Vender fotos para banco de imagens

Como vender fotos para bancos de imagem? Descubra aqui!

Os fotógrafos profissionais e os amantes da fotografia têm, na internet, uma grande vitrine para o seu trabalho.

Além dos aplicativos de fotografia que permitem a democratização das imagens, há ótimas oportunidades para fotógrafos profissionais divulgarem o seu trabalho nas redes sociais e em sites especializados.

Existe, ainda, a possibilidade de vender fotos para bancos de imagem. Como uma forma de ganhar dinheiro extra, essa prática possibilita ampliar o portfólio e focar em ações mais comerciais.

Além disso, possibilita ao profissional encontrar o seu trabalho estampando em campanhas de diversos segmentos.

Separamos algumas dicas para você, fotógrafo, aproveitar a internet e ampliar o seu faturamento com ações voltadas para os bancos de imagem. Pronto para começar a leitura?

O que são bancos de imagem?

Bancos de imagem são portais nos quais estão disponíveis diversas imagens ou fotografias para uso pessoal ou comercial.

Utilizados, geralmente, para materiais publicitárioscampanhas em redes sociaisimagens destaque em posts para blogs, entre outras finalidades, esses bancos contam com o diferencial de disponibilizar o uso das imagens livres de direitos autorais.

As imagens, para serem utilizadas comercialmente, necessitam do direito de uso. Nesse caso, o fotógrafo licencia ou disponibiliza as suas imagens — não necessariamente de forma gratuita — para fins comerciais como royalty free.

O Google Imagens, por exemplo, não é um banco de imagem, mas uma biblioteca de imagens disponíveis online que possuem restrições de uso de acordo com a sua origem.

Já nos bancos de imagem, as imagens possuem licença de uso concedida pelo autor da fotografia, o qual permite o uso do material também para fins comerciais.

Essa licença significa que o usuário pagará pela imagem apenas uma vez e depois poderá usá-la quantas vezes desejar.

Como funciona a licença da imagem?

Ao disponibilizar uma produção na internet (seja ela texto, vídeo, fotografia etc.) há a necessidade de definir a licença de uso e considerar o que o público poderá fazer com o conteúdo.

Nesse caso, o autor deverá definir se a produção pode ser reproduzidadistribuídatransformada, entre outras utilizações, de forma comercial ou não.

A licença Creative Commons (muito vista no Flickr, por exemplo) é basicamente um acordo entre o autor da fotografia e a pessoa que pretende utilizar o material.

Como uma cessão de direitos de forma temporária, há diversas apropriações que o autor libera em sua obra, como:

  • possibilidade de distribuir, adaptar e criar a partir da obra, inclusive para fins comerciais, desde que possuam os créditos da imagem;
  • possibilidade de distribuir a obra, inclusive para fins comerciais, desde que possuam os créditos da imagem e que ela não seja modificada;
  • possibilidade de distribuir, adaptar e criar a partir da obra desde que possua os créditos da imagem e não seja utilizada para fins comerciais;
  • entre outros.

Essa licença possibilita uma alternativa ao copyright (todos os direitos reservados), oferecendo mais adaptações no uso das obras por parte dos criadores e do público utilizador.

Alguns bancos de imagem possuem particularidades. Porém, sabendo desses detalhes sobre a licença de uso das imagens, é possível entender como, em geral, os direitos autorais funcionam ao vender fotos para bancos de imagem.

Em quais sites posso vender fotos para bancos de imagem?

Agora que você já sabe o que são bancos de imagem e como funciona a licença de uso, é importante conhecer como acontece a venda das fotografias, considerando as particularidades de cada um.

Listamos 4 sites para você conhecer e apostar na renda extra com as suas fotos:

⒈ Dreamstime

Dreamstime é um banco de imagem que auxilia fotógrafos na venda online das suas fotografias, disponibilizando imagens de qualidade para fins pessoais ou comerciais.

Para participar da comunidade de fotógrafos do Dreamstime, você pode se inscrever no site, preencher o cadastro e enviar as primeiras imagens para avaliação.

Você receberá um e-mail sobre a aprovação do seu cadastro e avisando que as suas imagens já estão disponíveis no site.

preço das imagens dependerá da quantidade de downloads, ou seja, imagens com mais downloads possuem preço de venda mais elevado.

Nesse caso, o fotógrafo ganha de 20–25% do valor pago pela imagem.

Além disso, se a imagem for exclusiva (não estiver disponível em outros sites), o fotógrafo ganha um bônus de 10%, enquanto que fotógrafos exclusivos ganham 60% mais um bônus por imagem enviada e aprovada.

Ah, para receber o pagamento, é necessário atingir o valor de 100 dólares.

⒉ Shutterstock

Shutterstock é um banco de imagem que está presente em mais de 150 países e, segundo informações da empresa, já pagaram mais de 500 milhões de dólares aos colaboradores.

Para enviar as suas primeiras fotos, é necessário possuir uma conta de colaborador e preencher as informações necessárias, além de enviar 10 fotos para análise inicial.

As suas imagens apenas estarão disponíveis para venda quando os seus documentos foram validados e as imagens, aprovadas.

A porcentagem varia entre 20–30% por imagem vendida — considerando que, conforme os seus ganhos aumentam, maior será a porcentagem de ganho sobre novas fotos vendidas.

Além disso, você também pode ganhar bônus ao indicar um amigo. Há uma porcentagem sobre as vendas todas as vezes que alguém compra um conteúdo do colaborador indicado por você.

⒊ iStock Photo

O banco de imagem iStock possui mais de 1,5 milhão de clientes e licencia imagens em mais de 200 países. Como uma marca da Getty Images, paga aos iniciantes na plataforma 15% por cada foto comprada.

Para se cadastrar, você precisa completar o formulário e enviar algumas imagens para avaliação.

Após possuir o cadastro válido, é só acompanhar as vendas na sua plataforma de colaborador, além de poder sacar o valor ao chegar em 100 dólares acumulados.

Caso você desejar ser um colaborador exclusivo, ainda possui algumas vantagens. Nesse caso, você deve possuir 250 downloads em suas imagens e, no mínimo, 50% de taxa de aprovação.

Ao possuir exclusividade, você não pode vender as imagens em outros locais, mas possui um benefício de ganho entre 22–45% nas suas imagens vendidas na plataforma.

⒋ Fotolia

Fotolia é um banco de imagem da Adobe e possibilita diversas oportunidades de venda. É o banco líder em vendas de imagem na Europa.

Algumas características devem ser respeitadas para o aceite das imagens: carregar imagens em .jpg, com resolução mínima de 2.400 × 1.600 pixels e com tamanho menor do que 30 ㎆.

Para cada imagem ou vídeo disponibilizado, os seus ganhos vão de 25–63% no sistema pré-pago.

Para classificar o valor de venda, o Fotolia analisa os níveis dos usuários de acordo com o número de arquivos vendidos. Nesse caso, o fotógrafo pode ser exclusivo, possuir apenas algumas imagens exclusivas ou não possuir exclusividade.

Em outro modelo, no caso do sistema de assinatura, o valor chega a 33% na venda de imagens e 35%, de vídeos.

As oportunidades para os fotógrafos estão aí! Aposte na venda de fotos para bancos de imagem, ganhe um dinheiro extra e encontre as suas fotos sendo utilizadas em sites, lojas online, campanhas publicitárias e praticamente qualquer lugar que você possa imaginar.

A demanda por imagens é alta e você pode aproveitar essa oportunidade para divulgar as suas imagens com ganhos concretos.

Dúvidas sobre como divulgar o seu trabalho como fotógrafo? Confira nossas dicas sobre como construir um portfólio bonito e que mostre o seu talento!

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo