Metas SMART

Metas SMART: o que são e como usá-las?

Metas SMART é uma sigla para conseguir definir objetivos de forma mais acertada. O S é para específica, M para mensurável, A para atingível, R para relevante e T para temporal.

Seja na vida profissional ou pessoal, é muito importante ter objetivos. Afinal, eles direcionam os nossos esforços em busca de algo desejado.

Em uma empresa, traçar metas pode aumentar muito a produtividade dos colaboradores, resultando em melhores números para o negócio.

Porém, é preciso ter muito cuidado ao criar objetivos. Eles devem servir para estimular o esforço, nunca o contrário. Nesse sentido, entender e aplicar as metas SMART é muito interessante.

Se você deseja saber o que o método SMART representa, como utilizá-lo e o que ele pode fazer para a produtividade de sua equipe, confira este post:

Como as metas ajudam na produtividade

Imagine que uma equipe de colaboradores recebe a missão de aumentar as vendas. Porém, eles não sabem de quanto deve ser o aumento, como farão, quais recursos terão disponíveis e quanto tempo terão para buscar o resultado.

O efeito será uma equipe perdida. Talvez até consigam melhorar os números de vendas, mas não saberão exatamente como alcançaram e, sem um padrão, uma hora ou outra os resultados serão insuficientes.

A criação de metas é uma forma de estimular os envolvidos em prol de um objetivo. Para as empresas, em um cenário em que o meio digital permite a criação de novos negócios a cada dia, a concorrência cresce bastante.

É preciso buscar, constantemente, novos objetivos, sempre com foco em melhorias contínuas.

As metas servem como um direcionamento. Você traça um objetivo, um lugar onde quer chegar ou algo que deseja conquistar. Então, analisa e considera ações que o levarão até o resultado esperado.

Vários caminhos são possíveis, cada um com as suas dificuldades e as suas oportunidades. Deve-se, então, analisar as melhores práticas e comparar os efeitos.

Imagine a seguinte meta: aumentar o tráfego no site da empresa em 200% no período de 5 meses com ações de marketing digital. Essa é uma meta, específica e clara para a equipe.

Porém, o marketing digital apresenta diversas oportunidades, como a presença nas redes sociais, a criação e divulgação de conteúdo relevante ao público-alvo, entre outras. Cada uma dessas ações representa um investimento necessário, e cada investimento terá um retorno diferente.

Então, é interessante observar quais alternativas são mais eficientes. As que demandam menor investimento e retorno mais rápido e consistente. A partir dessa análise, pode-se criar um bom plano de ação, com dados que servirão de base para a tomada de decisões.

Mas, para que o plano de ação seja possível, é preciso construir metas inteligentes, que realmente direcionem a equipe até os objetivos: as metas SMART!

O que são as metas SMART

O método SMART é uma forma eficiente de criação de metas. Funciona como uma espécie de checklist, na qual cada meta é verificada e avaliada se possui os requisitos para atingir o resultado.

Na palavra SMART, cada sigla tem um significado. Vamos falar de cada um a seguir:

S — Specific, ou específica

Para que se consiga alcançar os objetivos traçados em uma meta, é necessário que todos os envolvidos tenham claro entendimento do que se trata. Para isso, ela deve ser específica.

Usamos um exemplo que é interessante: aumentar as vendas. Se essa fosse uma meta, ela não seria específica.

Os colaboradores que seriam os responsáveis por segui-la não teriam o entendimento necessário para criar um plano de ação eficiente. Da forma com que foi construída, se as vendas aumentassem 1%, mesmo que se para isso fosse necessário investir bastante dinheiro, a meta teria sido alcançada, não é mesmo?

Para ser específica, uma meta deve responder as seguintes perguntas:

  • o que eu quero alcançar com essa meta?
  • quem será ou quem serão os responsáveis por ela?
  • onde ela será realizada?
  • como ela será conquistada?
  • por que ela deve ser seguida?

Portanto, fica claro que qualquer meta traçada deve ser específica.

Para melhor entendimento das metas SMART, vamos trabalhar na construção de um caso, usando o exemplo anterior, de aumentar as vendas. Assim, a cada letra o nosso objetivo vai ganhar representatividade.

Para ser específica, vamos considerar que desejamos aumentar a venda mensal online da empresa em 10%. Vejamos se ela é uma meta específica:

  • o que eu quero alcançar com essa meta? Aumentar as vendas em 10%
  • quem será ou quem serão os responsáveis por ela? A equipe de marketing
  • onde ela será realizada? Online
  • como ela será conquistada? Com divulgação de conteúdos relevantes
  • por que ela deve ser seguida? Queremos aumentar a participação online

Agora, sim, é uma meta específica. Os colaboradores envolvidos saberão onde eles têm que chegar. Mas, para fazer parte das metas SMART, ainda faltam alguns pontos.

M — Measurable, ou mensurável

Como criar uma meta se ela não pode ser medida? Isso não faria nenhum sentido.

Imagine que você quer aumentar a satisfação dos clientes com a sua marca. Porém, você não faz essa avaliação, não tem uma pesquisa de satisfação. Então, você não conseguiria acompanhar o desempenho das ações e dizer que a meta foi alcançada.

Poderia estar investindo dinheiro e tempo em ações sem resultado e deixando grandes oportunidades de lado.

Na meta que estamos criando, colocamos o objetivo em 10% de aumento. Portanto, para avaliar o desempenho das estratégias, precisamos acompanhar os números.

Para uma meta ser mensurável, ela deve responder as questões:

  • qual é o resultado esperado?
  • quanto tempo será necessário para a equipe alcançar a meta?

Trabalhando em nosso caso, teremos:

  • qual é o resultado esperado? Aumento de 10% nas vendas online
  • quanto tempo será necessário para a equipe alcançar a meta? 4 meses

Mas imagine que, com essa meta, nossa equipe conquistou o objetivo facilmente em 1 mês. Então, para incentivar ainda mais a equipe, aumentamos a meta para 70% de aumento. Será que é atingível?

A — Attainable ou atingível

Do que adianta criar uma meta se ela não pode ser atingida? Apesar de parecer óbvio, muitas empresas pecam nesse ponto durante a criação dos objetivos.

Esse erro é muito prejudicial, pois pode desmotivar a equipe e gerar uma enorme frustração. Estratégias e ações serão desenhadas, mas os resultados esperados não serão alcançados.

Portanto, antes de criar uma meta, é fundamental avaliar os seguintes pontos:

  • com base no histórico, é possível atingir o objetivo traçado?
  • qual a opinião dos colaboradores. Eles acreditam que é possível?

No nosso caso, a 1ª meta era de aumentar em 10% as vendas. Esse marco foi alcançado facilmente e aumentamos para 70% o alvo.

Porém, com algumas análises, vimos que esse número ainda não é possível para o prazo determinado. Por isso, vamos objetivar o aumento de 50%, um número que avaliamos e acreditamos que pode ser atingido.

R — Relevant, ou relevante

Quando você cria uma meta e designa responsáveis, serão elaboradas estratégias para que os resultados sejam alcançados. Porém, quanto mais relevante for a meta, mais motivados estarão os envolvidos. Claro, considerando que sejam metas alcançáveis.

Uma meta que não gera efeito sobre o negócio fatalmente não será tratada como prioridade. Para criar uma meta relevante é importante olhar os principais números da empresa, como o faturamento, número de clientes e lucro. Assim, uma meta relevante terá impacto direto nesses indicadores.

Na meta que estamos criando (aumentar em 50% as vendas no site, no período de 4 meses, para melhorar a presença online), fica claro que, se for alcançada, ela impactará diretamente no lucro e faturamento da empresa. Ou seja, ela é relevante.

T — Time based, ou temporal

O último ponto das metas SMART é extremamente importante. Qualquer meta traçada deve ter prazo. Se você cria um objetivo e não estabelece um tempo, ele pode ser alcançado em 1 dia, 1 mês, 1 ano.

Nesse quesito, a nossa meta já está correta, pois estabelecemos o período de 4 meses para o objetivo.

Então, vamos ver como ficou a nossa meta no método SMART? Podemos escrevê-la da seguinte forma:

“a equipe de marketing aumentará em 50% as vendas no site, no período de 4 meses, para melhorar a presença online, garantindo um aumento significativo no faturamento da empresa. A estratégia adotada será com base em marketing de conteúdo.”

Percebeu que essa meta atende todos os requisitos que listamos? Ela é específica, mensurável, atingível, relevante e temporal. Toda a equipe envolvida estará empenhada em conquistar o objetivo e todos têm a ganhar, colaboradores e empresa.

3 dicas para conquistar bons resultados

Agora que você já conhece o conceito das metas SMART, vamos dar 3 dicas rápidas para que você construa objetivos relevantes e consiga melhores resultados.

1. Sempre monitore o desempenho das ações

É fundamental que você e a sua equipe acompanhem o desempenho de cada meta traçada. Se a meta tem o prazo de 4 meses, como no exemplo que criamos, não deixe para avaliar o resultado no final do prazo.

De acordo com as ações, crie uma periodicidade e as avalie. Pode acontecer de você ter que mudar os planos durante o caminho. Então, quanto mais rápido isso for identificado, melhor será.

2. Mantenha todo o time envolvido

O sucesso de um objetivo depende do empenho de toda a equipe. Na criação das metas, delegue responsabilidades para envolver todo o time.

Conscientize as pessoas que o resultado esperado só será conquistado com a ajuda de todos. Isso aumentará o engajamento dos colaboradores e a satisfação, já que o sucesso será compartilhado.

3. Apresente os resultados

Quando uma meta for alcançada, faça questão de apresentar os resultados. Mostre que a sua equipe se empenhou bastante para superar as expectativas. Valorize o trabalho e o esforço.

Neste post, vimos que trabalhar com objetivos pode aumentar bastante a produtividade da empresa. Porém, para criar estratégias eficientes, é preciso planejamento.

As metas SMART são ótimas ferramentas, garantindo que o trabalho siga um propósito correto e que os colaboradores queiram realmente cumprir os objetivos.

Agora que você já sabe sobre as metas SMART, confira 15 dicas para ser um bom vendedor e arrebentar as metas todo mês.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo