Por que os seus executivos precisam blogarmarketing que lida com pequenos e médios negócios, sabe que cada ramo de atuação é específico e que vai precisar adequar as suas estratégias para segmentos diferenciados.

">

Por que seus executivos precisam blogar? Aqui estão 5 motivos

A sua empresa já possui um blog corporativo?

Se sim, então vocês já estão no caminho certo!

E os seus executivos, eles também participam do processo criativo, escrevem e colocam sua imagem pessoal à frente dos textos?

Se isso não acontece, é sinal de que ainda não entenderam a importância de blogar.

E olha que lugares para publicar conteúdos de qualidade não faltam, como o próprio site da empresa, blogs pessoais, canais de vídeo e em plataformas de conteúdo, como o LinkedIn Pulse e o Medium.

Neste artigo, você compreenderá as razões pelas quais um executivo precisa promover sua própria imagem e como isso pode ser bom para a sua empresa.

Para isso, selecionamos 5 motivos. Confira a seguir!

1. Gera credibilidade para si e para sua empresa

Quando você tem um problema em seu carro, a preferência é deixar o veículo sob os cuidados de um mecânico de confiança, não é verdade?

O mesmo vale quando você precisa fazer uma obra em casa, e busca os pedreiros com boas referências, ou quando vai a um restaurante de um chef conhecido.

Como você pôde perceber, credibilidade é um fator presente nas decisões de compra de diversos produtos e serviços. Em todos esses exemplos, o que há de comum é a representatividade das pessoas que encabeçam os serviços prestados.

Por esse motivo, é muito importante que os CEOs e os demais gestores de uma empresa comecem a blogar.

Trata-se de uma boa oportunidade se promoverem como uma liderança e uma referência em seus respectivos setores.

Claro que isso depende de uma produção regular de conteúdos úteis e valiosos para o seu público-alvo.

Esses materiais precisam transmitir conhecimento, relevância e, acima de tudo, confiabilidade para o público.

Com o tempo, esses fatores vão se transformando em um peso a favor da sua empresa nas decisões dos consumidores.

Afinal, as pessoas se sentirão mais confortáveis em fechar negócio com quem já provou e é reconhecido pelo seu conhecimento do mercado.

2. Possibilita um relacionamento mais próximo com o público

Normalmente, a produção de conteúdo do blog de uma empresa é direcionada à equipe de marketing, certo?

Aos gestores, os dados que geralmente retornam são os leads gerados, o custo por leads, as oportunidades reais de negócios criadas, os clientes convertidos, enfim, informações que focam muito nos resultados e pouco em detalhes mais específicos, como o feedback do público.

Quando um executivo se propõe a escrever, ele passa a ter, também, um contato mais direto com os leitores.

Só o fato de divulgar a sua imagem a cada texto já atiça a curiosidade e a expectativa do público, visto que é um líder da organização que está se pronunciando.

Com a possibilidade de trocar ideias com os leitores por meios dos comentários e e-mails, os executivos têm muito a se beneficiar.

Eles podem entender o comportamento, as curiosidades e dúvidas das pessoas, bem como aprender e melhorar com suas sugestões, críticas e respostas.

Para a audiência, é a oportunidade de receber atenção e interagir com um tomador de decisão, um profissional de alto escalão que, na visão do público, tem mais autoridade para exprimir suas opiniões e ideias.

3. Humaniza a marca da organização

Para entender este tópico, você precisa ter uma coisa em mente: as pessoas gostam de se relacionar com outras pessoas.

É isso que tem feito as empresas buscarem, cada vez mais, a humanização de suas marcas.

Esse processo pode acontecer de diversas formas, como uma escrita mais informal, publicações de fotos dos bastidores e a participação direta dos executivos na produção de conteúdos.

Quando há um rosto por trás das postagens, torna-se possível acrescentar elementos mais pessoais, como opinião, humor e emoções.

Não que em uma publicação impessoal não deva ter, mas é mais difícil para os leitores comprarem sentimentos de um post sem assinatura.

Em seu blog, o executivo pode escrever sobre eventos em que ele participou, dar dicas pessoais de liderança, opinar sobre uma novidade no seu mercado, mostrar um pouco da sua rotina de trabalho, enfim, tipos de postagens que não caberiam muito em um blog corporativo, mas que têm um potencial enorme de gerar empatia com o público.

Outra boa maneira de promover a imagem de um gestor é colocá-lo a frente de vídeos institucionais e educativos em seus canais e páginas nas redes sociais.

Essa é uma alternativa boa para aqueles que dizem que não têm muita aptidão ou tempo para escrever.

O vídeo, além de ser o formato de conteúdo mais consumido, cria uma proximidade maior com o público.

Afinal, as pessoas podem ver e ouvir os líderes de uma empresa, tornando o contato ainda mais pessoal e menos distante.

4. Aprimora o conhecimento dos executivos

Escrever textos e preparar conteúdos para vídeos também são ótimas formas de os gestores se atualizarem.

Muitas vezes, o tempo útil dos executivos é tomado por tarefas exaustivas e, com isso, abrem-se poucas brechas para estudar mais sobre a sua área de atuação.

Para blogar, os líderes precisam tirar um tempo para pesquisar. Essa experiência pode ser muito proveitosa, já que eles podem ter contato com novas fontes de informação, tendências de mercado e outras referências do setor.

Além disso, os executivos ainda podem melhorar algumas habilidades importantes, como pensamento crítico, escrita, planejamento e, principalmente, comunicação.

Em suma, ao escreverem sobre aquilo que mais gostam e entendem, os gestores podem, de quebra, renovar seus conhecimentos e se tornarem profissionais mais completos e capacitados.

5. Permite uma disseminação escalável e visibilidade permanente

Uma vantagem de blogar é que como os conteúdos são postados na internet, eles ficarão por ali até que o local de publicação seja desativado.

Um vídeo ou artigo publicado podem continuar gerando resultados mesmo depois de meses ou anos após sua postagem – principalmente se forem conteúdos perenes.

É bem diferente de comprar um espaço em jornais, revistas ou na TV. Nesses canais mais tradicionais, a veiculação para assim que o pagamento termina.

Quando você posta em um blog ou no LinkedIn Pulse, por exemplo, há a possibilidade das pessoas compartilharem o seu conteúdo para as suas respectivas redes sociais. Isso sem contar as visitas que chegam de buscas no Google.

Dessa maneira, os posts podem ganhar uma promoção espontânea e ainda serem repercutidos pelos mais diversos canais na internet.

Como os executivos gostam de soluções que demandam investimentos baixos, eles enxergarão com melhores olhos a necessidade de blogar com frequência.

Os motivos para os gestores de uma empresa começarem a blogar são os mais variados possíveis.

Eles podem ser convencidos da possibilidade de se posicionarem como uma referência no mercado, de humanizarem a imagem da sua organização ou até de gastarem menos para atrair admiradores e potenciais clientes da marca.

Enfim, há uma série de vantagens que derrubam quaisquer objeções dos executivos em participarem ativamente da produção de conteúdos.

Agora, você pode mostrar aos seus executivos as razões pelas quais eles devem blogar, não é verdade?

Então, caso gostem da ideia, não deixe de apresentá-los, também, os 13 tipos de Conteúdo que todo blog precisa ter.