bem como o acompanhamento quantitativo e qualitativo dos resultados de suas campanhas.

A grande questão é que tais dados não são utilizados massivamente nas estratégias, seja por falta de aderência e aceitação das diretorias das empresas, seja pela falta de recursos necessários para transformá-los em informações relevantes.

Porém, os consumidores estão vivenciando diferentes experiências em suas compras, bem como estão ficando cada vez mais atentos e conscientes sobre os itens que cogitam comprar e suas alternativas.

Atrair e interagir com tais consumidores são tarefas muito mais difíceis hoje em dia sem o apoio de métodos e tecnologias adequadas. É preciso personalizar cada interação, mas ao mesmo tempo primar pela escalabilidade das ações.

Matemarketing

Diante desses novos desafios e com o Big Data nas mãos, surge o Matemarketing, que permite usar números e estatísticas para direcionar a criatividade da equipe de marketing.

As tecnologias em união com o Matemarketing contribuem para a identificação de padrões comportamentais dos consumidores e a realização de análises preditivas que apontam tendências e garantem correções pontuais das campanhas ainda em curso.

E, ainda, seus resultados e estudos prévios podem ser utilizados para justificar investimentos, demonstrando com clareza as probabilidades de sucesso.

Quais as aplicações para o Matemarketing?

No Matemarketing, as ações serão mais personalizadas de acordo com as características do comprador ideal e, portanto, trarão melhores resultados em diferentes etapas. Podemos citar:

Definição da buyer persona

Ao avaliar estatisticamente os dados de compra, histórico de interações, necessidades e desejos dos clientes, é possível definir uma buyer persona muito mais fiel à realidade, fazendo com que suas contribuições para a personalização dos serviços e mensagens sejam muito mais eficientes.

Guia para criação de personas

Aquisição de novos clientes

Considerando que essa é uma das etapas mais desafiadoras do marketing, realizá-la com maiores chances de sucesso é primordial.

Análises do comportamentos dos prospects permite criar interações mais acertadas e dentro do perfil da buyer persona.

Com tais soluções, o investimento na aquisição pode ser direcionado para um público que tenha maior grau de conversão, otimizando os resultados obtidos.

Acompanhamento da performance de estratégias de marketing

O Matemarketing garante que as estratégias sejam personalizadas, mas também apoia no acompanhamento dos resultados e reações em tempo real.

Se ajustes forem necessários, seus indicadores de desempenho apontarão quais elementos devem ser melhorados para o sucesso das campanhas.

Como funciona o Matemarketing?

Essa metodologia pode ser aplicada para diferentes canais e estratégias, mas seu funcionamento será similar para a maioria delas.

Captação de dados

Além de dados de sistemas de gestão de clientes e outros já armazenados, é necessário captar informações que ajudem no direcionamento das ações de marketing específicas.

Criar pesquisas na web, enviar SMS com questionários e incentivar a contribuição do levantamento de dados é primordial para criar um Big Data funcional e estratégico.

É importante buscar informações como as principais dores da sua persona, comportamentos em diferentes canais de aquisição, hábitos, preferências e demais características que ajudem no agrupamento de tendências.

Análises dos dados coletados

Mesmo vindos por formulários, os dados precisam ser organizados e aqueles com qualidade duvidosa, descartados. Esse cuidado permite que tais informações não alterem as tendências reais do comportamento dos leads.

Organizar tais dados significa inseri-los em tabelas ou sistemas que podem traçar as análises e estatísticas.

Criar segmentações, colocar filtros que permitem avaliar os resultados por canais, períodos, entre outros, também pode ajudar. Portanto, é uma etapa fundamental para o sucesso do Matemarketing.

Dados duplicados ou inseridos em campos incorretos podem inviabilizar toda a pesquisa, ou pior, oferecer resultados incorretos.

Identificação de padrões e levantamentos estatísticos

Com os dados organizados, diferentes análises e estatísticas podem ser produzidas com o intuito de identificar padrões comportamentais similares em cada segmento ou canal definido.

Se a ideia é criar uma campanha de email marketing, por exemplo, o padrão comportamental dos leads que usam exclusivamente o call center pode ser desconsiderado.

Acompanhamento de estratégias de marketing

Com os dados tratados e as campanhas criadas, a escolha de indicadores de performance é necessária para, mais uma vez, colocar o Matemarketing a serviço da empresa.

Nesse sentido, ele contribui para a escolha das métricas corretas, que estejam alinhadas com os objetivos da estratégia.

Uma vez que seus resultados estejam performando abaixo do planejado, os números e métodos de análise poderão dar pistas de quais as melhores modificações para corrigir e retomar o direcionamento correto.

É importante também que, ao final das campanhas e ações, uma avaliação seja feita dos resultados obtidos, bem como uma descrição que aponte todo o processo, parâmetros e quais foram as correções feitas.

Tais informações poderão fundamentar futuras estratégias e também servir de referência quando um grupo focal de leads gerados precisar ser analisado.

Por que utilizar o Matemarketing?

Ações de marketing possuem um objetivo claro que é potencializar os lucros dos canais a partir da conexão entre clientes e produtos. Para isso, precisam de investimentos.

O Matemarketing permite que tais investimentos sejam alocados onde podem trazer mais retornos. Também pode indicar quais estratégias estão dando prejuízo e precisam ser revistas.

Além disso, ainda pode ser utilizado para identificar falhas e fazer proposições de melhorias mais acertadas. Uma diminuição no número das vendas do e-commerce, por exemplo, pode ser desvendado com a ajuda do Matemarketing.

Dados sobre as vendas e estatísticas sobre o comportamento dos leads no ambiente virtual podem apontar o motivo da queda. Com as tendências e análise preditivas que o Matemarketing proporciona, é possível avaliar as melhores tomadas de decisão para reverter tal quadro.

Essas informações garantirão melhores tomadas de decisão pois apontarão quais as possíveis soluções e, claro, os resultados que serão obtidos em cada uma delas. Por fim, tais dados também poderão contribuir para que ações preventivas sejam criadas para evitar novas ocorrências como tal.

Em resumo, o marketing baseado em análises matemáticas retira do acaso e do instinto dos profissionais a obrigação de acerto e deixa que estes últimos foquem em trabalhar melhor suas ideias e a criatividade.

Quer saber mais sobre como analisar a performance de marketing do seu negócio? Então não deixe de ler o nosso ebook completo sobre Indicadores de Marketing e OKRs!

Indicadores de Marketing e OKR

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo