estrategia-sem-conteudo

Waze Carpool: entenda a estratégia do serviço de caronas compartilhadas por R$ 2 a corrida

Waze Carpool chega ao Brasil e oferece serviço de caronas compartilhadas por apenas R$2,00 a corrida. Entenda a estratégia de marketing da empresa!

O aplicativo de trânsito e mapa colaborativo, anuncia hoje (21) o lançamento oficial do Waze Carpool no Brasil que acontecerá em todo território nacional nesta quarta-feira (22). O serviço já está rodando mundialmente desde 2009 e funciona como um compartilhador de trajeto entre usuários que passam, rotineiramente, na mesma área.

O Carpool não possui nenhum intuito lucrativo para os usuários que propuserem dar carona. Além disso, o serviço não utiliza motoristas profissionais.

O objetivo do serviço é unir usuários (motoristas e passageiros) que utilizam uma rota diária para dividir, entre eles, custos do combustível e manutenção do veículo. Além de ajudar o dia a dia de quem utiliza o serviço, o aplicativo cria, cada vez mais, uma comunidade fortalecida.

Para conseguir ter acesso, os usuários deverão utilizar dois apps, sendo um para o passageiro e outro voltado exclusivamente para os motoristas. Ambos os usuários poderão ter opções como, por exemplo, pessoas do mesmo gênero, dividir rotas apenas para colegas que trabalham na mesma empresa.

Quanto ao valor, a própria companhia sugere, como sendo o custo compartilhado entre condutor e passageiro, um valor de R$4,00 a R$ 25,00 por carona e o app limita o total de duas caronas por dia para os condutores.

Os dois aplicativos do Waze Carpool já podem ser baixados tanto para Android quanto para iOS, entretanto os mesmos começam a funcionar apenas amanhã. E, com o intuito de divulgar o serviço no Brasil, as caronas custarão apenas R$2,00 para qualquer distância.

Como construir defensores para sua marca

O que essa estratégia representa

Essa nova estratégia do Waze, apesar de parecer inovadora, vem de uma jogada muito utilizada por marcas pelo mundo inteiro. Principalmente aquelas focadas em tecnologia, que em muitos momentos precisam se adaptar a um mercado extremamente mutável.

Podemos caracterizar o Waze Carpool como uma extensão da marca Waze, já consolidada e reconhecida pelos usuários.

Esse conceito representa a adição de novos produtos ou vertentes a uma empresa, em que não necessariamente segue o mesmo modelo do produto mais notório da marca.

Você já viu isso acontecer muitas vezes. A 99, por exemplo, empresa conhecida inicialmente como um aplicativo para viagens de táxi, extendeu sua marca para o 99POP. Esta se assemelha à Uber quando o assunto é serviço,.

É importante entendermos que uma extensão de marca não é uma mudança no modelo de negócios. Ela representa uma marca que está criando um novo serviço e adicionando uma marca que irá se comportar como uma submarca.

Empresas escolhem criar uma nova submarca como forma de diferenciar o entendimento do público dos serviços oferecidos. O Waze Carpool ainda conta com a marca Waze como sua marca mãe, o que dá consistência para suas operações e como ela será percebida pelo público.

Pense comigo, se uma marca desconhecida por você lançasse a mesma proposta, você não a receberia da mesma forma que irá receber a notícia do Waze. Isso porque você carrega consigo suas experiências com essa marca, o que será transposto para o Waze Carpool.

Se essa nova empreitada vai adicionar ainda mais valor para a marca Waze ou acabará por danificar a imagem desta. Ainda não sabemos, mas sabemos que tudo pode acontecer. E você? Acredita que essa extensão de marca será bem recebida pela público?

Se você quer entender ainda mais sobre marcas e o processo de branding, confira nosso material completo sobre o assunto!

Ebook Branding

100.000 pessoas não podem estar enganadas
Deixe seu email e receba conteúdos antes de todo mundo