Soft skills

Descubra como desenvolver suas soft skills e crescer em sua carreira!

Engana-se quem acredita que ter um bom currículo e domínio de ferramentas é suficiente para se destacar no mercado de trabalho. Cada vez mais as empresas buscam colaboradores que tenham boas habilidades pessoais, conhecidas como soft skills. Entenda quais são essas habilidades e por que elas são importantes.

Destacar-se no mercado de trabalho atualmente requer grande esforço. As exigências das empresas são cada vez maiores: diploma de uma boa universidade, conhecimento técnico de softwares específicos, anos de experiência e por aí vai.

E, nesse universo de requisitos, as habilidades interpessoais — ou soft skills — acabam sendo esquecidas, mesmo que sejam parte natural de toda interação profissional.

Recrutadores que analisam apenas a formação e experiência de candidatos já não é uma realidade. Cada vez mais, a habilidade para trabalhar em equipe, a criatividade, a capacidade para solucionar problemas, a facilidade para se adaptar a mudanças e outros vários fatores têm definido contratações e sendo motivo de crescimentos na carreira.

Isso porque conhecer o perfil comportamental de um profissional é a melhor maneira de garantir que ele exerça bem o seu cargo e se encaixe na cultura da empresa.

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, desenvolver suas soft skills é fundamental!

Faça uma autoanálise para determinar quais são as suas habilidades inatas (aquelas aptidões que você já desenvolveu e/ou possui naturalmente) para usá-las a seu favor e quais são as que necessitam aprimoramento. Por outro lado, é igualmente importante pesquisar pelas soft skills mais valorizadas pelo mercado de trabalho e focar em alcançá-as.

O ideal é que você não só tenha em mente quais são as suas soft skills mais fortes, mas que também saiba relatar experiências e exemplos que comprovem como empregou suas habilidades para atingir um resultado positivo.

Fazer este exercício vai te ajudar tanto em uma entrevista de emprego, quanto em uma avaliação de desempenho com seu superior.

Apesar de cada empresa priorizar certas habilidades em detrimento de outras dependendo da cultura da organização, a principal característica das soft skills é exatamente o fato de serem valorizadas em todo ambiente de trabalho, pois representam particularidades da personalidade do indivíduo.

Conheça algumas das principais habilidades que chamam a atenção de recrutadores e líderes ao montar seu quadro de funcionários e identifique-se nelas:

1. Trabalho em equipe

A forma como você interage com pessoas de todos os níveis hierárquicos — sejam elas superiores, clientes, colegas — define o que você pode oferecer de valor para a empresa como um todo, e não apenas para o seu setor ou equipe. Caso você saiba se comunicar de forma a motivar e inspirar as pessoas, melhor ainda! Isso demonstra que você possui capacidade de liderança, outra soft skill muito valorizada no universo profissional.

2. Comunicação

Primeiro, é preciso “falar a língua” da empresa. Aprenda os jargões mais comuns do negócio e observe como as pessoas se expressam em cada situação. Independente da sua função, saber se expressar e articular bem suas ideias é essencial.

Mas lembre-se que a comunicação tem dois lados e só funciona se ambas as partes souberem tanto falar quanto ouvir.

Se a empresa for multinacional, ser capaz de se comunicar em outro idioma é praticamente obrigatório. Então se você estava em dúvida sobre iniciar aquele curso de inglês que vem adiando a anos ou se inscrever no workshop de oratória para profissionais, é hora de pensar novamente na importância dessas habilidades para sua carreira.

3. Solucionar problemas

Enxergar contratempos e falhas e buscar soluções de forma pró-ativa e autônoma é uma soft skill muito valorizada. Se você for capaz de ter um pensamento analítico ao lidar com um problema e focar em resolvê-lo de forma a não comprometer a sua produtividade ou a de seus colegas, essa é uma vantagem que você tem em mãos. Não se vê nesse cenário? Então é hora de começar a desenvolver essa habilidade!

4. Flexibilidade

Em uma sociedade em constante e rápida transformação, conseguir se adaptar a novos hábitos, processos e ideias é essencial para a sobrevivência de um profissional. Contudo, é preciso não esquecer de manter o foco em seus objetivos e ter certa estabilidade na forma como você trabalha. Caso contrário seu trabalho pode se tornar confuso ou você vai se perder em meio as informações e nem sequer terminá-lo.

5. Criatividade

Um olhar criativo e inovador é o diferencial que toda empresa busca nos membros de suas equipes, sejam elas multinacionais ou startups. Seja para diminuir custos ou aprimorar um produto ou serviço, essa soft skill é determinante para o seu destaque.

6. Pensamento crítico

Atenção: não confunda pensamento crítico com pensamento analítico. Esse último, mencionado no tópico 3 como relevante para o sucesso na resolução de problemas, está relacionado à capacidade de focar em fatos e evidências, dados e informações, como o objetivo de transformar sistemas e métodos complexos em elementos simples por meio de pensamento coerente e lógica.

O pensamento crítico, por sua vez, é sobre reflexão. Acontece quando analisamos uma situação ou informação profundamente para formar um julgamento que reúne bom senso e evidências.

“O pensamento crítico é bem sucedido quando combina efetivamente nossos sentidos ou sentimentos com lógica e intuição, todos aplicados de uma maneira sistemática.” — Dr. Jon Warner

7. Liderança

É a habilidade de tomar decisões e gerenciar pessoas de forma altruísta, ou seja, considerando todos os ângulos e todos os envolvidos. Liderar significa saber administrar o tempo, delegar tarefas de acordo com as habilidades de cada membro da equipe e lidar com pressão. Por isso, é muito importante conhecer não apenas as próprias forças e fraquezas, mas também identificar as soft skills dos colegas de time.

8. Ética no trabalho

Talvez uma das habilidades mais difíceis de desenvolver, porque requer uma mudança de mentalidade. Mas nada impossível de ser alcançado. Profissionais com forte senso ético no trabalho costumam adaptar-se facilmente à cultura da empresa e a novos times, porque entendem o comportamento que deve ser adotado em cada momento e quais serão as consequências para todos os envolvidos.

Para desenvolver ou aperfeiçoar a ética no trabalho, fique atento(a) às competências relacionadas a essa soft skill, como: prestatividade, dedicação, oraganização, independência, motivação, respeito a deadlines e normas, persistência, pontualidade, entre outros.

9. Confiabilidade

Uma das habilidades mais valiosas que você pode oferecer tanto ao seu empregador quanto ao seu cliente é provar-se merecedor(a) da confiança deles. Um profissional confiável gera segurança e um ambiente de trabalho mais equilibrado e estável.

Mas é importante que a confiança tenha origem em fatos, ou seja, trabalhe com seu time focando em alcançarem resultados juntos. Faça das suas ações verdadeiros exemplos, e a confiabilidade virá como consequência.

10. Disposição para ensinar

Um profissional ciente da importância da troca de conhecimento em uma organização não gera valor apenas para a empresa, mas para ele(a) mesmo(a). Orientar novos membros da equipe ou mesmo auxiliar colegas que necessitam de algum esclarecimento em uma área específica colabora para a produtividade e crescimento. Então não se limite a desenvolver suas habilidades, compartilhe-as!

Conhecer suas soft skills é uma maneira eficaz de desenvolver-se em sua função, já que possibilita entender suas forças e fraquezas como profissional. Então a nossa dica é: invista tanto tempo na análise e aperfeiçoamento de suas habilidades interpessoais quanto na redação do seu currículo, afinal, elas são as responsáveis por destacar seus diferenciais.

As soft skills são exatamente isso: muito mais do que conhecimento técnico, fazem parte da personalidade do indivíduo. Ser capaz de utilizar um software não é suficiente se o profissional o faz sem considerar a cultura da empresa ou não está disposto a atender um colega que não possui tal conhecimento ou, ainda, utiliza essa habilidade para demonstrar superioridade.

Daí a importância de identificar as próprias habilidades interpessoais e as das pessoas ao seu redor: elas acrescentam ao seu currículo o aspecto humano que muito negligenciam para favorecer diplomas, quando a verdadeira experiência profissional une tanto técnica quanto comportamento.

Continue aprendendo e desenvolvendo suas habilidades profissionais no blog da Adzuna.