Posts satélites

Rock Labs: Entenda tudo sobre posts satélites e como eles podem te levar para o topo da SERP

Uma estratégia para colocar o seu blog no topo das SERPs é exatamente o que você precisa? Então o André Mousinho, nosso especialista em SEO, vai mostrar para você como aplicar os posts satélites para obter resultados. Confira!

Marketing Digital, Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo, SEO, ecommerce, publicidade, Hashtag. Sabe o que todas essas palavras-chave têm em comum? Pra todas elas, o primeiro lugar no Google é a Rock Content.

No Rock Labs de hoje eu vou ensinar para vocês uma das principais estratégias de SEO que eu utilizei pra conquistar a primeira posição para essas palavras-chave tão disputadas. Confira!

[Confira a tradução do vídeo a seguir]

Bem-vindos a mais uma edição do Rock Labs. No vídeo de hoje a gente vai conversar um pouco sobre uma das principais estratégias de SEO que eu utilizo aqui na Rock Content pra trazer resultados incríveis e rankear para aquele monte de palavras-chave, com alto volume e com alta relevância dentro do mercado, em primeiro lugar.

Bom, essa estratégia se chama posts satélites, e eu vou explicar pra vocês como que ela funciona.

Todo mercado tem suas principais palavras-chave, aqueles termos que são os mais importantes e os mais procurados.

Por exemplo, no mercado de marketing digital, você vai ter palavras como “marketing digital”, “inbound marketing” e “SEO”. No mercado de empreendedorismo, você vai ter “criar uma empresa”, “empreendedorismo”.

Com certeza, enquanto eu falava sobre esses principais termos dentro de um mercado, já veio na sua cabeça aquela palavra-chave que é o seu sonho de consumo, que você queria estar no topo do Google para trazer um tráfego relevante pro seu blog.

O Guia de SEO da Rock Content

Aprenda com a empresa especialista do mercado a fazer uma boa estratégia de SEO.


O que são os posts satélites?

Primeiro, pra você ranquear pra uma palavra-chave altamente disputada e com um volume muito alto de buscas, geralmente você vai precisar de um conteúdo muito completo, diferenciado e único, que vai gerar um valor muito grande no mercado e vai se diferenciar dos seus concorrentes, tendo grandes chances de ranquear em primeiro lugar.

Além disso, você vai ter várias outras estratégias, como link building e divulgação, mas aqui a gente vai falar de uma estratégia específica, que são os posts satélites.

E como funciona?

O post principal é chamado de post pilar. Ele é o post mais importante dessa estratégia, afinal, é ele que você quer que alcance o primeiro lugar pra uma palavra-chave head tail disputada e extremamente relevante.

Alguns exemplos: coaching, empreendedorismo, marketing digital.

Você descobriu essa palavra-chave porque você sabe o que o seu público está procurando, mas saber o que ele está procurando é muito diferente de saber o que ele quer encontrar.

Por isso é fundamental você entender a intenção do seu usuário e ver os principais tópicos que são discutidos dentro desse assunto.

Algumas maneiras de você fazer isso é, primeiro, checando o volume de busca das palavras-chave long tail.

Para isso você pode ir numa ferramenta — como o SEMrush, que eu uso aqui — e fazer uma busca da sua palavra-chave head tail. Para exemplificar estamos usando marketing digital.

Você vai ver que ele vai sugerir várias outras palavras-chave com o volume alto de buscas. São essas palavras que eu quero usar dentro do meu conteúdo.

Afinal, eu já sei que as pessoas que estão procurando a respeito de marketing digital querem ler livros de marketing digital, que tem um alto volume de busca. Elas querem aprender como fazer marketing digital, que também tem um alto volume de busca.

Assim você vai compreer os principais tópicos que você vai abordar dentro do seu conteúdo.

Além disso, você deve conferir os seus concorrentes e ver os tópicos que eles abordam para fazer um conteúdo ainda mais completo que o deles.

Depois de definir os seus tópicos, você vai ter que pensar quais deles merecem um conteúdo específico apenas para eles.

Por exemplo, dentro de um conteúdo de marketing digital, você não vai fazer uma lista de cinquenta, cem livros de marketing digital, porque não é a intenção do seu usuário. Você vai dar uns três ou quatro exemplos, e pronto. Você só quer exemplificar e falar de alguns livros mais importantes.

Mas, se você tiver um conteúdo completo, você vai linkar um ao outro. Isso é um sinal que diz: “olha, se você quiser conhecer mais livros de marketing digital, confira esse outro conteúdo”.

E aí que vem a grande sacada.

Você vai pegar vários desses tópicos relevantes e criar vários outros conteúdos, e todos esses conteúdos estarão linkados para o post pilar, pro post principal. Esses conteúdos de tópicos mais long tail, que são mais específicos.

Eles são os conteúdos satélites, porque eles estarão orbitando seu conteúdo pilar, gerando muita relevância para que ele possa ganhar posições no Google.

Um bom exemplo disso é esse conteúdo aqui, publicidade.

Publicidade é uma palavra-chave extremamente disputada e ela é relevante dentro do nosso mercado também, já que muitas pessoas chegam no mercado de marketing digital por meio da publicidade. Começam estudando publicidade, querendo fazer publicidade e descobrem o marketing digital como uma boa opção de estratégia.

Portanto, para nossa estratégia, essa é uma palavra-chave importante.

Como ela é uma palavra-chave extremamente disputada, era preciso de uma estratégia para conquistar esse primeiro lugar.

Eu defini o post com a estrutura que você pode conferir baseado em palavras-chave que são relevantes dentro do mercado de publicidade.

Ou seja, eu queria fazer um post completo sobre publicidade em que eu abordaria essas palavras-chave, como “publicidade abusiva”, “publicidade nociva”, “planejamento publicitário”, “como funciona uma agência publicitária”, entre outras.

Depois disso eu criei vários outros conteúdos abordando apenas o tópico específico, que também estava presente no conteúdo principal. E, claro, em cada um desses conteúdos o primeiro link era feito para publicidade.

Como essas palavras-chave são menos disputadas, a chance de eu conquistar o primeiro lugar para uma delas é muito mais fácil, e foi isso que aconteceu. Como você pode ver, começamos a rankear em primeiro para “publicidade nociva”, “planejamento publicitário”, “redação publicitária”, entre outras palavras.

E, logo depois disso, o nosso conteúdo de publicidade alcançou o primeiro lugar do Google.

Coincidência? Acho que não.

Os segredos do tráfego orgânico

E por que que essa estratégia funciona tão bem?

Primeiro porque ela vai mostrar para o Google que você é um especialista no tema como um todo, e não que você tem apenas um conteúdo completo sobre aquele tema. Então ele vai entender que você é uma autoridade dentro do seu mercado de atuação, seja ele marketing, publicidade, coaching, empreendedorismo ou o que for.

Isso porque você não está abordando somente um tema ou tópico, você está abordando o tema como um todo e isso é fundamental para você se posicionar como autoridade dentro do seu mercado.

Além disso, as palavras-chave long tail, elas são menos disputadas e possuem um volume de buscas menor. Portanto, é menos difícil você conquistar o primeiro lugar do Google pra uma dessas palavras.

Se você tem um blog novo ou tem muita dificuldade de rankear para uma palavra-chave muito disputada, conquistar o primeiro lugar pra palavras-chave long tail com certeza vai fortalecer o seu blog e o seu site como um todo. Você se posiciona como autoridade, ganha relevância no seu domínio e começa a ganhar backlinks naturais de outras pessoas, fazendo menções naturais ao seu conteúdo.

A partir disso você vai fortalecendo a sua página e todos esses conteúdos que, como eu falei, terão o primeiro link apontando pro seu post pilar. Isso fortalece seu conteúdo, aumentando sua possibilidade de conquistar o primeiro lugar do Google pra uma palavra-chave extremamente disputada.

Então é isso, espero que você esteja preparado pra usar os posts satélites para conquistar resultados de outro mundo.

Se você gostou desse vídeo, dessa vez eu vou fazer diferente. Além de pedir pra você assinar o canal, compartilhar o vídeo, dar um like aqui e marcar pra receber nossas notificações, hoje eu quero perguntar pra você: quais outros temas você quer que eu aborde aqui no Rock Labs?

Vejo você terça que vem, pra mais uma edição do Rock Labs. Vejo você no topo das SERPs!

Transcrição feita pela Oficina Só Português.

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo