planejadores de palavra-chave

8 ferramentas de palavra-chave que você precisa conhecer

Quer começar a ranquear para as melhores palavras chaves do seu nicho de mercado e alcançar sua persona? Separamos os melhores planejadores de palavra-chave (alguns gratuitos) com tutoriais rápidos para cada um deles, para você melhorar ainda mais sua estratégia de marketing de conteúdo!

A sinergia entre a tecnologia e o marketing digital produz uma série de ferramentas que auxiliam os profissionais da área a executarem melhor o seu trabalho.

Nesse sentido, uma das soluções mais úteis são as ferramentas de palavra-chave.

Afinal, a pesquisa pelos termos ideais para utilizar em suas campanhas de links patrocinados, de SEO ou de marketing de conteúdo é fundamental, pois permitem que você invista seus esforços em criação de conteúdo de qualidade da melhor forma possível.

Esses planejadores servem, basicamente, para identificar oportunidades de palavras-chave. Para isso, eles analisam a concorrência e a relevância dessas palavras, sugerem termos relacionados e espionam as keywords utilizadas pelos sites concorrentes.

No mais, essas ferramentas baseiam-se em dados para entender como o público pesquisa pelas soluções para os seus problemas.

Após essa explanação inicial sobre a função e a importância das ferramentas de palavra-chave, vamos listar as 8 principais que você precisa conhecer e te ensinar a usá-las desde já. Acompanhe!

O Guia de SEO da Rock Content

Aprenda com a empresa especialista do mercado a fazer uma boa estratégia de SEO.


1. Google Keyword Planner (gratuito)

O Keyword Planner é uma das ferramentas mais conhecidas e completas desse segmento. Ela é fornecida gratuitamente pelo Google e seu uso é obrigatório para qualquer profissional de SEO e marketing de digital.

Pontos positivos

Por ser uma ferramenta do Google, o Keyword Planner é reconhecido e se destaca por gerar dados de uma das fontes mais confiáveis do mundo.

Além disso, como muitas das estratégias de SEO e links patrocinados são voltadas para o Google, essa plataforma cai como uma verdadeira luva pois permite identificar oportunidades de termos que são muito concorridos em mídia paga, destacando o quanto você vai poder economizar se gerar um conteúdo de qualidade para responder àquele termo de busca.

Pontos negativos

Apesar de ser do Google, ser gratuito e possuir diversas funções úteis, esse planejador também conta com algumas desvantagens.

Uma delas é a falta de especificidade no volume médio de pesquisas: nesse dado, a plataforma exibe apenas uma faixa relativa de acessos, como de 1 mil – 10 mil, 100 mil – 1 mi etc.

Outra é que ainda não é possível analisar os dados dos concorrentes devido à falta de exposição das informações de outros competidores.

Como funciona

Utilizar o Keyword planner é bem simples e demora poucos segundos para começar.

Basicamente, você deve acessar a página inicial da ferramenta e clicar em “encontrar palavras-chave”:

Tutorial Keyword Planner

Depois de preencher o seu termo de pesquisa, você verá uma tela que mostra os dados dos termos buscados, dos grupos de anúncio e das palavras-chave sugeridas.

São informações sobre concorrência, volume médio de pesquisas mensais e valor de lance indicado.

tutorial kewyord planner

(Gostou? Este post explica direitinho como configurar o Keyword Planner e ainda te dá dicas sobre como usá-lo estrategicamente.)

2. SEMrush (planos gratuitos e pagos)

Uma plataforma mais completa do que a do Google é o SEMrush.

Ela é a preferida de muitos profissionais de marketing pelo mundo, e você entenderá o porquê.

Ela possui as principais funções e informações do Keyword Planner, como indicar o volume de buscas (aqui, essa informação vem em números absolutos), termos relacionados de pesquisa e o CPC médio das palavras-chave.

Pontos positivos

O SEMRush mostra a competitividade dos termos buscados por meio de um sistema de pontuação, exibe uma tendência de pesquisas para as palavras-chave em questão (função do Google Trends) e indica as páginas e domínios que melhor estão ranqueando organicamente para os termos pesquisados.

Outra funcionalidade super bacana do SEMrush é o seu campo de busca para analisar os concorrentes.

Para fazer isso, basta colocar os domínios que você quer avaliar para verificar, por exemplo, as palavras-chave que melhor ranqueiam os sites desses competidores e os backlinks dessas páginas.

Pontos negativos

Sabe aquela história de que nada bom é de graça?

Pois é: esse é o grande problema do SEMRush. Embora ele possua uma versão gratuita, ela é bastante limitada pois só permite que o usuário faça uma quantidade máxima de pesquisas diárias e um número limitado de palavras-chave relacionadas exibidas.

A versão premium também não tem um preço lá muito em conta (a partir de $99 por mês), mas quem paga também tem um arsenal de informações à disposição.

Como funciona

Depois de criar sua conta inicial no site, utilizar o SEMRush é bem simples e direto.

Já na página inicial, você pode digitar o termo de busca que pretende analisar (e escolher o idioma do termo):  

tutorial semrush

Na página que abrir, você encontrará várias informações relevantes sobre o termo em análise, como o volume de pesquisas mensais, número de páginas que ranqueam para aquela palavra-chave:

tutorial semrush (2)

Descendo um pouco mais, você verá variáveis daquele mesmo termo e ainda palavras-chave relacionadas (para inspirar mais sua estratégia e te dar insights sobre como as pessoas procuram informações sobre aquele assunto).

tutorial semrush (3)

Se você quer tirar o máximo do SEMRush e entender como fazer pesquisas por domínio e como usar o painel de ferramentas SEO, não deixe de conferir nosso tutorial completo.

3. Keywordtool.io (planos gratuitos e pagos)

Se você ainda está começando a aprender SEO e pesquisa de palavras-chave ou não quer nada muito complicado, você precisa conhecer o Keywordtool.io um dos planejadores de palavra-chave que se destaca pela sua interface fácil de usar.

Ele funciona como o “auto complete” do Google, em que você digita uma palavra-chave e a ferramenta oferece uma série de sugestões com base no termo pesquisado.

Pontos positivos

Ela é muito útil para quem busca por palavras-chave do tipo long tail (termos e expressões mais longas, porém mais segmentadas e melhores para conversão).

Além do mais, ela permite fazer análises com base nos buscadores do Bing, YouTube, Amazon e App Store.

Pontos negativos

Mais uma vez, o problema aqui é que se você quiser ter acesso aos dados de volume de pesquisa, CPC médio e concorrência, precisará utilizar a versão premium da plataforma (com planos que começam em 48 dólares/mês).

Como funciona

Como disse acima, o Keywordtool.io dá um show em simplicidade e praticidade.

Para usá-lo, basta acessar sua homepage e digitar o termo de busca em questão, assim como o idioma/país em questão:

tutorial keywordtool.io

Você encontrará as palavras-chave únicas encontradas para aquele buscador em questão de segundos.

tutorial keywordtool.io (2)

Infelizmente, para tirar o máximo da ferramenta, você vai precisar do plano premium.

4. Ahrefs (planos pagos)

Queridinho de todo profissional de SEO mais experiente, o Ahrefs possui um funcionamento parecido com o do Keyword Planner, mas ele trabalha com dados mais precisos e específicos.

A ferramenta exibe o volume de pesquisa, a quantidade de resultados exibidos, o CPC médio e uma pontuação de dificuldade por palavra-chave buscada e seus diferentes tipos de correspondência (exata, combinação de frase, etc.).

Pontos positivos

Por ser tão preciso e específico, o Ahrefs é muito usado em estratégias de link  building: ele ajuda a encontrar possíveis parceiros para termos competitivos de forma precisa.

Além disso, ele também fornece ideias de termos relacionados e suas respectivas informações de pesquisa.

Pontos negativos

A desvantagem fica por conta de ter que pagar para usá-la desde o início (1 dólar por dia na primeira semana e depois 99 dólares/mês).. Entretanto, mesmo que você cancele o plano antes de ser cobrado, você ainda poderá usar a plataforma por mais algum tempo.

Como funciona

Justamente por causa dessa limitação de uso gratuito, o próprio Ahrefs disponibiliza diversos tutoriais práticos sua página do YouTube para mostrar exatamente porque vale a pena investir nele.

No vídeo abaixo, aprenda na prática como usar a ferramenta para fazer análises de palavra-chave que vão muito além do volume de busca.

 

5. Moz Keyword Explorer (planos gratuitos e pagos)

Quem já trabalha com marketing digital há pelo menos 3 anos, com toda a certeza já ouviu falar de Rand Fishkin, o saudoso “mago da Moz”.

Fishkin já não está mais na equipe da Moz mas foi um dos grandes responsáveis pelo sucesso da empresa (lembram-se do Whiteboard Friday?) e da popularização do Moz Keyword Explorer.  

O Keyword Explorer é uma das extensões da suíte de ferramentas da Moz para SEO. Ela não se difere muito de outras opções já citadas aqui no texto, especialmente do SEMrush.

São funções muito parecidas, como a indicação de termos relacionados, dados de concorrência e volume de buscas e pontuação de dificuldade para pesquisas orgânicas para as palavras-chave.

Pontos positivos

Essa questão da pontuação é o grande diferencial da ferramenta da Moz e é o que a torna uma das mais confiáveis no mercado.

Ela pontua um termo em uma escala de 0 a 100, sendo que quanto maior o número, maior a dificuldade para ranquear bem para aquela palavra-chave.

A ferramenta também exibe uma pontuação de 0 a 100 para oportunidade e potencial para as palavras-chave pesquisadas. Além disso, ela exibe o Domain e o Page Authority das páginas mais bem ranqueadas por palavra-chave.

Pontos negativos

A desvantagem novamente é que seu plano gratuito se limita a duas pesquisas diárias por usuário. No entanto, também é possível ter acesso aos recursos completos na versão gratuita de testes por 30 dias. Já a versão paga está longe de ser das mais baratas (149 dólares mensais).

Como funciona

Também muito intuitiva, usar essa ferramenta começa na homepage do site, onde você já digita o termo que você quer pesquisar. Note que você vai precisar fazer um login para começar:

tutorial moz keyword explorer

Depois de ativar sua conta clicando em um link de verificação enviado para o seu e-mail, você já pode começar a usar uma das suas 20 pesquisas gratuitas do mês.

tutorial moz keyword explorer (2)

É interessante notar que essa ferramenta nem sempre vai ter muitos dados para pesquisas em português no Brasil, por ainda estar começando a ser vendida por aqui.

De qualquer forma, assim como o Ahrefs, o Moz Keyword Explorer conta com um super tutorial desenvolvido pela própria ferramenta que te mostra, em detalhes, como tirar o máximo de seu uso.

6. Übersuggest (gratuito)

Voltando as ferramentas com foco em sugestões de palavras-chave, chegamos ao Übersuggest.

Essa ferramenta, assim como o Keywordtool.io, também se destaca pelo seu visual limpo e bem intuitivo.

O que era bom ficou ainda melhor no começo de 2018, quando o expert do Marketing Digital Neil Patel anunciou a compra da ferramenta e decidiu otimizá-la, trazendo recursos específicos para mídia paga.

Pontos positivos

Além de ser ótima para pesquisar palavras-chave mais específicas de cauda longa, a Ubersuggest ela é valiosa por mostrar sugestões de palavras-chave para buscas nas abas do Google Imagens, Notícias, Vídeos e Shopping.

As sugestões de palavras relacionadas aparecem em ordem alfabética, o que facilita bastante a busca. Além disso, você pode fazer um download de uma planilha com os resultados exibidos.

Ah, e precisa falar? A melhor parte é que essa sim é 100% gratuita!

Pontos negativos

Ao contrário de outras ferramentas analisamos neste post, a Ubersuggest não conta com funcionalidades muito completas de competitividade entre domínios e nem de autoridade de página.

Suas funções são exclusivamente as listadas acima.

Como funciona

Na minha opinião, a Ubersuggest ganha de todas no quesito facilidade de uso e experiência de usuário.

Ao acessar a homepage, você encontrará uma tela bem simples:

tutorial ubersuggest

O que você encontra ao clicar em “look up” é uma página de resultados bem objetivos com tudo que você precisa para otimizar seus esforços em conteúdo para aquele termo de busca:

tutorial ubersuggest 2tutorial ubersuggest 3

Ao final da página, você encontra um botão para exportar em CSV todos os resultados.

Tudo isso sem login, cadastro nem cartão de crédito.

7. Keyword Eye (pago)

O Keyword Eye é mais uma ferramenta voltada para a indicação de palavras-chave relacionadas, análise de competidores e avaliação de dados de pesquisa e concorrência.

Mas porque ela merece entrar nessa lista, se suas funcionalidades não se diferem muito das demais?

Pontos positivos

O que destaca o Keyword Eye é que ela é uma plataforma extremamente visual e lúdica. Quando você faz uma pesquisa por um termo ou um domínio de um site nela, a ferramenta exibe as palavras-chave em uma nuvem.

Nessa nuvem, as sugestões aparecem em diferentes cores e tamanhos, que servem para diferenciar os volumes de busca e a competitividade pelas palavras-chave.

Isso é ótimo para fazer apresentações para os clientes menos acostumados com esse universo de SEO e palavras-chave.

Pontos negativos

Como nem tudo que é bom vem facilmente assim, esse planejador só pode ser usado em sua versão paga, que não é tão caro assim (17 dólares por mês).

Como funciona

Sem assinar um pacote, não é possível tirar nem uma casquinha do potencial da ferramenta.

Mas não desanime: se você precisa provar o ROI de uma estratégia de SEO e apresentá-la para pessoas que não entendem muito do assunto, vale a pena investir na Keyword Eye.

Nesse post você encontra um tutorial que vai te mostrar na prática toda essa questão visual da ferramenta.

8. Google Search Console (gratuito)

Começamos por uma ferramenta do Google e terminaremos com mais uma.

O Search Console é a plataforma que substituiu o antigo Webmaster Tools.

Atualmente, ela possui uma função bem específica no que se refere ao planejamento de palavras-chave. Ela permite o que eu gosto de chamar de “um olhar para dentro”.

Pontos positivos

Além de ser gratuita e confiável (por ser do Google), no Search Console

você poderá verificar as palavras-chave que estão trazendo mais resultados para o seu site ou blog.

É possível analisar as palavras-chave que mais geram cliques, impressões, taxa de cliques e as mais bem posicionadas no Google. Isso além de conferir os períodos em que elas tiveram uma melhor ou pior performance.

Esses dados ajudarão a mostrar quais palavras-chave devem continuar recebendo um investimento e quais precisam ser revistas.

Enfim, é uma ferramenta bem útil para planejar palavras-chave com estratégias de marketing de conteúdo e SEO já em pleno funcionamento.

Pontos negativos

Não é muito o objetivo da ferramenta permitir uma análise externa então ela não é a melhor para se analisar a concorrência.

Inclusive, você pode aprender mais sobre o Search Console com nosso guia completo da ferramenta!

Guia do Google Search Console

Como funciona

Hoje em dia, o Search Console é muito mais do que uma ferramenta para palavras-chave e, por isso, entendê-lo por completo demanda um pouco mais de pesquisa. A boa notícia é que nosso guia definitivo pode te tornar um expert na ferramenta em menos de uma hora.

Mas para começar a usar o seu Search Console no quesito palavras-chave, você deve se logar na plataforma, ir até a aba “Search Analytics” e filtrar as pesquisas por “Consultas”.

Se seguir esses dois passos, você vai ver um painel assim:

Google Search Console para pesqiusa de palavra-chave

Nele você já terá muitos insights sobre o comportamento de pesquisa da sua persona dentro do seu site.

Você também conseguirá ver coisas como links que levam para o seu site, links internos que levam à outras páginas e muito mais.

Conclusão

Ao final dessa lista, uma coisa precisa ficar clara: você não precisará aprender a mexer em todas elas!

A ideia foi mostrar os prós e contras de cada uma e, com isso, facilitar sua vida na hora de escolher as ferramentas que mais se encaixem com suas demandas.

Faça alguns testes com esses planejadores de palavra-chave e veja qual você se acostuma a mexer melhor com o tempo.

No máximo, você deverá combinar duas, três ou quatros ferramentas, desde que elas complementem funções que as outras não possam cumprir.

Por exemplo, o Keyword Planner pode ajudar com o planejamento inicial, o Moz ou o SEMrush com a análise da concorrência e o Keywordtool.io com a busca por palavras-chave mais longas.

Assim, você terá acesso a uma base de dados mais ampla e completa para embasar suas decisões sobre a escolha de palavras-chave para as suas campanhas.

Fazer uma boa pesquisa de palavras-chave é um dos principais fatores para dominar as SERPs. Quer saber os outros? Confira nosso ebook Segredos do Tráfego Orgânico e entenda o que nós fazemos!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo